Create your own awesome maps

Even on the go

with our free apps for iPhone, iPad and Android

Get Started

Already have an account?
Log In

Distribuição e Armazenagem by Mind Map: Distribuição e
Armazenagem
0.0 stars - reviews range from 0 to 5

Distribuição e Armazenagem

Armazenamento

Armazenamento Estratégico

Benefícios Econômicos, Custos logísticos gerais são reduzidos, 1) Consolidação e Fracionamento de Carga, Redução do custo de transportes ao usar a capacidade do armazém para agrupar cargas, Consolidação: armazém recebe materiais de diversas fontes em quantidades exatas em um único grande embarque para um destino específico, Benefícios: tarifa de frete mais baixa possível; entrega pontual e controlada; redução do congestionamento na doca de recebimento do cliente, Fracionamento (Break-bulk): recebe uma única grande carga e organiza a entrega para diversos destinos, Benefícios: economia de escala pelo transporte de uma carga consolidada maior, 2) Separação, Reconfiguração do frete à medida que ele fui da origem para o destino, Cross-docking: combinar estoques de diversas origens em um sortimento pré-especificado para determinado cliente. Geralmente usado para reabastecer estoques de alta rotatividade., Benefícios: redução do custos de manuseio, custos operacionais e de armazenamento, Desvantagens: requer entrega com extrema pontualidade dos fabricantes e depende muito da tecnologia da informação, Composição: parecida com o cross-docking, mas realizada em um local intermediário entre a origem e o destino da carga, Benefícios: reduz o armazenamento geral de produtos em um sistema logístico e consegue sortimentos específicos para cada cliente, minimizando os custos de transporte, Montagem: apoia as operações de fabricação. Produtos são montados com peças recebidas do centro de distribuição do fornecedor principal, localizado perto da fábrica, Benefícios: consegue um agrupamento de estoque em momento e local exatos, 3) Armazenamento Sazonal, Armazenamento permite que demandas sazonais sejam atendidas ou produções sazonais sejam eficientes. Alguns produtos são produzidos ao longo de todo o ano e consumidos em períodos específicos e outros são produzidos em um período curto e consumidos ao longo de todo o ano. Para suprir as necessidades destes mercados, o armazenamento é necessário., 4) Logística Reversa, Gerenciamento de Logística Reversa é importante para o fluxo de caixa, I. Gerenciamento de devoluções, Projetado para facilitar o fluxo reverso de produtos que não foram vendidos ou para receber produtos retirados do mercado (recalls), II. Reformulação, Facilita o fluxo reverso de produos depois de sua vida útil. Produtos ou componentes são atualizados para serem vendidos por um preço mais baixo (comum em eletrônicos)., III. Revenda, Revendedores usam coordenação e fluxo reverso para posicionar e revender produtos quando usuários não precisam mais deles, IV. Reciclagem, Devolve o produto depois de sua vida útil com o objetivo de decompô-lo em seus materiais componentes para que possam ser reutilizados, V. Descarte, Mesmo quando o material não pode ser reutiliizado, a logística reversa trata de descartá-lo

Benefícios de Serviço, Causam aumentos de receita pela melhora de serviço, 1) Estoque Ocasional, Usado para apoiar o atendimento ao cliente, geralmente por fabricantes de produtos sazonais. O estoque é colocado um pouco antes de períodos críticos de demanda em armazéns próximos aos locais de venda., 2) Estoque de Linha Completa, Mais restrito a poucos locais estratégicos que o estoque ocasional e funciona em períodos maiores. Melhoram o serviço reduzindo a quantidade de fornecedores com que um cliente deve lidar. Os sortimentos combinados também tornam possíveis embarques maiores e econômicos., 3) Serviços com Valor Agregado, Tarefas que geram valor maior para os clientes. Geralmente alteram as características físicas ou configuração dos produtos de acordo com especificações dos clientes. Ex: adiar a colocação dos rótulos dos produtos, realizando-a no armazém após o pedido do cliente. Assim, a empresa se expõe a menos risco (personalização não é feita antes dos pedidos) e reduz seu estoque, usando estoques de produtos básicos.

