Sistematização IEAD

Teste do MindMeister como ferramenta para desenvolver a atividade prática da disciplina Introdução aos Estudos a Distância (IEAD).

Get Started. It's Free
or sign up with your email address
Rocket clouds
Sistematização IEAD by Mind Map: Sistematização IEAD

1. Grupo

2. Dados da disciplina

3. Dados da disciplina

3.1. Nome: Introdução aos Estudos a Distância

3.2. Código: 0952

3.3. Carga horária: 30h

3.4. Profª: Ana Paula Costa e Silva

3.5. Ofertante: Universidade Católica de Brasília

4. 1. Introdução à EaD

4.1. Material de apoio

4.1.1. Plano de ensino

4.1.1.1. ementa do curso

4.1.1.2. cronograma de atividades

4.1.1.3. atividades avaliativas

4.1.1.4. critérios de avaliação

4.1.1.5. bibliografia

4.1.2. Manual do estudante

4.1.3. Cronograma de estudos

4.1.4. Ponto de Encontro do Curso

4.1.4.1. Avisos importantes

4.1.4.2. Material de referência

4.1.4.2.1. calendário acadêmico

4.1.4.2.2. documentação

4.1.4.2.3. informes diversos

4.1.4.2.4. eventos e oportunidades

4.1.4.3. Discussões gerais

4.1.4.4. Contato com a coordenação

4.2. Serviços UCB Virtual

4.2.1. Portal Católica Virtual

4.2.1.1. Informações institucionais

4.2.1.2. Secretaria Virtual

4.2.1.2.1. Matrícula

4.2.1.2.2. Histórico Escolar

4.2.1.2.3. Emissão de boletos

4.2.1.3. Calendário Acadêmico

4.2.1.4. Acesso ao AVA

4.2.2. Sistema de Bibliotecas

4.2.2.1. manual elaboração trabalhos acadêmicos

4.2.2.2. empréstimos de livros

4.2.2.3. solicitação de cópias de artigos

4.3. Processo comunicativo

4.3.1. Moodle (AVA)

4.3.1.1. disciplinas (sala de aula)

4.3.1.1.1. número da disciplina (ex.: 0952)

4.3.1.1.2. plano de ensino

4.3.1.1.3. conteúdo da disciplina

4.3.1.1.4. avisos

4.3.1.1.5. fóruns

4.3.1.1.6. atividades de fixação

4.3.1.1.7. envio de atividades

4.3.1.1.8. provas

4.3.1.1.9. notas

4.3.1.1.10. outras ferramerntas

4.3.1.2. mensagens internas

4.3.1.3. tutoriais

4.3.1.4. calendários

4.3.1.5. avaliação das disciplinas

4.3.2. e-email (via AVA)

4.3.3. Suporte técnico

4.4. Dicas e estratégias

5. 2. Evolução e Contexto da EaD

5.1. Sociedade contemporânea

5.1.1. características

5.1.1.1. informada

5.1.1.2. globalizada

5.1.1.3. exigente

5.1.1.4. dinâmica

5.1.1.5. desigual

5.1.1.6. violenta

5.1.1.7. injusta

5.1.2. demandas

5.1.2.1. aprendizagem contínua

5.1.2.2. retorno à instituição educacional

5.2. Definições de EaD

5.2.1. apud Nunes, 1993

5.2.1.1. Gunther Dohmem

5.2.1.2. Michael Moore

5.2.1.3. Borje Holmberg

5.2.1.4. Otto Peters

5.2.2. Decreto nº 2924 de 1998

5.2.3. Aspectos mais relevantes

5.2.3.1. separação espacial e/ou temporal entre alunos e professores-tutores

5.2.3.2. meios de comunicação favorecendo a aprendizagem

5.2.4. Autores mais recentes

5.2.4.1. conexões entre pessoas visando a aprendizagem

5.2.4.2. utilização das TIC's

5.3. Histórico

5.3.1. dimensão mundial

5.3.1.1. 1450: invenção da imprensa por Gutemberg

5.3.1.2. ensino por correspondência

5.3.1.2.1. 1728: primeiro curso em Boston (EUA)

