Engenharia de Requisitos

Get Started. It's Free
or sign up with your email address
Rocket clouds
Engenharia de Requisitos by Mind Map: Engenharia de Requisitos

1. Ponto de vista.

1.1. Analisar requisitos olhando área de atuação.

1.2. Tipos de ponto de vista.

1.2.1. Ponto de vista de interação.

1.2.1.1. Pessoas ou sistemas que interagem com o software.

1.2.2. Ponto de vista indireto.

1.2.2.1. Stakeholders que não utilizam diretamente o sistema, mas influenciam os requisitos.

1.2.3. Ponto de vista do domínio.

1.3. Identificar pontos de vista.

1.3.1. Entrevista

1.3.1.1. Aberta.

1.3.1.2. Fechada.

1.3.1.3. Entrevista Efetiva

1.4. Cenário

2. Estudo de viabilidade.

2.1. go no go (verificar se vale a pena).

2.2. contribui para organização?

2.3. Orçamento.

2.3.1. Tecnologia atual da suporte ao software desenvolvido?

2.3.2. O usuário quer um software poderoso, mas não quer tirar o escorpião do bolso. Prof Cristina.

2.4. Integração do software.

2.4.1. Ele fala com outros softwares?

3. Implementação do processo de viabilidade.(Início)

3.1. Processos.

3.1.1. Qual problema será resolvido?

3.1.2. Encontrar o problema no processo (ex: matricula online facilitaria para os alunos do IFSP Bragança.)

3.1.3. Ficamos reféns do processo.

3.1.3.1. Problema na farmácia - cartão de crédito - Prof Cristina.

3.2. Ferramenta.

3.2.1. Ferramenta CASE - auxiliam na engenharia de software desde análise de requisitos e modelagem até programação e testes.

3.3. Integração.

3.3.1. Com quem o software irá falar?

3.3.1.1. Necessidade de novas tecnologias.

4. Elicitação e Análise.

4.1. Conversa com o usuário.

4.1.1. Especialista do domínio - gerente - representante de sindicato - Stakeholder.

4.2. Coletar informações com o cliente.

4.2.1. O cliente deve conhecer bem o domínio.

4.2.2. Identificar a necessidade pela fala do cliente.

4.2.3. Nunca perguntar "O que você quer?"

4.3. Problema de Análise de requisitos.

4.3.1. Stakeholder não fala.

4.3.1.1. Porque não sabe.

4.3.1.2. Porque não quer.

4.3.2. Requisitos conflitantes.

4.3.3. Fatores Políticos/Organizacionais.

4.3.3.1. Leis de transferência de dinheiro altera reqisitos.

4.3.3.2. Leis para desenvolvimento são voláteis.

4.3.3.3. Priorização de requisitos.

5. Atividade de processo.

5.1. Obter requisitos.

5.1.1. Olhar documentos/formulários.

6. Caso de Uso

6.1. Atores

6.2. Limitações.

7. Etnografia.

7.1. Etnografia focalizada.

8. Requisitos

8.1. Validação de Requisito.

8.1.1. Requisitos "porcos" custam caro.

8.2. Verificação de Requisitos.

8.2.1. Requisitos do domínio.

8.3. Completeza.

8.4. Custo!

8.5. Revisões de requisitos

8.6. Prototipação

8.7. Geração de casos de teste

8.8. Rastreabilidade.

8.9. Requisitos

8.9.1. Permanentes.

8.9.2. Voláteis.

8.10. O que é um requisito?

8.11. Tipos de Requisitos.

8.11.1. Usuário.

8.11.2. Sistema

8.11.3. Funcionais.

8.11.4. Não Funcional.

8.11.5. Do Domínio.

8.12. Imprecisão

8.13. Problema com Linguagem Natural

9. Análise (Fim)

9.1. Projeto

9.1.1. Implementação

9.1.1.1. teste

9.1.1.1.1. Validação

10. Scrum

10.1. Awner

10.2. Scrum Master

10.3. Stakeholder

11. Requisito e Projeto

11.1. O que!

11.2. Modelo Gráfico.

11.3. Documentação de requisitos.