Plano Brasil

Entenda o plano em ação para implantar uma ideologia diferente da atual no Brasil.

Get Started. It's Free
or sign up with your email address
Rocket clouds
Plano Brasil by Mind Map: Plano Brasil

1. Saídas

1.1. 1. Sair do Brasil

1.1.1. Para

1.1.1.1. EUA

1.1.1.2. Canadá

1.1.2. Evitar

1.1.2.1. America Latina

1.1.3. O que muda para o Brasil

1.1.3.1. Nada muda, tudo continua igual

1.2. 2. Esperar

1.2.1. Novas Eleições

1.2.2. Políticos

1.2.3. Nada

1.2.4. Implantação do Plano

1.2.4.1. Norte coreanos praticando canibalismo para sobreviver - É O GENOCÍDIO COMUNISTA PELA FOME

1.2.5. Jesus Voltar

1.2.6. O que muda para o Brasil

1.2.6.1. Nada muda, tudo continua igual

1.3. 3. Divulgar

1.3.1. Igrejas?

1.3.2. Comunidades?

1.3.3. Vídeos

1.3.3.1. Espiral do Silêncio "natural" de uma sociedade e a "artificial", induzida por grupos

1.3.4. Criar canais de informações que cheguem até as pessoas, inclusive aos Militares, pois até eles recebem informação da mídia já manipulada

1.3.4.1. Enviar para cada oficial das forças armadas o link com informações

1.3.5. O que muda para o Brasil

1.3.5.1. Quanto mais pessoas saberem a verdade, mais aumenta a possibilidade de derrubar esses corruptos

1.4. 4. Impeachment

1.4.1. Motivos

1.4.1.1. Ainda não foram encontrados motivos para o impeachment nesse segundo governo da Dilma. Não houve eleição, tudo foi uma fralde

1.4.1.2. Pedaladas Fiscais?

1.4.2. Quem Solicita

1.4.2.1. O presidente da Câmera dos Deputados: Eduardo Cunha (PMDB)

1.4.3. Quem Entra

1.4.3.1. Com menos de 2 anos de governo, deve ter novas eleições. E para o caso de mais de 2 anos de governo, o vice Michel Temer irá assumir.

1.4.4. O que o precisa fazer para acontecer

1.4.4.1. O povo precisa fazer manifestações pedindo o impeachment. E fazer pedidos de impeachment aos políticos.

1.4.5. O que muda para o Brasil

1.4.5.1. Nada muda, tudo continua igual, apenas troca seis por meia duzia

1.5. 5. Cassação

1.5.1. Motivos

1.5.1.1. Empréstimos Ilegais

1.5.1.1.1. Artigo 49 CF 88

1.5.1.1.2. Empréstimos Secretos para Cuba e Angola que somam os US$ 2,17 bilhões

1.5.1.1.3. A Dilma tem que ser cassada (Artigo 49 CF 88) e não impeachment, por causa dos empréstimos ilegais e secretos para outros países

1.5.1.2. Fraudes Eleitorais

1.5.1.3. Caixa 2

1.5.2. Quem Solicita

1.5.2.1. Cabe ao Congresso cassar seu mandato

1.5.3. Quem Entra

1.5.3.1. Com menos de 2 anos de governo, deve ter novas eleições. E para o caso de mais de 2 anos de governo, o vice Michel Temer irá assumir

1.5.4. O que o precisa fazer para acontecer

1.5.4.1. O povo precisa fazer manifestações pedindo a cassação. E também fazer pedidos de cassação aos políticos

1.5.5. O que muda para o Brasil

1.5.5.1. Nada muda, tudo continua igual, apenas troca seis por meia duzia

1.6. 6. Intervenção Militar Constitucional

1.6.1. Motivos

1.6.1.1. O julgamento do mensalão pelo STF provou que "parlamentares comprados" votaram com o governo em troca de dinheiro, isso mostra que o art. 2º da CF 88 foi desrespeitado, e também provou que não existe harmônia entre os 3 poderes, pois mesmo com a comprovação e prisão dos acusados, as leis aprovadas pelos corruptos não foram revogadas

1.6.2. Quem Solicita

1.6.2.1. Pelo Artigo 142 da Constituição Federal 1988 (CF 88), apenas os presidentes dos 3 poderes da união podem solicitar a intervenção militar constitucional

1.6.2.1.1. Artigo 1: Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição

1.6.2.1.2. Artigo 2: São Poderes da União, independentes e harmônicos entre si, o Legislativo, o Executivo e o Judiciário

