Pesquisa de Mercado

Get Started. It's Free
or sign up with your email address
Rocket clouds
Pesquisa de Mercado by Mind Map: Pesquisa de Mercado

1. Professora Gabriela Figueiredo

1.1. Exercícios

1.1.1. 40%

1.2. Prova

1.2.1. 60%

2. Importância e tipos

2.1. Informações

2.1.1. Usada para identificar e definir problemas é oportunidade

2.1.1.1. Gerar, refinar e avaliar ações

2.1.1.1.1. Monitorar desempenho

2.1.2. Necessidade de infos detalhados

2.1.2.1. Clientes informados

2.1.3. Mercados maiores,dispersos e distantes

2.1.3.1. Intensificação da concorrência

2.1.4. Ambiente transformando em alta velocidade

2.1.5. Hoje há muita informação mas de pouca qualidade

2.1.5.1. Utilizar fontes confiáveis geram destaque

2.2. Tipos de pesquisa

2.2.1. Exploratórias

2.2.1.1. Pesquisa de dados secundários

2.2.1.1.1. Dados que Já existem

2.2.1.2. Pesquisa qualitativa

2.2.1.2.1. Perguntas abertas através de roteiro para quem já conhece o assunto

2.2.1.3. Trata de questões não muito bem definidas. Não sei sobre o tema e tenho que explorar. Onde não haja muita informação existente

