LINGUAGEM DE INDEXAÇÃO

Get Started. It's Free
or sign up with your email address
Rocket clouds
LINGUAGEM DE INDEXAÇÃO by Mind Map: LINGUAGEM DE INDEXAÇÃO

1. As linguagens de indexação são instrumentos auxiliares no processo de representação da informação e visam estabelecer uma equivalência aproximativa entre as linguagens do autor do documento, a linguagem de abordagem adotada pelo usuário da informação e aquela adotada pelo sistema de informação. Nesse sentido, busca representar o assunto de maneira consistente permitindo a compatibilidade e o diálogo entre a linguagem do autor, do indexador e a do pesquisador. Moura, 2009

2. Bases Conceituais

2.1. Língua: “A língua não constitui, pois, uma função do falante: é o produto que o indivíduo registra passivamente; não supõe jamais premeditação, nela intervém somente a atividade de classificação(...)”(p.22) “É ao mesmo tempo, um produto social da faculdade de linguagem e um conjunto de convenções necessárias, adotadas pelo corpo social para permitir o exercício dessa faculdade nos indivíduos(...)”(p.17) Características Conjunto dos costumes linguísticos que permitem a um sujeito compreender e fazer-se compreender. Produto social, embora participe do domínio individual. conjunto de convenções. É um produto, objeto integral e concreto da linguística

2.2. Linguagem: É um produto, objeto integral e concreto da linguística linguagem Filosofia da Linguagem: A questão não é meramente um problema gramatical, mas um problema lógico. Modos de significar e os problemas da significação e significações – Ex: Idade Média - um dos elementos constitutivos da realidade social histórica humana. Doutrinas de Entendimento da Linguagem Doutrinas Pragmatistas – a linguagem é examinada como instrumento. Doutrina Existencialistas da Comunicação – a linguagem humana prepondera. Doutrinas que se interessam pela análise da linguagem corrente. Doutrinas que analisam a linguagem do ponto de vista do símbolo ou do simbolismo.

2.2.1. Os jogos de linguagem. As palavras têm uma aparência uniforme – mas a significação não é uniforme. A linguagem não é uma trama de significações independentes da vida de quem a usa, ela é uma trama integrada a vida. A linguagem precisa ser justificada. A linguagem precisa ter uma base. Toda linguagem precisa estar encarnada numa materialidade qualquer para que possa ser transmitida.

2.3. Semiologia: Semiologia é um termo utilizado para designar a teoria da linguagem e suas aplicações aos diferentes conjuntos significantes. Ferdinand Saussure (1857-1913), fundador da linguística moderna. Ele compreendia o termo como estudo geral dos sistemas de signos. A língua é a linguagem de uma comunidade humana. Arbitrariedade do signo –Cours ded linguistique generale. Os signos intersubjetivos só podem fazer parte do discurso com uma função determinada em modos limitados e reconhecíveis. A linguagem então, é fruto de acordos. Não há relação necessária entre signo lingüístico e o objeto que ele nomeia. Se não houvesse arbitrariedade haveria apenas linguagem entre homens. Há uma imposição voluntária que vincula certa idéia a uma palavra para representá-la.

3. Linguagem pré-Coordenada

3.1. Instrumentos pré-coordenados são aqueles em que a combinação (coordenação) dos termos é feita antes da indexação. Os descritores são, na maioria dos casos, palavras compostas que cobrem a totalidade de uma noção.(GUINCHAT;MENOU,1994,p.140) Instrumentos pré-coordenados traduzem apenas um aspecto, ou uma dimensão, das informações.(GUINCHAT;MENOU,1994)

4. Linguagem pós-Coordenada

4.1. Linguagem pós-Coordenada Os instrumentos pós-coordenados são aqueles em que a combinação do termos é feita no momento da indexação e da busca. As noções podem ser reduzidas a seus elementos constitutivos mais simples. (GUINCHAT; MENOU, 1994) Permitem todas as combinações necessárias para descrever todos os aspectos das informações

5. A Indexação

5.1. * Unesco, princípios de indexação: * - durante esse processo os conceitos são extraídos dos documentos através de análise de assunto e transcritos para termos dos instrumentos de controle da indexação tais como: thesauros, esquemas de classificação, listas de cabeçalho de assunto.

5.2. Ação de descrever e identificar um documento de acordo com o assunto. Os conceitos são registrados como “dados de informação” e são organizados de modo a permitir um fácil acesso na recuperação de Informação.

6. Análise de assunto

6.1.  Determinar o conteúdo informativo de um documento  Compreender a necessidade de informação transmitida por um usuário  Escolher e/ou criar linguagem de indexação mais adequadas para o sistema  Base da Recuperação de Informação  Determinar o conteúdo informativo de um documento  Compreender a necessidade de informação transmitida por um usuário  Escolher e/ou criar linguagem de indexação mais adequadas para o sistema.