5.3.1.2.2. 1840: Inglaterra

5.3.1.2.3. 1856: Alemanha

5.3.1.2.4. 1874: Estados Unidos

5.3.1.2.5. 1883: Suécia

5.3.1.3. rádio e TV

5.3.1.3.1. 1928: BBC oferece curso via rádio

5.3.1.3.2. década de 60: TV educativa

5.3.2. Brasil

5.3.2.1. década de 40: cursos profissionalizantes IUB

5.3.2.2. 1941: programa na Rádio Nacional

5.3.2.3. década de 70

5.3.2.3.1. Projeto Minerva do Governo Federal (rádio)

5.3.2.3.2. Telecurso da Fundação Roberto Marinho (TV)

6. 3. Revolução Tecnológica e EaD

6.1. Tecnologia

6.1.1. Teckhné

6.1.1.1. arte

6.1.1.2. processo de criação

6.1.2. Logos

6.1.2.1. palavra

6.1.2.2. pensamento

6.1.2.3. razão

6.1.3. definição

6.1.4. ferramentas

6.1.4.1. livros

6.1.4.2. giz

6.1.4.3. talheres

6.1.4.4. papel

6.1.4.5. computador

6.1.5. técnica

6.2. TIC's

6.2.1. acesso ao conhecimento

6.2.2. recursos educativos

6.2.2.1. videoconferência

6.2.2.2. multimídia

6.2.2.3. hipertexto

6.2.3. competência prática

6.3. Gerações tecnológicas em EaD

6.3.1. 1ª geração

6.3.1.1. 1850 a 1960

6.3.1.2. material impresso

6.3.2. 2ª geração

6.3.2.1. 1960 a 1985

6.3.2.2. audiovisual

6.3.3. 3ª geração

6.3.3.1. 1985 a 1995

6.3.3.2. computadores e redes

6.3.4. 4ª geração

6.3.4.1. a partir de 1995

6.3.4.2. internet e banda larga

6.3.5. 5ª geração?

6.3.5.1. futuro

6.3.5.2. todo os recursos anteriores e sistemas computacionais inteligentes

6.3.5.3. aprendizagem flexível ou personalizada

6.4. Ciberespaço

6.4.1. interação e cooperação

6.4.1.1. mundo interconectado

6.4.1.2. comunidades virtuais de aprendizagem

6.4.1.3. resolução de problemas em grupo

6.4.2. exclusão digital

6.4.2.1. falta acesso a PC's e Internet

6.4.2.2. necessário intervenção governamental

7. 4. Estilos Cognitivos

7.1. Características

7.1.1. Intrínseco aos sujeitos

7.1.2. influenciam

7.1.2.1. atitudes

7.1.2.2. valores

7.1.2.3. interação social

7.1.2.4. resolução de problemas

7.1.3. não se relacionam diretamente com

7.1.3.1. níveis de habilidade

7.1.3.2. níveis de capacidade

7.1.3.3. níveis de inteligência

7.1.4. se relacionam com

7.1.4.1. apreensão das informações

7.1.4.1.1. forma de detecção

7.1.4.1.2. organização e processamento

7.1.4.2. condições relevantes para compreensão

7.1.4.2.1. aspectos cognitivos

7.1.4.2.2. aspectos ambientais

7.1.4.2.3. aspectos físicos

7.1.4.2.4. aspectos afetivos

7.2. Dimensões (Geller, 2004)

7.2.1. campo

7.2.1.1. dependência

7.2.1.2. independência

7.2.2. resposta

7.2.2.1. impulvisidade

7.2.2.2. reflexividade

7.2.3. pensamento

7.2.3.1. divergente

7.2.3.2. convergente

7.2.4. visão de mundo

7.2.4.1. holista

7.2.4.2. serialista

7.3. Aspectos relacionados com sua identificação

7.3.1. responsabilidade pela aprendizagem

7.3.2. colaboração em grupo

7.3.3. reforço de vínculos emocionais

7.3.4. lidar com pensamentos divergentes

8. 5. Qualidade da Apendizagem em EaD

8.1. Estratégias

8.1.1. plano de estudo

8.1.1.1. horários diários e fixos para o estudo

8.1.1.2. materiais a serem estudados

8.1.1.3. tarefas a serem entregues

8.1.1.4. prazos para a entrega

8.1.2. bons hábitos estudo

8.1.2.1. inspeção prévia do material

8.1.2.1.1. assinalar idéias principais

8.1.2.1.2. verificar palavras desconhecidas

8.1.2.2. pesquisa complementar

8.1.2.2.1. Internet

8.1.2.2.2. biblioteca

8.1.2.3. elaborar resumos e esquemas

8.1.2.4. construir significado

8.1.2.4.1. para que serve isso?