2.2.1.4. Ex: lançamento energético pela coca cola não tinha knowhall é usou pesquisa exploratória

2.2.1.5. Nunca é quantitativa

2.2.1.6. ENTENDIMENTO DO ASSUNTO

2.2.2. Descritivas

2.2.2.1. Pesquisa quantitativa

2.2.2.1.1. Eu formulo questionário eficiente para verificar numericamente algo

2.2.2.2. Vc já entendeu os dados do mercado é vc quer utilizar seu público alvo

2.2.2.3. Somente dados primarios

2.2.2.3.1. Você faz a pesquisa

2.2.2.4. Conclusiva visando a descrição de algo

2.2.2.5. É muito mais demorado e caro

2.2.2.6. Precisa ser mensurada

2.2.2.7. Ex: traçar o perfil de usuários de smartphone na Esamc Campinas

2.2.3. Causais

2.2.3.1. Experimentos mercadológicos

2.2.3.2. Procura obter evidência de causa e efeito

2.2.3.2.1. Mostra que uma variável causa determina a o valor de outras variaveis

2.2.3.2.2. Tem que ser um COMPARATIVO

2.2.3.3. Ex:

2.2.3.3.1. Novo sabor

2.2.3.3.2. Nova embalagem

2.2.3.3.3. Nova promoção

3. Case: New Coke

3.1. Apenas pesquisa se mercado não é garantia de sucesso

3.1.1. Anos 80. Pepsi em alta

3.2. Pesquisa: Pepsi melhor pelo gosto

3.2.1. Desenvolvimento de novo produto

3.2.1.1. Investiu em pré teste

3.2.1.1.1. Teste cego e Pareado

3.3. Lançamento

3.3.1. Ação

3.3.1.1. Trocaram as cocas tradicionais pela New Coke

3.3.1.1.1. Consumidores se sentiram Traídos

3.4. Faltou pesquisa para a parte final e lançamento correto

4. Fatores que influenciam nas decisões

4.1. Relevância

4.1.1. Eu realmente preciso?

4.2. Tipo e natureza da informação procurada

4.2.1. As informações São acessíveis?

4.2.1.1. Não->

4.2.1.1.1. Dados secundários confiáveis

4.3. Momento

4.3.1. Timing é tudo

4.4. Disponibilidade de recursos

4.4.1. Tem dinheiro do início ao fim?

4.5. Análise de custo benefício

4.5.1. Pesquisas complexas de alto custo tem que ter retorno esperado

5. Como funciona?

5.1. Fornecedores de pesquisa

5.1.1. Internos

5.1.1.1. Estrtuturado

5.1.1.1.1. Departamento independente

5.1.1.2. Nao estruturado

5.1.1.2.1. Umnou mais funcionários internos soltos

5.1.2. Externo

6. Dados de Pesquisa de Marcado

6.1. Tipo ou fontes de dados

6.1.1. Dados primarios

6.1.1.1. Nunca coletados

6.1.1.2. Pesq. Com o objetivo de atender necessidades específicas

6.1.1.3. Geralmente através de entrevistas e questionários

6.1.1.3.1. Objetivo de conhecer a opinião de um determinado público

6.1.1.4. Metodologias

6.1.1.4.1. Qualitativa

6.1.1.4.2. Quantitativa

6.1.2. Dados padronizados

6.1.2.1. Quando 2 ou + clientes encomendam a mesma pesquisa

6.1.2.2. Permite economia de escala para usuários com necessidades similares

6.1.2.3. Metodos

6.1.2.3.1. Auditoria de varejo

6.1.2.3.2. Painel de consumidores

6.1.2.3.3. Medição de audiência

6.1.2.4. São fornecidos continuamente

6.1.2.4.1. monitoramento

6.1.2.4.2. Aval. De desempenho

6.1.3. Dados secundários

6.1.3.1. Necessita analise de

6.1.3.1.1. Confiabilidade

6.1.3.1.2. Qualidade

6.1.3.1.3. Disponibilidade

6.1.3.1.4. Custo

6.1.3.1.5. Momento

6.1.3.1.6. Relevância

6.1.3.2. Dados existentes e disponíveis

6.1.3.2.1. Utilizo para entender melhor o tema

6.1.3.3. Meio mais barato e fácil acesso

6.1.3.3.1. É necessário identificar

6.1.3.4. Benefícios e limitações

7. Relatório de pesquisa de Mercado

7.1. Documento oficial da atividade planejada de pesquisa

7.2. Problema de pesquisa / definição do problema

7.2.1. Definir a situação

7.2.1.1. Real necessidade de informação

7.3. Objetivos da pesquisa

7.3.1. O que vai investigar

7.3.1.1. Primarii

7.3.1.1.1. Geral

7.3.1.2. Secundário

7.3.1.2.1. Específicos

7.4. Metodologia

7.4.1. Mostrar quais metodologias foram utilizadas

7.4.1.1. Quais tipos de pesquisas

7.4.1.2. Quais tipos de dados

7.4.1.3. Tipo de metodologia

7.4.1.4. Quais técnicas de pesquisa

7.5. Análise dos resultados

7.5.1. Conclusão

7.5.1.1. Sugestão de ação

7.6. Objetivos do relatório

8. TCC

8.1. Utilizam Google forms

8.1.1. Formas tabula a pesquisa

8.2. Gráfico pizza

8.2.1. Poucas alternativas

8.3. Gráfico Barra

8.3.1. Várias alternativas (4 +)

9. Metodologia

9.1. Qualitativa

9.1.1. Utilizada em pesquisa Exploratória

9.1.2. Dados primários

9.1.2.1. A Qualitativa te ajuda a fazer um melhor questionário de quantitativa

9.1.3. Não estruturada

9.1.3.1. Só possui um roteiro

9.1.3.1.1. Não tem formulário

9.1.4. Baseada em poucos entrevistados

9.1.5. É boa em compreender o problema

9.1.5.1. É sentir o consumidor, ou seja, descobrir o que o consumidor tem em mente

