Como fazer amigos e influenciar pessoas

Get Started. It's Free
or sign up with your email address
Rocket clouds
Como fazer amigos e influenciar pessoas by Mind Map: Como fazer amigos e influenciar pessoas

1. Sugestões para conseguir o máximo deste livro

1.1. releia o livro varias vezes, medite nele

1.2. Tempo persistencia e aplicação diaria

1.3. Utilize um sistema de autoanálise, autoeducação

2. 0.1 Técnicas fundamentais no tratar com as pessoas

2.1. 1. Não critique, não condene, não se queixe

2.1.1. "qualquer idiota pode criticar, mas é preciso ter carater e autocontrole para ser complacente e saber perdoar"

2.1.2. "quando lidamos com pessoas, lembre-se, estamos tratando com criaturas emotivas, criaturas suscetíveis as observações norteadas pelo orgulho e pela vaidade"

2.1.3. Não os critiquem, são eles exatamente o que nos seriamos sobre idênticas condições

2.2. 2. Faça um elogio honesto e sincero

2.2.1. Falta de reconhecimento

2.2.2. "A mais profunda das solicitações na natureza humana é o desejo de ser importante"

2.2.3. "A maior força que possuo e o meio mais eficiente para desenvolver o que de melhor há em um homen é a apreciação e o encorajamento"

2.2.4. Se gosto de alguma coisa, sou sincero na minha aprovação e pródigo no meu elogio

2.2.5. "Aqui jaz um homem que soube ter junto a si homens que eram mais inteligentes que ele"

2.2.6. "Não consigo me lembrar de seis coisas em que você poderia mudar. Eu a amo do jeitinho que você é"

2.2.7. Todo homem que encontro é superior a mim em alguma coisa. E neste particular surpreendo dele

2.3. 3. Desperte na outra pessoa um ardente desejo

2.3.1. "O homem que pode colocar-se no lugar de outros homens, que pode compreender as maquinações dos seus cérebros, não precisa ter preocupação acerca do que lhe reserva o futuro"

2.3.2. O unico modo de influenciar as pessoas é falar sobre o que elas querem

3. 0.2 Seis maneiras de fazer as pessoas gostarem de você

3.1. 1. Interesse-se sinceramente pelas outras pessoas

3.1.1. As pessoas não estão interessadas em você nem estão interessadas em mim. Estão interessadas nelas mesmas, pela manhâ, ao meio-dia e depois do jantar

3.1.2. "E o individuo que não está interessado no seu semelhante quem tem as maiores dificuldades na vida e causa os maiores males aos outros. E entre tais indivíduos que se verificam todos os fracassos humanos"

3.1.3. "Dirija-se a cada pessoa do mesmo modo que você queria que o tratassem no passado"

3.1.4. Ser sinceramente interessado em outras pessoas é uma das mais importantes qualidades de qualquer pessoa

3.1.5. Todos nos gostamos de pessoas que nos admiram

3.1.6. Se quisermos fazer amigos, saudemos as pessoas com animação e entusiasmo, expresse a sua satisfação pelo chamado que lhe fizerem

3.2. 2. Sorria

3.2.1. Ações falam mais alto que palavras e um sorriso diz: "Gosto de você, Você me faz feliz. Estou satisfeito por vê-lo"

3.2.2. Você deve sentir prazer ao encontrar pessoas que você sabe sentirem grande prazer em vê-lo

3.2.3. Primeiro, obrigue-se a sorrir. Se estiver só, assobie e cantarole uma melodia ou uma canção. Aja como se já fosse feliz e isto tenderá para o tornar mais feliz ainda

3.2.4. A felicidade não depende de, condições externar. Depende de condições internas. Não é oque você tem, ou quem é, ou onde você está ou o que você está fazendo que o tornam feliz ou infeliz. É o que você pensa sobre isso

3.2.5. Todas as vezes que for sair, encolha o queixo, firme a cabeça e encha os pulmões o mais possível, cumprimente os amigos com um sorriso e ponha a alma em cada aperto de mão. Não receie ser mal compreendido e não gaste um minuto sequer pensando nos inimigos

3.2.6. Tenha sempre em seu pensamento a pessoa capaz importante e útil que deseja ser e tal pensamento, a cada hora, o transformará neste indivíduo particular

