ORGANIZAÇÃO DOS PROCESSOS DE TRABALHO

Solve your problems or get new ideas with basic brainstorming

Get Started. It's Free
or sign up with your email address
Rocket clouds
ORGANIZAÇÃO DOS PROCESSOS DE TRABALHO by Mind Map: ORGANIZAÇÃO DOS PROCESSOS DE TRABALHO

1. SÉCULO XX E TEORIA MARXISTA DO PROCESSO DE TRABALHO

1.1. “Marx apoia suas teorias na admissão de que o processo de trabalho determina a totalidade da existência humana e, pois, constitui o modelo básico da sociedade”

1.2. 1.TAYLORISMO/FORDISMO: A “ANTEVISÃO DE MARX” E SUA CRISE

1.2.1. O duo: desqualificação do trabalho / alienação do homem trabalhador

1.2.1.1. Surgiu a partir a divisão manufatureira do trabalho

1.2.1.1.1. atingiu os “peões”

1.2.1.2. A introdução da maquinaria

1.2.1.2.1. o processo de desqualificação se generaliza

1.2.1.3. Amplificação do controle do trabalho pelo capital

1.2.1.4. O taylorismo ilustra de maneira privilegiada a natureza do processo de trabalho capitalista.

1.2.1.5. O fordismo é um aprofundamento, uma aplicação privilegiada, do taylorismo

1.2.1.5.1. mass-collective worker

1.2.1.5.2. luta capital x trabalho

1.2.1.5.3. representava a “ponte” que levaria do capitalismo avançado para o socialismo

1.3. 2. A NOVA AUTOMAÇÃO E O REVIGORAMENTO DE MARX

1.3.1. superação histórica do taylorismo-fordismo

1.3.2. aliança entre elevado nível de automação e flexibilidade produtiva.

1.3.3. cientificização, objetivação do processo de trabalho, que faz com que o mesmo passe a ser uma “aplicação tecnológica da ciência”de máquina

1.3.3.1. superfluidade do trabalho vivo

1.3.3.2. superação da barreira orgânica

1.3.3.2.1. o homem é um instrumento muito imperfeito de produção quando se trata de conseguir movimentos uniformes e contínuos

1.3.4. a idéia da natureza auto-contraditória do capital

1.3.4.1. Marx considera o capitalismo

1.3.4.1.1. um modo de produção brilhante no que diz respeito ao desenvolvimento das forças produtivas

1.3.4.1.2. medíocre enquanto forma social

1.3.4.2. movimento de negação do trabalho vivo como unidade dominante do processo de produção

1.3.4.3. A substituição do trabalho vivo, pelo trabalho morto

1.3.5. taylorismo-fordismo no século XX

1.3.5.1. causa perplexidade e tentativa de superação

1.3.5.1.1. Marx,Taylor, Ford: as forças produtivas em discussão

1.3.6. concentra-se na indústria metal-mecanica produtora de bens duráveis de consumo complexos

1.3.6.1. recuperação do brilhantismo do capital no sentido de geração de desenvolvimento das forças produtivas

1.3.6.1.1. permitirá o renascimento da análise marxista

2. DIAGNÓSTICO DA ORGANIZAÇÃO NOS PROCESSOS DE TRABALHO

2.1. organização

2.1.1. perspectiva sociológica e administrativa

2.1.1.1. teorias da administração

2.1.1.1.1. Evolução engenharias humanas

2.1.2. Velho paradigma

2.1.2.1. produção em massa produtos e serviços estandardizados

2.1.2.2. quadros organizacionais rígidos

2.1.2.3. Evolução modelos de organização do processo de trabalho início do século XX

2.1.2.4. Escola tradicionalista, mecanicista, administração cientifica

2.1.2.4.1. Fayol, Taylor

2.1.2.4.2. Mayo

2.1.2.4.3. Maslow

2.1.3. Paradigma da nova era pós taylorismo-fordismo

2.1.3.1. sistema produtivo caracterizado pela flexibilidade, inovação e cooperação

2.1.3.2. devido as exigências do mercado.