Get Started. It's Free
or sign up with your email address
MORFOLOGIA by Mind Map: MORFOLOGIA

1. CONCEITO

1.1. É a parte da gramática da língua que estuda os morfemas.

2. MORFEMAS

2.1. Os morfemas são unidades de significação que formam as palavras.

2.1.1. Exemplos: nascer, renascer

3. AFIXOS

3.1. Os afixos são os morfemas lexicais que se anexam ao radical para mudar-lhe o sentido ou acrescentar-lhe uma ideia.

3.1.1. Exemplo: Pedra (palavra primitiva) -eira (afixo) pedra + eira = PEDREIRA (palavra derivada de pedra, que tem um significado próprio, diferente de sua palavra de origem)

4. RADICAL

4.1. O radical não é um morfema, ele é o elemento básico que traz a significação nuclear de uma palavra e de sua família.

4.1.1. Exemplo: Flor, floral, florista, florido, etc.

5. VOGAL TEMÁTICA

5.1. São as vogais que possibilitam a ligação entre o radical e as desinências.

5.1.1. Exemplo: estuda, onde estud– é o radical e o –a é a vogal temática.

6. DESINÊNCIAS

6.1. São morfemas indicativos do modo e do tempo, ou do número e da pessoa.

6.1.1. Exemplos: falava (-va): desinência que indica o pretérito imperfeito do indicativo.

7. CLASSES DE PALAVRAS

7.1. São dez as classes de palavras: substantivo, artigo, adjetivo, numeral, pronome, verbo, advérbio, preposição, conjunção e interjeição.

8. FORMAÇÃO DE PALAVRAS

8.1. Os principais processos de formação de palavras são a derivação, composição e a flexão.

8.1.1. Derivação é o processo de formação de uma nova palavra a partir de outra já existente.

8.1.2. Composição é um dos processos de formação das palavras. Ocorre por justaposição e por aglutinação e pode ter ou não o auxílio do hífen. Exemplo: A palavra 'couve-flor', por exemplo.

8.1.3. A flexão consiste fundamentalmente no morfema aditivo sufixal acrescido de radical. Exemplo: casa+ s: casas (flexão de plural).