3.3. 3. Lembre-se de que o nome de um homem é para ele o som mais doce e importante que existe em qualquer idioma

3.3.1. O homem médio é mais interessado em seu proprio nome do que em todos os nomes da terra juntos

3.3.2. A maioria das pessoas se esquece dos nomes pela simples razão de não devotar a este exercício o tempo e a energia necessária para concentrar, repetir e gravar indelevelmente os nomes na memória

3.3.3. Lembrar os nomes e fazer com que as pessoas se sintam importantes

3.3.4. Boas maneiras são produtos de pequenos sacrifícios

3.3.5. Devemos atentar para a mágica que existe num nome e compreender que esse singular elemento pertence exclusivamente a pessoa com quem estamos lidando

3.4. 4. Seja um bom ouvinte, incentive os outros a falar sobre eles mesmos

3.4.1. Tudo o que desejava era um ouvinte interessado, para que pudesse dar expressão ao seu "ego" e falar sobre os lugares em que estivera

3.4.2. "Ouvi porque estava verdadeiramente interessado. E ele sentiu isso. Naturalmente que lhe agradou." Esta espécie de atenção é uma das mais altas deferências que podemos prestar a outrem

3.4.3. Poucos seres humanos estão a prova da vaidade de uma atenção interessada

3.4.4. Atenção exclusiva para a pessoa que lhe estiver falando é muito importante. "Nada é mais lisonjeador como isso"

3.4.5. O agressor crônico mesmo o mais violento crítico, mostrar-se-a mais tolerante e mais manso diante de um paciente e simpático ouvinte, um ouvinte que se mantenha em silêncio enquanto o irrascível pesquisador de defeitos se dilata como uma jiboia e vomita o veneno de seu sistema

3.4.6. Mas a habilidade de ouvir parece mais rara do que qualquer outra boa maneira

3.4.7. Lincoln não queria conselho. Queria apenas um ouvinte amigo e simpatizante com quem pudesse descarregar-se. Eis o que todos nós queremos quando estamos preoculpados. É isso o que todos nós queremos quando estamos preocupados. É isso que, frequentemente, todos os fregueses irritados querem, bem como o empregado mal satisfeito ou amigo magoado

3.5. 5. Fale sobre assuntos que interessem a outra pessoa

3.5.1. "Por que Roosevelt sabia, como todos os lídere, aliás, que a estrada real para o coração de um homem é falar-lhe sobre as coisas que ele mais estima"

3.5.2. "Sei entretanto, que, se não tivesse encontrado a coisa em que ele se chava interessado e não despertasse seu entusiasmo no princípio, não teria nem um décimo da facilidade que encontrei"

3.5.3. Um lider no campo das comunicações sempre seguiu esse princípio. Quando lhe perguntaram que recompensa teve com isso, o Sr. Herzig respondeu que não apenas tinha recebido uma recompensa diferente de cada pessoa, como também, em termos gerais, a recompensa veio como um enriquecimento de sua vida a cada vez que conversava com uma pessoa

3.6. 6. Faça a outra pessoa sentir-se importante , mas faça-o sinceramente

3.6.1. "Que há sobre ele que eu possa admirar com sinceridade?"

3.6.2. A lei é a seguinte: Fazer sempre a outra pessoa sentir-se importante

3.6.3. "O mais profundo princípio da natureza humana é o desejo de ser apreciado"

3.6.4. Você deseja a aprovação de todos aqueles com quem está em contato. Quer o reconhecimento do seu real valor. Quer sentir-se importante no seu pequeno mundo. Não quer ouvir lisonjas insinceras e baratas, mas deseja uma sincera apreciação. Quer que os seus amigos e associados sejam "sinceros nas suas apreciações e pródigos nos seus elogios". Todos nós queremos isto.

3.6.5. A vida de muitas pessoas provavelmente mudaria se alguém as fizesse sentir-se importantes

3.6.6. A verdade nua e crua é que quase todo homem que você encontra se julga superior a você em algum ponto; e um caminho seguro para tocar-lhe o coração é fazê-lo compreender, de uma maneira sutil, que você reconhece a importância dele no seu pequeno mundo, e o faz sinceramente

3.6.7. "Cada homem que encontro é superior a mim em alguma coisa; e nisso posso aprender dele."