Funcionamento de um armazém

Objetivo: receber estoque, armazená-lo conforme solicitado, montá-lo para formar pedidos completos e enviá-lo para os clientes de modo eficiente., Manuseio: movimentação é contínua no armazém e é melhor fazer movimentações longas do que diversas movimentações pequenas devido ao menor tempo e menor risco de danos aos produtos. Além disso, grandes quantidades em movimentação trazem economias de escala., Recebimento: primeira atividade do manuseio é descarregar o os produtos, que geralmente chegam em grande volume por caminhões. Normalmente é realizada mecanicamente, com empilhadeiras, esteiras rolantes e alguns processos manuais. Cargas unitizadas (como em pallets) aceleram o processo e liberam os equipamentos de transporte de chegada mais rápido., Manuseio no armazém: depois do recebimento, o produto é movimentado dentro do armazém para outro local ou para o processamento do pedido. Após o processamento, os produtos são separados e movimentados para o embarque., Embarque: verificação do pedido e carregamento para o equipamento de transporte, geralmente usando equipamentos parecidos com os utilizados no recebimento. No entanto, acomoda movimentações de volume mais baixo das combinações de produto, reduzindo as economias de escala., Estocagem: produtos recebem locais específicos (slots) de acordo com suas características, como rotatividade, peso e requisitos especiais de armazenamento. Produtos de alto volume devem ser posicionados minimizando a distância de movimentação, enquanto produtos de baixo volume não dependem tanto da distância. Produtos mais pesados costumam ficar em locais mais baixos para evitar o uso de empilhadeiras, enquanto produtos de baixa densidade exigem um volume maior., Estocagem ativa: estocagem para o reabastecimento de estoque básico, suficiente para atender as demandas periódicas da área de serviço., Estocagem estendida: estoque que é mantido por períodos além do necessário para o reabastecimento normal dos estoques para clientes. Pode existir por diversos motivos, como esperar a demanda no caso de itens sazonais ou especulação (variações esperadas no preço do produto).

