Create your own awesome maps

Even on the go

with our free apps for iPhone, iPad and Android

Get Started

Already have an account?
Log In

OBJETIVOS by Mind Map: OBJETIVOS
0.0 stars - 0 reviews range from 0 to 5

OBJETIVOS

Analistas tem dificuldades na decomposição e estruturação de casos de uso. Uma das soluções parece ser o uso de objetivos de alto nível do software. Objetivos podem guiar o desenvolvimento de casos de uso, assim como permitem as análises preliminares das especificações de software.Vejo que ao detalharmos o objetivo principal criando uma hierarquia com sub-objetivos, podemos definir melhor os casos de uso.

Modelos de objetivos

A maioria dos objetivos de um sistema tem um formato comum, como por exemplo, "o sistema deve fazer com que podemos cadastrar”, onde X é uma certa função que o sistema deve prover.

Objetivos de obtenção

Requerem que algumas propriedades nem sempre prevalecem, por exemplo, "Somente depois da entrega de um pedido, o sistema envia uma fatura para o cliente”, isso porque o sistema também deve permitir que a fatura seja entregue junto com o pedido.

Objetivos de Término

Requerem que algumas propriedades  eventualmente não prevaleçam, por exemplo, "Depois que uma conta devida seja paga na sua totalidade, o sistema deve parar de enviar notificações de cobranças ao cliente.", isso porque, pode ocorrer que o sistema ainda não recebeu dados do pagamento e com isso gera cobrança e envia ao cliente, ou no caso de mais de uma conta devida, o cliente já pagou uma em sua totalidade mais ainda deve a outra.

Objetivos de Manutenção

Requerem  que alguma propriedade sempre prevaleça, por exemplo, "O sistema deve sempre registrar o nível atual de estoque de  cada produto.", isso porque o nível atual de estoque é um dado muito importante, sempre tem que estar atualizado

Objetivos de Não Ocorrência

Requerem que algumas propriedades nunca ocorram, por exemplo, "Um usuário não autorizado nunca deve acessar qualquer conta de um cliente.", isso porque algumas propriedades nunca devem ocorrer, um cliente não autorizado não pode entrar na conta bancária de outro cliente.

Definindo Requisitos de Sistemas

Um requisito descreve simultaneamente  o ambiente e o sistema. Assim, ele especifica uma porção do sistema e as propriedades do domínio do qual  ele depende.

Propriedades

Uma descrição que só referencia as propriedades do sistema é um tipo especial de requisito, chamado de especificação, que refere somente a propriedades do sistema e não do domínio do sistema.

Tipos

Funcionais

Não Funcionais, Usabilidade, Confiança, Desempenho, Suporte, Aparência, Operacional, Segurança, Cultura e Política, Legal

Restrições

Relação com Objetivos e Especificações

Objetivos, requisitos e especificações são semelhantes. Um objetivo é uma propriedade desejada do ambiente. Um requisito é um tipo especial de objetivo que tem certas restrições na utilização dos valores monitorizados e controlados. Uma especificação é mais restrita, na medida  que apenas se refere às propriedades do sistema. Analistas usam  objetivos para ajudar a decidir, para um certo sistema, se uma descrição é um requisito ou se é uma especificação.   Objetivos estimulam a elaboração de requisitos sendo a sua base; [Dardenne 1991, Ross 1977, Rubin 1992] dizem  que proporcionam um critério para a integralidade da especificação dos requisitos -  a especificação é completa se todos os objetivos declarados são obtidos pela especificação [Yue 1987]; fornecem uma justificação para a exigência de requisitos - um requisito existe devido a algum objetivo subjacente que fornece uma base para o mesmo [Dardenne 1991, Sommerville 1997].

Objetivos na Análise Orientada a Objeto

Embora os objetivos sejam amplamente reconhecidos como importantes, a sua utilização na modelagem baseada em objetos é rara.

Introdutor

Cockburn é frequentemente citado como tendo introduzido objetivos  na análise orientada a objeto, ele define casos de uso para satisfazer os objetivos.

Utilização

Possibilidade

Pode Auxiliar

Método Orientado a Objetivos

Definimos  um método para obter especificações com UML a partir de objetivos. O método é uma síntese dos  métodos comuns com UML, tais como o Rational Unified Process [Kruchten 2000], e os métodos de análise de requisitos orientados a objetivos, tais como KAOS [Dardenne 1993].

Atividades

Eliciar o contexto do Sistema

Definir os objetivos do sistema

Derivar Requisitos

Derivar casos de uso

Derivar modelos UML

Adicionar Objetivos ao Método UML de Análise

De fato, muitos métodos proporcionam  atividades alternativas além de uma direção específica. Mas como conseqüência  os analistas ficam à  deriva no mar de notações e possibilidades. Adicionando objetivos ao método UML de análise trás alguns benefícios, deixando os analistas menos a deriva.

Benefícios

Rastreabilidade

Direção

Abstração

Análise

Hierarquia de Objetivos

Um analista cria uma  hierarquia de objetivos  através do refinamento dos mesmos. Podemos representar a hierarquia dos objetivos ou requisitos de várias formas, por exemplo, através de um gráfico em árvore, onde aparecem os níveis dos objetivos e a lógica correspondente.

Definir

Objetivo Inicial

Como?

Porque?

Níveis

Estratégicos

De Usuário

De Detalhes

Refinamento de Objetivos

Através do refinamento dos objetivos criamos a hierarquia dos mesmos, detalhando os objetivos adicionando mais detalhes. À medida que se aprofunda nesse detalhamento ( perguntando: como….?) vamos chegando mais próximo de requisitos e especificações (envolvendo-nos com os  detalhes relativos às tecnologias)

Patterns Básicos

Disjunção

Conjunção, Marco, Baseado em Casos