9.1.5.2. Entender o escopo é a complexidade das atividades é preocupação do consumidor

9.1.6. O que a qualitativa mede?

9.1.7. Aplicação da quali

9.1.8. É mais espontâneo e mais verdadeiro possível dos participantes

9.1.8.1. O entrevistador tem que tomar muito cuidado para não influenciar

9.1.9. Técnicas de aplicação

9.1.9.1. Entrevista em profundidade

9.1.9.1.1. Aparentemente desestruturada

9.1.9.1.2. Roteiro

9.1.9.2. Discussão em grupo / focos group

9.1.9.2.1. Tem um moderador

9.1.9.2.2. Precisa ser feita com o público alvo exato

9.1.9.2.3. Não pode ser convidado

9.1.9.2.4. Aprofundar aspectos motivacionais

9.1.9.2.5. Geralmente de 8 a 12 pessoas, sem relação entre si, com algumas características em comum

9.1.9.2.6. Características

9.1.9.3. A escolha se dá por variáveis como

9.1.9.3.1. Objetivos do trabalho

9.1.9.3.2. Natureza do tema

9.1.9.3.3. Tipo de público

9.1.9.4. Estudo de caso

9.1.9.4.1. Entrevista em profundidade + dados secundários

9.1.9.4.2. Estudo de uma instituição

9.2. Quantitativa

9.2.1. Usa formulário ou questionário

9.2.1.1. Enquete / Pesquisa de opinião/ Survey

9.2.1.1.1. Traca habitos

9.2.1.1.2. Mede fidelidade

9.2.1.1.3. Audiência

9.2.1.1.4. Traçar perfil

9.2.1.1.5. Aprovação de produto

9.2.1.1.6. Satisfação

9.2.1.1.7. Tem que gerar PORCENTAGEM

9.2.1.1.8. Função de coletar dados

9.2.2. Para ser eficiente

9.2.2.1. Definir público alvo

9.2.2.2. Amostra representativa

9.2.2.3. Disponibilidade e disposição dos selecionados

9.2.2.4. Compreensão dos selecionados

9.2.2.5. Entrevistador qualificado

9.2.3. Fonte de erro dos respondentes

9.2.3.1. Algo índice de recusa

9.2.3.1.1. Medo

9.2.3.1.2. Invasão da privacidade

9.2.3.1.3. Tempo de aplicação

9.2.3.2. Falta de precisão

9.2.3.2.1. Incapacidade de responder por não saber, não lembrar ou por não conseguir articula-lá

9.2.3.3. Falta de disposição para responder

9.2.4. Abordagem

9.2.4.1. Entrevista pessoal

9.2.4.1.1. Contato direto entre entrevistador e entrevistado

9.2.4.1.2. Versatilidade alta

9.2.4.1.3. Custo alto

9.2.4.1.4. Quantidade de dados

9.2.4.1.5. Retorno alto

9.2.4.1.6. Demora na coleta de dados

9.2.4.2. Telefone

9.2.4.2.1. Apenas verbal

9.2.4.2.2. Versatilidade media

9.2.4.2.3. Custo moderado

9.2.4.2.4. Quantidade de dados baixa

9.2.4.2.5. Retorno médio

9.2.4.2.6. Coleta de dados rapida

9.2.4.3. Auto preenchimento

9.2.4.3.1. Não existe contato entrevistador e entrevistado

9.2.4.3.2. Versatilidade baixa

9.2.4.3.3. Custo baixo

9.2.4.3.4. Quantidade de dados baixa

9.2.4.3.5. Retorno baixo

9.2.4.3.6. Relativa demora na coleta de dados

9.2.5. Coleta de dados

9.2.5.1. Entrevistador

9.2.5.1.1. Interface

9.2.5.1.2. Aplica o questionário

9.2.5.1.3. Não deve interpretar perguntas

9.2.5.1.4. Deve ser familiarizado

9.2.5.1.5. Transmitir segurança

9.2.5.1.6. Não mostrar o objetivo das perguntas

9.2.6. Elaboração do questionário

9.2.6.1. Tipos de instrumentos

9.2.6.1.1. Questionario

9.2.6.1.2. Formulario

9.2.6.1.3. Perguntas fechadas

9.2.6.1.4. Perguntas abertas

9.2.6.1.5. Disfarce

9.2.6.2. Sequência de etapas para elaboração

9.2.6.2.1. Planejar o que vai ser mensurado

9.2.6.2.2. Formular perguntas para obter as infos necessárias

9.2.6.2.3. Definir a ordem das perguntas

9.2.6.2.4. Pre testar

9.2.6.2.5. Corrigir os problemas

9.2.6.3. Regras

9.2.6.3.1. Defina claramente a questão

9.2.6.3.2. Empregue palavras comuns

9.2.6.3.3. Use palavras sem possibilidade de ambiguidade

9.2.6.3.4. Não desenvolva perguntas tendenciosas

9.2.6.3.5. Evite perguntas abertas

9.2.7. Amostra

9.2.7.1. Tipos de perguntas

9.2.7.1.1. Fechadas

9.2.7.1.2. Abertas

9.2.7.1.3. Semi abertas

9.2.7.1.4. Dicotomicas

9.2.7.1.5. Respostas multiplas

9.2.7.1.6. Perguntas encadeadas

9.2.7.1.7. Perguntas com ordem de importância

9.2.7.2. Universo/ população

9.2.7.2.1. Todos que detém a informação procurada pela pesquisa - é determinado pelos objetivos do estudo

9.2.7.3. Amostra

9.2.7.3.1. Parte do universo que representa o todo

9.2.7.4. Amostragem

9.2.7.4.1. Método utilizado para a obtenção de dados- método de seleção da amostra

9.2.7.5. Censo

9.2.7.5.1. Todos os respondentes são contatados

9.2.7.6. Erros amostras x erros não amostrais

9.2.7.7. Pode ser

9.2.7.7.1. Probabilística

9.2.7.7.2. Não probabilística

9.2.7.8. Tamanho da amostra

9.2.7.8.1. É determinado pelo nível de confiança desejado, a margem de erro aceitável é a variância da população

9.2.8. Exercício

9.2.8.1. Formulário de pesquisa para remédio de dor de cabeça com uma pergunta de cada categoria - Hábitos de compra e consumo