3.6.8. "Fale com as pessoas a respeito delas mesmas e elas o ouvirão por muitas horas"

4. 0.3 Como conquistar as pessoas para o seu modo de pensar

4.1. 1. O melhor meio de vencer uma discussão é evitá-la

4.1.1. Há apenas um caminho para conseguir o melhor numa discussão "é correr dela, correr como você correria de uma cobra ou de um tremor de terra"

4.1.2. Este inspetor foi mais uma prova da mais comum das fragilidades humanas. Ele queria sentir-se importante

4.1.3. "Ódio nunca termina por ódio, mas por amor"

4.1.4. Lembre-se você pode medir a grandeza de uma pessoa por aquilo que a deixa irritada

4.1.5. Agradeça sinceramente aos seus adversários pelo interesse que eles demonstram

4.2. 2. Respeite a opinião alheia. Nunca diga: "Você está errado"

4.2.1. Você pode deizer a um homem que ele está errado, mas, se lhe disser, pensa que o levará a concordar com você? Nunca! Pois você desferiu um golpe direto contra sua inteligência, contra seu julgamento, contra seu orgulho, contra seu amor próprio. Isso fará apenas com que ele deseje revidar, mas nunca fará com que mude de idéia

4.2.2. Se um homem faz uma afirmativa que você julga errada, sim, mesmo que você saiba que está errada, não é muito melhor começar dizendo: "Bem, agora veja! Penso de outra maneira, mas posso estar errado. E frequentemente estou enganado. E se eu estou errado quero corrigir-me, vamos examinar os fatos?"

4.2.3. Há uma magia positiva em frases como está "Posso estar errado, e frequentemente estou. Vamos examinar os fatos"

4.2.4. Você nunca terá aborrecimentos adimitindo que pode estar errado. E isso evitará todas as discussões e fara com que o outro companheiro se torne tão inteligente, tão claro e tão sensato como o foi você

4.2.5. Poucas pessoas são lógicas, na maioria somos prevenidos e sectários, somos inutilizados por noçõess preconcebidas, pelo ciúme, pela suspeita, pelo receio, pela inveja e pelo orgulho

4.2.6. "O resultado é que a maioria dos nossos chamados raciocínios consiste no encontro de argumentos para continuar acreditando no que já acreditamos"

4.2.7. Quando erramos, podemos confessá-lo de nós para nós mesmos. E, se formos levados gentil e habilidosamente, poderemos confessar nosso erro para os outros e mesmo sentir orgulho da nossa franqueza e sensatez

4.2.8. "Julgo as pessoas pelos seus próprios princípios e não pelos meus"

4.2.9. Em outras palavras, não discuta com o seu cliente, com a sua esposa ou com o seu adversário. Não lhes diga que estão errados, não os aborreça. Use um pouco de diplomacia

4.3. 3. Se errar, reconheça o erro imediatamente e com ênfase

4.3.1. Se sabemos que vamos ouvir de alguém alguma reprimenda, não é muito melhor precedermos a outra pessoa e dizermos nós mesmos o que ela vai dizer? Não é muito mais fácil ouvir a autocrítica do que a condenação vinda de lábios alheios? Diga sobre si mesmo todas as coisas que você sabe estar a outra pessoa pensando, querendo ou pretendendo dizer, diga-as antes que ela tenha uma oportunidade para dizê-las.

4.3.2. Existe um certo grau de satisfação em se ter a coragem de admitir o próprio erro. Não apenas alivia a sensação de culpa e a atitude de defesa, como também com frequência ajuda a resolver o problema criado pelo erro

4.3.3. Qualquer louco pode procurar justificar as suas faltas, e muitos loucos fazem isso, mas reconhecer seus próprios erros, o que é muito raro, dá uma auréola de nobreza e exaltação ao inimigo

4.3.4. "Tudo isso foi culpa minha. Eu, só eu, perdi esta batalha", confessou. Poucos generais em toda a história tiveram coragem e hombridade ara confessar uma coisa assim

4.3.5. Quando estivermos com a razão, procuremos convencer os outro aos poucos e com toda a habilidade, conquistando-os assim para o nosso modo de pensar; e quando estivermos errados, e isso acontecerá, surpreendentemente, muitas vezes se nos julgarmos com honestidade, reconheçamos nossos erros sem demora e com entusiasmo