Decisões relacionadas ao armazém

Demanda uma análise detalhada e avalia questões de planejamento que estabelecem o caráter do armazém, que determina a eficiência no manuseio., 1) Escolha do Local, Identificar a localização do armazém geral e então instalar um armazém específico. As diretrizes para essas escolhas são disponibilidade de serviços e custo, porém o acesso a transporte, infra-estrutura de serviços públicos, impostos e seguros também exigem avaliação., 2) Projeto, A escolha do projeto deve considerar a quantidade de andares a incluir na instalação física, um plano de utilização do espaço cúbico e o fluxo de produtos. O projeto do armazém deve minimizar o congestionamento e o manuseio redundante., 3) Analise do Mix de produtos, Análise dos produtos que serão distribuídos pelo armazém. Os produtos devem ser analisados em termos de vendas anuais, demanda, peso, espaço cúbico e embalagem. Determinar o tamanho, o volume e o peso do pedido médio também se torna de extrema importância., 4) Expansão, Potencial expansão pode justificar a compra de um local maior do que o necessário a construção inicial., 5) Manuseio de Materiais, Principal orientador do projeto do armazém. O sistema de manuseio de materiais tem de ser selecionado no início do processo de desenvolvimento e envolvem também equipamentos e tecnologia., 6) Layout, Planejado para facilitar o fluxo de produtos. É integrado ao sistema de manuseio e é criado a partir da localização, quantidade e projeto das docas de recebimento e carregamento. Envolve posicionamento de paletas já que a chave para um layout eficiente é um plano de armazenamento em slots bem desenvolvidos. Os produtos em si devem ser posicionados em uma área específica para a separação de pedidos, e esta área de separação é apoiada pela área de armazenamento. Dentro da área de separação, os produtos são posicionados de acordo com o peso, o volume e a rotatividade de reabastecimento com o objetivo de minimizar a movimentação de saída. Os produtos são movimentados das áreas de recebimento para as posiçoes adjacentes, os pedidos são separados diretamente e puxados ao longo da linha através do armazém. Gerentes podem abordar diferentes estratégias para conciliar a relação entre o manuseio de materiais e o layout do armazém., 7) Dimensionamento, Envolve projeção do volume total que se espera movimentar no armazém durante determinado período. É usada para estimar estoques básicos e de segurança de cada produto a ser estocado., 8) Sistema de Gerenciamento, A otimização do armazém refere-se à escolha do melhor local dentro do armazém para armazenar e recuperar os produtos, com o objetivo de minimizar o tempo e a movimentação. Hoje, os armazéns devem oferecer uma gama maior de serviços, para atenderem a coordenação necessária dos produtos requeridos. Serviços com valor agregado referem-se à coordenação das atividades do armazém para personalizar produtos, como embalagem, rotulagem, construção de kits e montagem de mostruários. O WMS é um sistema que pode coordenar e gerenciar toda essa cadeia citada., Funções do WMS, Arrumação, Aumento da produtividade e da utilização do espaço., Interconexão de tarefas, Roteirização de empilhadeiras por demandas., Separação/Reabastecimento, Separação de produtos afim de reabastecer os estoques nos locais, quando apropriado., Armazenagem em slots, Localizador de slots para melhorar a eficiência de espaço., Cross-docking, Facilita o recebimento direto para o fluxo de embarques., Visibilidade do estoque, Rastreamento de lotes específicos de estoque, bem como a visibilidade diária dos recebimentos., Solução para filas em tarefas, Identificação de maneiras alternativas afim de resolver de modo rápido as filas nas tarefas., Estratégia de separação, Rotinas de apresentação de estratégias de separação selecionadas., Correção de erros, Capacidade de identificar e resolver diferenças em pedidos de compra ou avisos antecipados de embarque e nas quantidades ou produtos efetivamente recebidos., Simulações, Cenários de apoio à decisão em tempo real para ajudar a tomada de decisão operacional., Produtos devolvidos, Realização de auditoria em programas de logística reversa., Contagem de ciclos, Capacidade de conduzir e calcular contagens de estoque em tempo real., 9) Segurança, Envolve a proteção contra furtos de mercadorias, deterioração e qualquer forma de interrupção operacional., Furtos, A segurança começa na porta de entrada. Apenas funcionários autorizados devem ter permissão para entrar nas instalações e permanecer nas redondezas, juntamente com a entrada no pátio do armazém. Sistemas de controle de estoque e processamento de pedidos ajudam a proteger as mercadorias de serem carregadas para fora do armazém. Os sequestros de caminhões também são uma preocupação logística, o roubo destes dentro dos pátios pode ser eliminado por rígidos controles de segurança., Deterioração, Condizente ao dano derivado do manuseio descuidado de materiais. O ambiente do armazém deve ser cuidadosamente controlado e medido para proporcionar uma proteção adequada aos produtos. A perda de produtos vinda do manuseio descuidado é uma forma de perda contra a qual não existe seguro ou compensação de receita. Outra forma importante de deterioração é a incompatibilidade de produtos armazenados ou transportados em conjunto., 10) Prevenção de acidentes e Manutenção, Um programa abrangente de prevenção de acidentes exige avaliação constante dos procedimentos de trabalho e dos equipamentos para localizar e tomar medidas corretivas para eliminar condições inseguras antes que ocorram acidentes. Um programa de manutenção preventiva é necessário para equipamentos de manuseio de materiais. Diferentemente das máquinas de produção, equipamentos de movimentação não são estacionários, então é mais díficil fazer uma manutenção adequada.

