Mapa Mental Adm da Produção

Get Started. It's Free
or sign up with your email address
Mapa Mental Adm da Produção by Mind Map: Mapa Mental Adm da Produção

1. Gestão de Estoque

1.1. É o processo de aglutinação de materiais por características semelhantes. É a importancia de cada item para o estoque, classificando-os do maior ou menor valor, estabelecendo uma política de estoque dentro de uma organização. Gênero, finalidade, tipo, forma, dimensões...

1.2. Simplificação: Racionalização de materiais Especificação: Descrição detalhada Normalização e padronização: Forma única de identificação e maneira que serão utilizados

1.3. DEMANDA: Por produção, produtos em processo, manutenção, produtos acabados, administrativos....

2. Cadeia de Suprimentos

2.1. “É o processo da movimentação de bens desde o pedido do cliente através dos estágios de aquisição de matéria prima, produção até a distribuição dos bens para os clientes”. (Rockford Consulting Group – RCG, 2001)

2.2. O Planejamento da Cadeia de Suprimentos: Incluem processos de negócios que planejam e gerenciam a demanda através de toda cadeia de suprimentos. A solução de métodos e ferramentas facilita o planejamento e a gestão operacional da cadeia de suprimentos. A negociação das compras busca vantagens na negociação de preços. melhor eficiência, controle rigoroso dos gastos e melhores níveis de serviços.

2.3. Estratégia Foca na otimização, através de uma avaliação para ajudar a identificar a maturidade da demanda da cadeia de suprimentos e o desempenho dos objetivos do negócio. Oferece estratégias de longo prazo que abrangem infraestrutura, ativos, organização, processos e tecnologia.

2.4. Suprimento é como são definidos os itens administrados, movimentados, armazenados, processados e transportados pela logística. Uma cadeia envolve clientes, varejistas, atacadistas, fabricantes e fornecedores de matéria-prima.

2.5. Representa um conjunto de atividades que envolvem: Compra Armazenamento Transformação embalagem Transporte Movimentação Interna Distribuição Suporte necessário

3. Histórico da Administração

3.1. Características Operacionais.

3.2. O Papel Estratégico da Área de Produção

4. Sistemas Industriais de Produção

4.1. Sistemas de Produção Contínua: Os sistemas de produção contínua, também chamado de fluxo em linha apresentam uma seqüência linear para se fazer o produto ou serviço; os produtos são bastante padronizados e fluem de um posto de trabalho a outro numa seqüência prevista.

4.2. Sistema de Produção Intermitente: a produção é feita em lotes. Terminando-se a fabricação do lote de um produto, outros produtos tomam o seu lugar nas máquinas. O produto original só voltará a ser feitos depois de algum tempo, caracterizando-se assim uma produção intermitente de cada um dos produtos.

4.3. Sistema de Produção para Grandes Projetos: tem-se uma seqüência de tarefas ao longo do tempo, geralmente de longa duração, com pouca ou nenhuma repetitividade. Caracteriza-se por ter um alto custo e dificuldade de gerenciamento nas fases de planejamento e controle.

5. Projeto de Processos, produto e serviços

5.1. Processos na Indústria (Produto): - produção por encomenda, - produzir para stock, - ou, montagem por encomenda.

5.2. Processos em Serviços: - serviços para pessoal que não é especializado, - serviços para pessoal especializado, - serviços indústriais, - serviços para consumidores em massa, - ou, serviços para negócios de alta-tecnologia.

5.3. Arranjo Físico e Fluxo: - Disposição física dos equipamentos - Integração de Máquinas - Redução de Transportes e Máquinas - Fluxo regular de Materiais

6. Conceito de Administração de Materiais

6.1. “Tem por finalidade assegurar o contínuo abastecimento de artigos próprios, necessários e capazes de atender aos serviços executados por uma empresa” A classificação de materiais é o processo de aglutinação de materiais por características semelhantes. O sucesso no gerenciamento de estoques depende, em grande parte, de bem classificar os materiais da empresa. Dependendo da situação, serve também de processo de seleção para identificar e decidir prioridades.

6.2. A classificação de materiais surgiu por uma necessidade, uma vez que com o aumento da industrialização e da introdução da produção em série, foi necessário, para que não ocorressem falhas de produção devido à inexistência ou insuficiência de peças em estoque.

6.3. Administração de recursos

6.3.1. Bens: “Todas as coisas contabilizáveis que entram, na qualidade de elementos constitutivos e constituintes, na linha de produção (...) além de outros itens que fazem parte da rotina diária da empresa”. (Messias, 1987:21)

6.3.2. Recursos Tecnológicos: É o corpo de conhecimentos com o qual a empresa conta para produzir produtos ou serviços;  Considerado, por muitos, um fator de produção;  Importante saber como ele é adquirido, como se aprimora, como é transmitido, aplicado e preservado.  Negócio essencial – core business  Organização que compreende – learning organization Utiliza as experiências como feedback para aquisição de novos conhecimento

6.3.3. Recursos Patrimoniais: Trata da sequência de operações que, assim como a administração dos recursos materiais, tem início na identificação do fornecedor, passando pela compra e recebimento do bem, para depois lidar com sua conservação, manutenção ou mesmo alienação. Os recursos materiais e patrimoniais são geridos separadamente por causa de sua complexidade. Por exemplo, administrar os materiais de limpeza não poderia exigir a mesma complexidade de administrar as máquinas utilizadas na produção.