4.4. 4. Comece de um modo amigável

4.4.1. Nos deveriamos compreender que as pessoas não gostam de modificar suas idéias. Elas não podem ser forçadas a concordar com você ou comigo

4.4.2. Esta camaradagem da parte do Sr.Black fez o que a amizade sempre faz: conseguiu mais camaradagem.

4.5. 5, Consiga que a outra pessoa diga "sim, sim", imediatamente

4.5.1. É muito mais proveitoso ver as coisas do ponto de vista da outra pessoa e procurar conseguir que ela diga sempre "sim,sim"

4.6. 6. Deixe a outra pessoa falar durante a maior parte da conversa

4.6.1. Deixe o outro homem falar dele mesmo. Ele conhece muito mais sobre o seu negócio e os seus problemas do que você. Assim faça-lhe perguntas. Deixe-o dizer-lhe algumas coisas

4.6.2. Descobri, exclusivamente por acaso, quantas vantagens há em deixar a outra pessoa falar

4.6.3. "Terei grande orgulho em trabalhar para uma organização que possui um passado como o dos senhores. Soube que o senhor começou há vinte e oito anos passados sem outra coisa alem de uma mesa e uma estenografa, Isto é verdade?"

4.6.4. Quae todos os homen que se acham em situação próspera gostam de relembrar suas primeiras lutas. E este não era uma exceção

4.6.5. O Sr. Cubellis deu-se ao trabalho de procurar dados sobre o seu futuro chefe. Monstrou-se interessado no outro homem e nos seus problemas. Incentivou-o a falar a maior parte do tempo e lhe causou ótima impressão

4.6.6. A verdade é que mesmo os nossos amigos preferirão falar sobre si a ouvir-nos falar sobre nós

4.6.7. Por que é isso verdade? Porque quando nossos amigos se avantajam sobre nós, isso lhes dá uma sensação de importância; mas quando nós nos avantajamos sobre eles causamos-lhes uma sensação de inferioridade, que gera inveja.

4.6.8. "Hoje, quando temos um tempo para conversar, peço-lhe que partilhem comigo suas alegrias. Quanto a mim, falo das minhas conquistas apenas quando me pedem."

4.7. 7. Deixe a outra pessoa pensar que a idéia é dela.

4.7.1. Não seria você muito mais sábio fazendo sugestões e deixando a outra pessoa tirar a conclusão por si mesma?

4.7.2. Nenhum homem gosta de sentir que lhe estão vendendo alguma coisa ou dizendo-lhe para fazer uma determinada coisa. Preferimos sentir que nós estamos comprando por nossa própria vontade ou agindo de acordo com nossas próprias idéias.

4.7.3. "Fiz então justamente o contrário. Pedi-lhe que me desse as suas idéias"

4.7.4. Deixar que a outra pessoa pense que determinada idéia é dela leva consequências positivas não só nos negócios ou na política, mas também na vida familiar

4.7.5. "A razão por que os rios e os mares recebem a homenagem de centenas de córregos das montanhas é que eles se acham abaixo dos últimos. Deste modo podem reinar sobre todos os córregos das montanhas. por isso, o sábio, desejando pairar acima dos homens, coloca-se abaixo deles; desejando estar diante deles, coloca-se atras dos mesmos. Assim, não obstante o seu posto ser acima dos homens, eles não sentem o seu peso; apesar do seu lugar ser adiante deles, não consideram isto uma ofensa."

4.8. 8. Procure honestamente ver as coisas pelo ponto de vista alheio

4.8.1. Um joutro homem age de um determinado modo porque existe alguma razão para isto. descubra esta razão oculta e terá a chave das suas ações, e talvez da sua personalidade

4.8.2. Se você disser para si mesmo: "Como me sentiria, como reagiria se estivesse no seu lugar?", tera ganho uma porção de tempo e evitado muita irritação, pois "tornando-nos interessados na causa, temos menos probabilidades de não gostar do efeito"

4.8.3. Em suma, o êxito no tratar com as pessoas depende da simpática apreensão do ponto de vista alheio

4.8.4. A cooperação numa conversa só se alcança quando você demonstra considerar as idéias e os sentimentos da outra pessoa como tão importantes quanto os seus próprios

