Agricultura Orgânica

Mapa mental de agricultura orgânica com temas que abrangem a agricultura de forma sustentável

Get Started. It's Free
or sign up with your email address
Agricultura Orgânica by Mind Map: Agricultura Orgânica

1. Restauração

1.1. Biológica

1.1.1. Práticas que proverão uma vegetação "saudável"

1.1.1.1. Remoção de invasoras (gramíneas e trepadeiras) Plantio de espécies nativas da região Controle de invasores anima

1.2. Física

1.2.1. Áreas com declive apresentam mais dificuldades para o estabelecimento de vegetação

1.2.1.1. Como: Baixa retenção de água e nutrientes no solo Perfil do solo levado ladeira a baixo Erosão Vossorocas Dificuldade de estabelecimento de espécies

1.2.2. Práticas de restauração

1.2.2.1. Preenchimento das vossorocas (terra, pneus, entulho,etc...) Regularização manual da encosta cobertura vegetal no declive(hidrossemeadura) Reconstrução da rede de drenagem da área

1.3. Química

1.3.1. Quando a área apresenta resíduos de produtos tóxicos

1.3.1.1. Como: Petróleo Defensivos agrícolas Resíduos industriais Entre outros

1.3.2. Como: Petróleo Defensivos agrícolas Resíduos industriais Entre outros

1.3.2.1. Oxidação de petróleo Processos Ex-situ (Incineração do contaminante) Processos In-situ (Sistemas de descontaminação de água como poços; Biorremediação; Landfarming)

2. Energia e recursos naturais

2.1. Primeira lei da termodinâmica: Energia pode ser transformada, mas não pode ser criada ou destruída. Segunda lei da termodinâmica: Nenhum processo ocorre espontaneamente, se não houver transformação de uma forma concentrada de energia em uma forma dispersa.

2.2. De toda a radiação solar que recebemos na superfície da terra uma parcela pequena apenas irá chegar na folha da planta para ativar os processos bioquímicos fazendo com que uma molécula CO2 de baixo nível energético se transforme em uma molécula de alto nível energético

2.3. Fontes de energia para a agricultura Solar Humana e animal Insumos químicos Hidráulica Eólica Combustíveis fósseis

2.3.1. Problemas ambientais da baixa eficiência energética na agricultura:

2.3.1.1. Uso ineficiente de fontes finitas de energia (Combustíveis fósseis, insumos químicos) Comprometimento dos processos de produção de recursos renováveis (erosão, desmatamento, poluição da água) Aumento da emissão de gases estufa

2.3.1.1.1. Eficiência energética = Eficiência de uso de recursos naturais

2.4. Uso de recursos naturais na prática agrícola

2.4.1. Captação inteligente de água

2.4.2. Uso matéria orgânica como adubo

2.4.2.1. Resíduos orgânicos de modo geral podem ser utilizados para adubação orgânica

2.4.2.1.1. Podem ser tanto de origem vegetal ou animal

2.4.2.1.2. Uso de dejetos humanos como fertilizante

3. Escolas

3.1. Orgânica

3.1.1. Parte do princípio de se desconfiar de de compostos que não estiveram na natureza por muito tempo

3.2. Natural

3.2.1. a agricultura natural procura tirar o melhor proveito das ações edafo-climáticas, envolvendo os solos, os seres vivos, a energia solar, os recursos hídricos etc

3.3. Biológica

3.3.1. Não utiliza nenhum composto sintetizado pelo homem, mesmo que seja apenas um processo simples

3.4. Alternativa

3.4.1. Não utiliza métodos que possam contaminar o solo ou degradá-lo. Os métodos agrícolas utilizados buscam conservar as características e potenciais naturais do solo

3.4.1.1. Visa o equilíbrio ecológico na agricultura, respeitando assim o meio ambiente

3.4.1.1.1. Produção de frutas, legumes, grãos e outros gêneros agrícolas sem nenhuma contaminação química

3.5. Agroecologia

3.5.1. Modelo de árvores integradas no sistema

3.5.1.1. Conceito de agrofloresta, ex: Café + Seringueira

3.5.1.2. as árvores contribuem com sombra, matéria orgânica, fixação de nutrientes em profundidade e ajuda com o controle de pragas

3.6. Orgânica como coletivo, Permacultura, e Biodinâmica

3.6.1. Exploram aspectos sociais da agricultura

3.6.1.1. Ponte entre a área cultivada e a casa do produtor

3.7. Sustentável

3.7.1. Agricultura sustentável é aquela que respeita o meio ambiente, é justa do ponto de vista social e consegue ser economicamente viável. A agricultura para ser considerada sustentável deve garantir, às gerações futuras, a capacidade de suprir as necessidades de produção e qualidade de vida no planeta

