Mapeando o Conhecimento

Get Started. It's Free
or sign up with your email address
Rocket clouds
Mapeando o Conhecimento by Mind Map: Mapeando o Conhecimento

1. Conhecimento Explícito

1.1. Sujeito

1.2. Propósito

1.3. Localização

1.4. Formato

1.5. Proprietário

1.6. Usuários

1.7. Direitos de Acesso

2. Conhecimento Tácito

2.1. Expertise

2.2. Competências

2.3. Experiência

2.4. Localização

2.5. Acessibilidade

2.6. Endereço do Contato

2.7. Redes e Relacionamentos

3. Conhecimento tácito do processo Organizacional

3.1. as pessoas com conhecimento interno do processo

4. Conhecimento Explícito do processo Organizacional

4.1. Conhecimento codificado e publicado do processo

5. Resultados:

5.1. Fontes de Conhecimento

5.2. Fluxos de Conhecimento

5.3. Obstáculos/Limites do Conhecimento

5.4. Perdas do Conhecimento

5.5. O Mapa Mostra:

5.5.1. Os recursos de conhecimento disponíveis

5.5.2. As comunidades e grupos de conhecimento

5.5.3. Quem usa quais recursos de conhecimento

5.5.4. Os caminhos da troca de conhecimentos

5.5.5. O ciclo de vida do conhecimento

5.5.6. As lacunas do conhecimento

6. Questões Chave

6.1. O mapeamento do conhecimento fornece uma avaliação do conhecimento e da informação nas seguintes categorias:

6.1.1. Qual conhecimento é necessário para o trabalho?

6.1.2. Quem precisa disso?

6.1.3. Quem tem isso?

6.1.4. Onde isso reside?

6.1.5. O conhecimento é tácito ou explícito?

6.1.6. Quais as questões que ele aborda?

6.1.7. Como ter certeza que o mapeamento será usado na organização?

6.2. Notas:

6.2.1. Os mapas de conhecimento devem ser facilmente acessíveis por toda a organização

6.2.2. Deve ser fácil de entender, atualizar e aprimorar

6.2.3. Deve ser atualizada regularmente

6.2.4. Deve ser um processo contínuo, pois os cenários de conhecimento estão em constante mudança e evolução

7. leituras offline

7.1. Ferramentas de k-mapping

7.1.1. mindmapping

7.1.2. inspiration

7.1.3. IHMC

7.2. Seleção de ferramentas de k-mapping

7.3. Criando mapas de conhecimento, explorando a relação de dependência

7.4. Criando as estruturas do mapa de conhecimento

7.5. páginas brancas (busca)

7.6. Jargões e glossário de termos

8. k-mapping categorizados

8.1. Mapeamento de redes sociais

8.1.1. mostra as redes de conhecimento e padrões de interação entre membros, grupos, organizações, e outras entidades sociais que conhece quem, quem procura quem para ajudar e avisar, onde a informação entra e deixa um grupo ou organização, que foruns ou comunidades de prática são operacionais e geram conhecimento

8.2. Mapeamento de Competências

8.2.1. com esse tipo de mapeamento, pode-se criar um perfil com habilidades, posições e caminhos da carreira de um indivíduo. E, isso pode ser convertido em uma "paginas amarelas" da organização, o que acaba ativando os empregados a procurarem a expertise nas pessoas dentro da organização

8.3. Mapeamento de conhecimento baseado em processos

8.3.1. esse mapa mostra os conhecimentos e fontes do conhecimento para os processos e procedimentos internos e externos. Isso inclui o conhecimento tácito(aquele que mora nas pessoas, com seu knowhow e experiência) e conhecimento explícito(conhecimento codificado como num documento)

8.4. Mapeamento de conhecimento conceitual

8.4.1. conhecido como taxonomia, é um método de organização e classificação hierárquica do conhecimento. Isso envolve a nomeação de partes do conhecimento e os relacionamentos entre eles. O conceito pode ser definido como uma unidade de pensamento, qualquer idéia que se forma na sua mente(getner 1978). Normalmente, nomes são usados para referenciar conceitos, Relações formam uma classe especial de conceitos (sowa, 1984): ele descreve conexões entre outros conceitos. Uma das mais importantes relações entre conceitos é a relação hierárquica (submissão), onde um conceito (superconceito) é mais geral que outro conceito (subconceito), ex.: gerenciamentyo dos recursos naturais e gerenciamento da bacia hidrográfica. Este mapeamento pode ser capaz de relacionar tipos similares de projetos e workshops conduzindo/sendo conduzido por dois diferentes departamentos, fazendo-os mais integrados.

9. créditos

9.1. Deependra Tandukar: http://dt.coremag.net Article Source: http://EzineArticles.com/?expert=Deependra_Tandukar Article Source: http://EzineArticles.com/9077

9.2. tradução: [email protected]

9.3. Novo nó

10. Atividades

10.1. Atividade 1

10.1.1. Você consegue criar um mapa pessoal de conhecimento que mostre os tipos e a localização do conhecimento que voce usa, os canais que você usa para acessar conhecimento?

10.1.2. Aonde o conhecimento reside?

10.1.2.1. Correspondentes

10.1.2.2. Documentos Internos

10.1.2.3. Biblioteca

10.1.2.4. Arquivos

10.1.2.4.1. Projetos antigos

10.1.2.4.2. Propostas

10.1.2.5. Melhores Práticas

10.1.2.6. Experiência

10.1.2.7. Memória Corporativa

10.2. Atividade 2

10.2.1. Quais são os outros lugares que você pode achar conhecimento?

10.2.2. E quais as outras coisas que podem ser mapeadas?

10.2.3. Benefícios do K-Mapping[

10.2.3.1. Em muitas organizaçoes existe uma falta de transparência do conhecimento amplo da organização. O conhecimento de valor normalmente não é usado pois as pessoas nem sabem que ele existe, eles nem sabem que esse conhecimento existe, consequentemente não sabem onde ele está também. Esses problemas levam ao mapeamento do conhecimento. Seguem algumas considerações acerca das razões chave para realizar o mapeamento do conhecimento:

10.2.3.1.1. Achar fontes chave de criação de conhecimento

10.2.3.1.2. Encorajar o reuso de conhecimento e prevenir a reinvenção

10.2.3.1.3. Encontrar informações críticas rapidamente

10.2.3.1.4. Destacar ilhas de expertise

10.2.3.1.5. Prover um inventário e uma avialiação dos ativos intelectuais e intangíveis

10.2.3.1.6. Melhorar a tomada de decisões e a resolução de problemas provendo informações aplicáveis

10.2.3.1.7. Promover a reflexão sobre o conhecimento corporativo

10.2.4. Os princípíos Chave do k-Mapping

10.2.4.1. Devido a força, escopo e impacto, a criação do mapa de conhecimento em nível organizacional querer suporte da alta gerencia e planejamento cuidadoso

10.2.4.2. Compartilhar seu conhecimento sobre identificar, encontrar e traçar o conhecimento em todas as formas

10.2.4.3. Reconhecer e localizar conhecimento das mais variadas formas: tácito, explicito, formal, informal, codificado, personalizado, interno, externo e permanente

10.2.4.4. O conhecimento encontra-se nos processos, relacionamentos, políticas, pessoas, documentos, conversas, links e contextos; também com parceiros

10.2.4.5. Deve ser sempre atualizado e acurado.