4.8.5. Amanhã, antes de pedir a quem quer que seja para apagar um fogo ou comprar um produto ou contribuir com uma instituição de caridade, po que não pensar antes, procurando interpretar o fato sob o ponto de vista da outra pessoa? Pergunte a si mesmo: "Por que não quer ela fazer isso?" Acredite, tal coisa lhe romará algum tempo, mas lhe granjeará amigos e trará melhores resultados, obtidos com menos atritos e menos gastos de energia

4.9. 9. Mostre-se simpático às idéias e desejos alheios

4.9.1. "Eu não o condeno num ponto sequer por pensar assim. Se eu estivesse em seu lugar, sem dúvida alguma pensaria exatamente como você"

4.9.2. Você merece muito pouco crédito por ser o que é: e lembre-se de que a pessoa que se dirige a você irritada, hipócrita, sem razão, merece muito pouco descrédito por ser quem é. Sinta pena do pobre-coitado, tenha piedade dele. Simpatize com ele. Diga pata si mesmo: "apenas pela graça de Deus, lá vou eu"

4.9.3. Disse para mim mesmo: "afinal de contas, se eu fosse ela, possivelmente faria o mesmo que ela fez"

4.9.4. Tive a satisfação de refrear meu temperamento, a satisfação de retribuir com bondade a um insulto. Obitive uma coisa infinitamente mais interessante fazendo-a gostar de mim do que podia ter obtido dizendo-lhe que se atirasse ao rio

4.9.5. As espécies humanas anseiam todas por simpatia

4.9.6. Com o mesmo objetivo os adultos mostram suas contusões, relatam seus acidentes, doenças, especialmente detalhes de operações cirurgicas. A "auto piedade" para as desgraças reais ou imaginárias é, de alguma sorte, praticamente de uso universal

4.10. 10. Apele para os mais nobres motivos

4.10.1. O fato é que toda pessoa que você encontra, mesmo a que você vê no espelho, se tem em alta conta, e gosta de ser correta pródiga na sua própria avaliação

4.11. 11. Dramatize Suas idéias

4.11.1. Eu estava apresentando os mesmos fatos que havia apresentado anteriormente. Mas desta vez estava empregando a dramatização, a demonstração, e que diferença causou!

4.12. 12. Lance um desafio

4.12.1. O desejo de sobrepujar! O desafio! Vencer o competidor! Um meio infalível de apelar para os homens de espírito.

4.12.2. "Todos os homens têm medo, mas o bravo repele seu medo e avança, por vezes rumo à morte, mas sempre rumo à vitória"

4.12.3. A oportunidade para a autoexpressão. A oportunidade para provar seu valor, para sobrepujar, para vencer. Eis o que motiva as corridas a pé, as exposições de porcos e os concursos de toda a espécie. O desejo de sobressair. O desejo de sentir-se importante

5. 0.4 Seja um líder: Como modificar as pessoas sem as ofender ou provodar ressentimentos

5.1. 1. Comece com um elogio e uma apreciação sincera

5.1.1. É sempre mais fácil ouvir as coisas desagradáveis depois de ouvir alguns elogio as nossas qualidades

5.1.2. Sim, havia graves faltas, mas Lincoln não tratou delas, foi mais cauteloso, mais diplomata

5.1.3. Começar com o elogio equivale ao dentista iniciar seu trabalho com Novocaína. O paciente ainda receia, mas o anestésico é tiro e queda: nada de dor. Um líder deve empregar o...

5.2. 2. Chame indiretamente a atenção sobre os erros alheios

5.2.1. Dera-lhes um pequeno presente e fizera com que todos se sentissem importantes

5.2.2. Isto poderia ser facilmente superado mudando-se a palavra "mas" por "e". "sentimos orgulho de você, Johnnie, por ter aumentado suas notas nesse período letivo, e se der continuidade aos mesmos esforços conscienciosos no próximo ano, sua nota em álgebra poderá subir como as outras"

5.3. 3. Fale de seus próprios erros antes de criticar os das outras pessoas

5.3.1. "Você se enganou, Josephine, mas Deus o sabe, seu erro não foi maior do que os erros que tenho cometido. Você não nasceu sabendo. Isto vem com a experiência; e você faz melhor do que eu na sua idade. Tenho sido culpado de tantas coisas estúpidas, imbecis mesmo, que sinto pouca inclinação para censurá-la ou a outra pessoa qualquer. Mas não acha que seria mais acertado ter feito isso de tal forma, assim, assim...?"