Ano de Popularidade

Get Started. It's Free
or sign up with your email address
Ano de Popularidade by Mind Map: Ano de Popularidade

1. Expansão do Reino

1.1. O início na Galiléia

1.1.1. Estradas romanas internacionais

1.1.2. Cidade marítima - Cafarnaum

1.1.3. Bastante povoada

1.1.4. Grandes safra de cereais frutas e peixes

1.1.5. Profetizado por Isaías 9-1:2 / Mt. 4:14-16

1.1.6. Instrumentos utilizados

1.1.6.1. Pregação

1.1.6.2. Milagres

1.1.7. armas utilizadas

1.1.7.1. Palavra de Deus

1.1.7.2. Espírito de Deus

2. Estatutos do Reino

2.1. O Sermão do Monte

2.1.1. Felicidade

2.1.1.1. As bem-aventuranças

2.1.2. Responsabilidade

2.1.2.1. Sal

2.1.2.2. Luz

2.1.3. Autoridade

2.1.3.1. Eu porém vos digo

2.1.4. Sinceridade

2.1.4.1. Oração

2.1.4.1.1. sem vãs repetições, sem pensar

2.1.4.1.2. oração modelo Pai-nosso

2.1.4.1.3. desejo de impressionar a outros com frases que parecem espirituais

2.1.4.1.4. falta de base Bíblica para oração

2.1.4.2. Jejum

2.1.4.3. Evangelismo

2.1.4.4. Ofertas

2.1.4.5. Esmola

2.1.4.6. Hipocrisia

2.1.4.6.1. Agradar aos homens

2.1.4.7. Sem cera

2.1.4.7.1. oleiro tapava as rachaduras do vaso

2.1.5. Segurança

2.1.5.1. Tesouros no Céu

2.1.5.2. A Luz do Corpo

2.1.5.3. Os dois senhores

2.1.6. Serenidade

2.1.6.1. As aves

2.1.6.2. Os lírios

2.1.7. Humildade

2.1.7.1. O argueiro

2.1.7.1.1. Falhas do próximo

2.1.7.2. A trave

2.1.7.2.1. Minhas próprias falhas

2.1.8. Necessidade

2.1.8.1. Oração

2.1.8.1.1. Pai-nosso ou dominical

2.1.8.1.2. Oração a sós

2.1.8.1.3. Orando com a Bíblia

2.1.8.1.4. A oração no culto

2.1.8.1.5. forma de comunicação com Deus (falada, lida ou cantada)

2.1.8.1.6. Pedir

2.1.8.1.7. Buscar

2.1.8.1.8. Bater

2.1.9. Estabilidade

2.1.9.1. As duas portas

2.1.9.1.1. larga

2.1.9.1.2. estreita

2.1.9.2. As duas árvores

2.1.9.2.1. boa

2.1.9.2.2. má

2.1.9.3. Os dois fundamentos

2.1.9.3.1. rocha

2.1.9.3.2. areia

2.2. Como preparar sermões

2.2.1. a fonte e a base de onde devemos tirar as ideias para o sermão deve ser a Bíblia

2.2.2. símbolos, ilustrações e exemplos devem servir somente para ressaltar, confirmar e esclarecer o que a Bíblia diz

2.2.3. a meta deve ser ensinar o que a Bíblia diz objetivando que vidas sejam transformadas (tanto do pregador como dos que ouvem)

2.2.4. o ensino deve ser de tal maneira que os não convertidos passem a crer e se entreguem a Cristo e os que já creem cresçam e fiquem mais maduros

2.2.5. cada sermão se baseará em uma só passagem Bíblica

2.2.6. cada sermão deve buscar uma transformação principal e específica na vida dos ouvintes

2.2.7. a parte central do sermão será onde explicaremos a passagem Bíblica escolhida

2.2.8. para alcançar a transformação na vida dos ouvintes é necessário aplicar o ensino falando o que é necessário fazer

2.2.9. Apresentar e ler a passagem Bíblica em seguida seguir as etapas: Introdução, Definição, Explicação, Aplicação e Lição (IDEAL)

2.2.10. Utilizar a técnica de síntese (de várias partes diferentes construir uma só mensagem

2.2.11. deve ser preparado como oração e a ajuda do Espírito Santo

2.3. Estudos Bíblicos nos lares

2.3.1. Vantagens

2.3.1.1. Integração

2.3.1.2. Participação

2.3.1.3. Lideres iniciantes

2.3.1.4. Novos convertidos

2.3.1.5. Novos relacionamentos

2.3.2. Organização

2.3.2.1. Todos possam se ver

2.3.2.2. Início (Oração agradecimento e petição)

2.3.2.3. Leitura Bíblica

2.3.2.4. Conversar / Explicar

2.3.2.5. Estimular participação (perguntas)

2.3.2.6. Dúvidas / Experiências

2.3.2.7. Conclusão (Oração agradecimento e petição)

3. Evidências do Reino

3.1. Os milagres

3.1.1. A cura de um leproso

3.1.2. A cura do criado de um centurião

3.1.3. A cura da sogra de Pedro

3.1.4. Jesus acalma uma tempestade

3.1.5. A cura de dois endemoninhados gadarenos

3.1.6. A cura de um paralítico em Cafarnaum

3.1.7. A ressurreição da filha de Jairo

3.1.8. A cura de uma mulher enferma

3.1.9. A cura de dois cegos

3.1.10. A cura de um endemoninhado mudo

4. Embaixadores do Reino

4.1. A escolha dos 12

4.2. O discipulado

5. Inimigos do Reino

5.1. Oposição

6. Exemplos do Reino

6.1. As parábolas