Classificação de Propriedade

O cliente e o operador do armazém normalmente partilham os riscos associados à operação. A duração do relacionamento, o grau de serviço e a relação de benefícios dependem de quem oferece cada serviço., Particulares, Operado pela empresa que possui o produto. A decisão acerca da propriedade ou do aluguel é essencialmente financeira, as instalações podem ser próprias ou alugadas. Oferecem maior flexibilidade e controle, além de benefícios intangíveis como uma melhor percepção do cliente., Públicos, Mercadorias, Projetados para manusear produtos embalados., Refrigerados, Projetados para lidar com produtos que requeiram temperaturas especiais., Commodities Especiais, Lidam com materiais a granel., Retido na alfândega, Licenciados pelo governo para armazenar produtos antes do pagamento de impostos ou de entrada e saída das instalações., Produtos residenciais, Especializados no manuseio de produtos grandes e volumosos., Empresas utilizam armazéns públicos para atender aos clientes por causa do custo variável, escalabilidade, gama de serviços e flexibilidade., Terceirizados, Em um relacionamento de longo prazo, se torna menos custoso que um armazém público. Oferecem benefícios de experiência, flexibilidade, escalabilidade e economias de escala através do compartilhamento dos recursos administrativos, de mão-de-obra, dos equipamentos e de informação entre os diversos clientes., Distribuição em Rede, Combinação de instalações privadas, públicas e terceirizadas. O armazenamento deve ser diferenciado por cliente e pro produto, já que pode atender melhor uma personalização nos serviços com valor agregado e nas capacidades.

Distribuição

A distribuição é uma das fases mais importantes entre todas as áreas da logística. Por meio de uma distribuição eficiente conseguimos diminuir custos importantes para as empresas o que lhes trarão diversas vantagens competitivas frente os seus concorrentes.

Estratégias de distribuição:, Remessa Direta, Como Funciona?, Os ítens são enviados diretamente do fornecedor para o varejo, sem passar pelos CD's., Quando é usada?, -Quando o varejista requer quantidades CC (o que impede que o depósito auxilie na redução dos custos de transporte) - Situações em que o Lead Time é fundamental., Vantagens:, -O varejista evita as despesas de operação de um CD. -Lead times são reduzidos., Desvantagens:, -Efeitos de Compartilhamento de risco são ignorados (pois não existe depósito central). -Custos de transportes e de distribuição aumentam., Estoque no Depósito, Como Funciona?, Estratégia Clássica: Os armazéns mantêm estoques e atendem os clientes na medida em que são requeridos., Vantagens:, -Tira vantagem dos compartilhamentos de risco. -Custo de recebimento reduzidos., Desvantagens:, -Altos custos de estocagem. -Caso haja produtos perecíveis, normalmente, perdem-se muitos produtos., Cross-Docking, Como Funciona?, Ítens são distribuídos continuamente, dos fornecedores para os clientes, através dos depósitos. As mercadorias chegam aos depósitos e são transferidas para veículos que atendem os varejistas o mais rápido possível. (As mercadorias passam muito pouco tempo no depósito), Quando é usada?, Grandes sistemas de distribuição nos quais um grande número de veículo está entregando e retirando os bens das instalações simultaneamente., Vantagens:, -Nenhum custo de manutenção de estoques. -Custos de recebimento reduzidos., Desvantagens:, -Alto investimento inicial. -Não funciona em estabelecimentos de pequeno porte.

Sistemas:, Sistema Puxado, A produção é acionada pela demanda, e portanto associada à demanda real do mercado., Resultados:, Deve ser usado mecanismos rápidos de comunicação, o que levará a: -Diminuição nos lead times, alcançada com a capacidade de antecipar a entrada de pedidos dos varejistas. -Diminuição nos estoques dos varejistas. -Diminuição da variabilidade dos pedidos colocados pelos fabricantes. -Diminuição no estoque dos fabricantes., Sistema Empurrado, Decisões de projeção são baseadas em previsões de longo prazo, Resultados:, Com esse sistema o mercado leva muito mais tempo para reagir a mudanças de mercado. É um sistema utilizado em setores mais dinâmicos que não podem esperar para que o mercado determine qual a demanda e por isso deve tentar prevê-la. Consequências: - Incapacidade de atender a mudanças nos padrões de demanda no curtíssimo prazo. -Obsolescência dos estoques na cadeia à medida que a demanda desaparece. -Estoques excessivos algumas vezes, o que resulta em mais gastos. -Lotes de produção maiores.