Bololôs, Moitas e Ruínas

Get Started. It's Free
or sign up with your email address
Bololôs, Moitas e Ruínas by Mind Map: Bololôs, Moitas e Ruínas

1. Sumário Imaginário

2. Ruínas

2.1. Maria Zambrano. Força da presença ainda que na ausência (memória e escavação).

3. Bololôs

3.1. Tim Ingold. Emaranhamentos e redes.

3.1.1. Efemeridade (convívio). Mutabilidade. Polissemia. Espontaneidade. Organicidade. Aconchego (ninho).

4. Moitas

4.1. Identidade.

4.1.1. Drica Santos . Hacker de Gênero.

4.1.2. Judith Butler. Relatar a Si. Performatividade de Gênero.

4.1.3. Lauretis (tecnologia de gênero). Paul Preciado (ciborgue) e Gloria Alzalduá (Mestiza).

4.1.4. Foucalt. Vida como estética.

4.2. Guattari e Deleuze. Redes, Rizomas e Desvios. (Labirinto)

4.2.1. O rizoma não é começo nem fim, é mediação

4.3. Eve Kosofsky Sedgwick. Armário .

4.3.1. O armário gay não é uma característica apenas das vidas de pessoas gays.

5. Objetivos:

5.1. Investigar as relações entre comicidade e gênero, ampliando-se a questão de gênero para além do binarismo homem-mulher, feminino-masculino, e a partir das dramaturgias criadas por palhaças assumidamente lésbicas, e abrindo também para corpos, comicidades e identidades ditas “dissidentes” e insurgentes ( BUTLER, 2003).

6. Cronograma:

6.1. ago\2020 - jan\2022 - Revisão Bibliografica

6.2. set\2020 -jul\2021 -Entrevistas

6.3. ago\ 2021-dez\2021 - Organização e compreensão de dados

6.4. maio\2022 - Qualificação

6.5. maio\2024 - Apresentação da tese

7. Metodologia:

7.1. 1. Pesquisas bibliográficas sobre a atuação palhacesca e\ou circenses, de pessoas inseridas na comunidade LGBTQIA+ e um aprofundamento na leitura de estudos de gênero, transfeminsimo, feminismo negro, feminismo da diferença. teoria queer e afins.

7.2. 2. Investigação de minhas experiências e vivências enquanto palhaça

7.3. 3. Entrevistas com profissionais inseridos na chamada “multidão queer” que atuam, ou atuaram, dentro da perspectiva da arte cômica, da palhaçaria ou das artes circenses, levando-se em consideração suas proposições artísticas.

8. Referências Conceituais

9. Ensaios sobre Palhaçarias, Comicidade e Insurgência

9.1. Bololôs: Meus emaranhados

9.2. Ruína que Ri. Espectros trajetivos liminares e seus rastros e vestígios. (não- binariedade, transgeneridade, desvios e picadas).

9.2.1. Ópera

9.2.2. Circo

9.2.3. Cabaré

9.3. Palhaçaria, Identidade, Moita e Armário

9.3.1. Espelho Autopoiético

9.3.2. Mascaramento. Desmascaramento. Travestilidade.

9.3.3. Palhaça, Palhaço, Palhaçe. (linguagem, inclusão )

9.4. Palhaçaria e Fuleragem ( Bia Medeiros)

9.4.1. Comicidade. Jogo. Deboche. Performance.