8.1.2.4.2. como funciona?

8.1.2.4.3. a quem interessa?

8.1.3. atitude reflexiva

8.1.3.1. pensamento crítico e tomada de decisões

8.1.3.2. preocupar-se com a qualidade do que se compartilha

8.1.3.3. as informações a serem compartilhadas devem ser previamente preparadas

8.1.3.4. aceitar contraposições argumentativas

8.2. Exigências

8.2.1. pessoais

8.2.1.1. perfil do aluno

8.2.1.1.1. domínio da comunicação por escrito

8.2.1.1.2. uso das tecnologias

8.2.1.1.3. autonomia para "fazer" o curso

8.2.1.1.4. atender aos requisitos mínimos do programa

8.2.1.1.5. gestão do tempo (disciplina)

8.2.1.1.6. habilidades

8.2.1.1.7. postura

8.2.2. contextuais

8.2.2.1. contexto virtual

8.2.2.1.1. necessidade de participações regulares

8.2.2.1.2. possibilita níveis diferenciados de aprofundamento do conteúdo

8.2.2.2. interações

8.2.2.2.1. outros alunos

8.2.2.2.2. professor

8.2.2.2.3. parentes, amigos

9. 6. Comunicação e Interatividade em EaD

9.1. Cursos na modalidade EaD

9.1.1. tutoreados

9.1.1.1. canais de comunicação

9.1.1.1.1. aluno/aluno

9.1.1.1.2. professor-tutor/aluno

9.1.1.1.3. recomendações

9.1.1.2. processo de interação social

9.1.1.2.1. netiqueta aplicada à EaD

9.1.1.2.2. comunidades virtuais de aprendizagem

9.1.1.2.3. promoção da aprendizagem

9.1.1.3. papel do tutor

9.1.1.3.1. facilitar o processo de interação

9.1.1.3.2. motivar os alunos

9.1.1.3.3. esclarecer dúvidas

9.1.1.3.4. avaliar e dar feedback

9.1.1.3.5. auxiliar nos trabalhos

9.1.1.3.6. fazer interface com a instituição

9.1.2. não tutoreados

9.1.2.1. interação aluno/conteúdo

9.1.2.2. exige maturidade

10. 7. Estudar via Internet

10.1. Evolução das TIC's perante a educação

10.1.1. perspectiva tradicional

10.1.1.1. sala de aula como local de aprendizagem

10.1.1.2. professor detentor dos conteúdos

10.1.1.3. educação bancária

10.1.1.3.1. transferência de conteúdo

10.1.1.3.2. memorização

10.1.1.3.3. passividade

10.1.2. mudança paradigmática

10.1.2.1. TCI's modificam o conceito de tempo e espaço

10.1.2.2. professor como facilitador

10.1.2.3. educação emancipadora

10.1.2.3.1. reorganização de conteúdo

10.1.2.3.2. elaboração de conhecimentos

10.1.2.3.3. proatividade

10.2. Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA)

10.2.1. material didático e de apoio

10.2.2. organização dos conteúdos

10.2.3. colaboração e socialização

10.2.4. acompanhamento do aprendizado

10.2.5. novas possibilidades

10.2.5.1. comunicabilidade

10.2.5.2. interação

10.2.5.3. colaboração

10.3. Utilização das informações digitais

10.3.1. mecanismos de buscas

10.3.1.1. Google

10.3.1.2. Yahoo

10.3.1.3. Bing

10.3.2. exige habilidades críticas de avaliação

10.3.3. deve-se valorizar a qualidade e pertinência

11. Grupo

11.1. Rogério Guimarães Rodrigues

11.1.1. foto

11.1.2. polo Salvador/Brasil

11.2. Tayanara Pereira Cavalcante Carvalho

11.2.1. foto

11.2.2. polo Boston/Estados Unidos

11.3. Francisca Gleicelena Cavalcante Carvalho

11.4. Teodolindo Vieira de Barros Cruz

12. FIM

13. Tópicos

13.1. 1. Introdução à EaD

13.2. 2. Evolução e Contexto da EaD

13.3. 3. Revolução Tecnológica e EaD

13.4. 4. Estilos Cognitivos

13.5. 5. Qualidade da Aprendizagem em EaD

13.6. 6. Comunicação e Interatividade em EaD

13.7. 7. Estudar via Internet