4. Fertilidade do solo

4.1. Para um bom resultado em relação a fertilidade do solo e nutrição das plantas com agricultura orgânica é preciso ter um bom conhecimento dos elementos que estão sendo utilizados por causa da falta de fertilizantes de liberação rápida em um caso de uma reposição nutricional pontual

4.1.1. Por isso é necessário que o agrônomo responsável tenha um bom treinamento e capacitação para alcançar bons resultados

4.2. Utilização de excrementos humanos como fertilizante

4.2.1. Uma forma sustentável de dar fim ao esgoto de uma residência

4.2.1.1. Pode ser usado o lodo de esgoto ou a urina combinada com palha seca ou folhas secas como adubo

4.2.1.2. Esse tipo de fertilizante é muito rico em nitrogênio

4.2.1.3. Pode ser também utilizado para compostagem, graças a grande quantidade de nitrogênio mantém uma boa atividade dos microrganismos na composteira

4.3. Compostagem

4.3.1. Transformação de resíduos orgânicos fora da área agrícola em fertilizante

4.3.1.1. Forma sustentável de dar fim aos resíduos orgânicos de casas (restos de comida, lodo de esgoto... etc), subprodutos de agroindústrias (Cama de frango, Torta de filtro... etc), folhas secas, galhos de árvores, dentre inúmeros outros compostos que podem ser utilizados

4.3.2. Como fazer

4.3.2.1. Para realizar a compostagem é importante conhecer os matériais utilizdos para acertar a relação C/N

4.3.2.1.1. Existem materiais que apresentam uma alta quantidade de N, assim como existem outros que apresentam uma alta quantidade de de C

4.3.2.2. Dentro da composteira é importante que haja a passagem de ar

4.3.2.2.1. A aeração da composteira vai depender dos materiais utilizados e da disposição deles

4.3.2.3. O melhor sinal de que a compostagem está funcionando é o esquentamento do sistema

4.3.2.3.1. Isso indica a eficiência dos microrganismos

5. História ambiental

5.1. Com as sucessívas atualizações da legislação brasileira quanto a preservação dos ambientes surgiram as unidades de conservação

5.1.1. Reserva Legal (RL)

5.1.1.1. O inciso III do artigo 3º da Lei 12.651/12 (novo Código Florestal) define Reserva Legal como a “área localizada no interior de uma propriedade ou posse rural, delimitada nos termos do artigo 12, com a função de assegurar o uso econômico de modo sustentável dos recursos naturais do imóvel rural, auxiliar a conservação e a reabilitação dos processos ecológicos e promover a conservação da biodiversidade, bem como o abrigo e a proteção de fauna silvestre e da flora nativa"

5.1.2. APP

5.1.2.1. O Código Florestal atual estabelece como áreas de preservação permanente (APPs) as florestas e demais formas de vegetação natural situadas às margens de lagos ou rios (perenes ou não); nos altos de morros; nas restingas e manguezais; nas encostas com declividade acentuada e nas bordas de tabuleiros ou chapadas com inclinação maior que 45º; e nas áreas em altitude superior a 1.800 metros, com qualquer cobertura ­vegetal.

5.2. A prática da agricultura vem de milhares de anos atrás com técnicas rudimentares e foi evoluindo até o estágio que estamos hoje

5.2.1. Começando com a coleta e caça a agricultura começou a tomar forma mais sustentável a partir do manejo e domesticação de espécies ao redor dos grandes rios, com o passar do tempo foram implementados equipamentos como o arado e mão de obra cada vez mais qualificada, na idade média com a idéia de propriedade o cultivo de terras começou a ser mais efetivo, evoluindo com o passar dos séculos levando a mais tcnologias

5.3. A agricultura orgânica, surgiu de trabalhos do pesquisador Sir Albert Howard, entre as décadas de 20 a 40 na Índia. Sua base mestra é a manutenção da fertilidade do solo e da sanidade geral das plantas e animais pela adubação orgânica, diversificação e rotação de culturas.

6. Produção de alimento sem compostos sintéticos

7. Para a agricultura orgânica pode ser um desafio garantir a fertilidade do solo, por isso esta etapa deve ser executada com atenção

8. Para a produção de qualquer cultura seja com agricultura orgânica ou convencional é necessário que o solo esteja em condições favoráveis para tal

8.1. Não estando é necessário entrar com processos para a restauração do ambiente até que se torne favorável a produção em tal

9. É necessário que haja um uso correto dos recursos naturais