1.6.2.1.3. Artigo 142: As Forças Armadas (FFAA), constituídas pela Marinha, pelo Exército e pela Aeronáutica, são instituições nacionais permanentes e regulares, organizadas com base na hierarquia e na disciplina, sob a autoridade suprema do Presidente da República, e destinam-se à defesa da Pátria, à garantia dos poderes constitucionais e, por iniciativa de qualquer destes, da lei e da ordem

1.6.2.2. Três poderes da união

1.6.2.2.1. Legislativo

1.6.2.2.2. Executivo

1.6.2.2.3. Judiciário

1.6.3. Quem Entra

1.6.3.1. Os militares das FFAA brasileiras: Pode ser nomeada uma junta governativa, ou um representante no mandato tampão, pelo interventor, que são os oficiais superiores das FFAA, generais e comandantes

1.6.4. O que o precisa fazer para acontecer

1.6.4.1. O povo deve pedir para os presidentes dos três poderes da união para que eles solicitem a intervenção militar. Esses pedidos podem ser através de manifestações nas ruas, ou pedir diretamente aos presidentes dos três poderes

1.6.5. O que muda para o Brasil

1.6.5.1. Será restabelecido as instituições, pois elas foram rompidas pela classe política, e após isso irá convocar eleições gerais, e será impedindo aqueles que agiram mal para não concorrer novamente ao poder

1.6.6. Variações de Nome

1.6.7. Pessoas Explicando

1.6.7.1. Coronel Pedro Ivo Moézia de Lima

1.6.7.2. Denise Abreu

1.7. 7. Intervenção Militar

1.7.1. Motivos

1.7.1.1. Risco Ignorado pelos 3 Poderes

1.7.1.1.1. No caso dos presidentes dos 3 poderes já dominado pelo plano Brasil não solicitar a intervenção militar seguindo a constituição, os militares poderiam identificar um risco a pátria Brasil, e assumiriam o poder para proteger a democracia

1.7.1.2. Para evitar um Golpe pelo Brics

1.7.1.3. Contra Golpe no PT

1.7.1.3.1. Ao identificar o golpe que o PT já aplicou nos 3 poderes, os militares poderiam intervir pela democracia do Brasil

1.7.1.4. Prisão de Todos do Governo

1.7.1.4.1. Com a prisão de todos do governo por corrupção. Isso poderia acontecer na operação Lava Jato

1.7.1.5. Estado de Sítio

1.7.1.5.1. Guerra Civil - caos generalizado nas ruas

1.7.1.5.2. As FFAA podem identificar que o governo não tem condições de existir, e então decidir que precisam assumir o poder da república

1.7.1.6. Intervenção Popular

1.7.1.6.1. Intervenção popular chama por consequência a Intervenção Militar.

1.7.1.7. Greve Geral

1.7.1.7.1. Manifestação durante a semana seria uma Greve Geral.

1.7.1.8. Atentado a Nossa Soberania pelo Foro de SP

1.7.2. Quem Solicita

1.7.2.1. Os militares decidiriam o momento correto de realizar uma intervenção militar

1.7.3. Quem Entra

1.7.3.1. Os militares das FFAA brasileiras: Pode ser nomeada uma junta governativa, ou um representante no mandato tampão, pelo interventor, que são os oficiais superiores das FFAA, generais e comandantes

1.7.4. O que o precisa fazer para acontecer

1.7.4.1. Intervenção militar não se pede, não basta apenas pedir, os protestos precisam ser permanentes, tornar claro para as FFAA o estado de crise. O povo precisa ir para as ruas e não sair de lá até que as FFAA assumem o poder

1.7.5. Variações de Nome

1.7.5.1. Intervenção Militar Branca

1.7.5.2. Intervenção Militar Constituinte

1.7.5.3. Intervenção Constitucional e Institucional

1.7.5.4. Intervenção Constitucional Militar

1.7.5.5. Intervenção Militar Institucional

1.7.6. O que muda para o Brasil

1.7.6.1. Será restabelecido as instituições, pois elas foram rompidas pela classe política, e após isso irá convocar eleições gerais, e será impedindo aqueles que agiram mal para não concorrer novamente ao poder

1.7.7. Pessoas Explicando

1.7.7.1. Coronel Pedro Ivo Moézia de Lima

1.8. 8. Intervenção Constitucional

1.8.1. Motivos

1.8.1.1. Intervenção Constitucional é um remédio que o legislador constitucional estabeleceu, para que em caso de vácuo político institucional (que é o que ocorre no momento), a instituição Estado seja preservada dos predadores

1.8.1.2. Artigo 142 da CF 88: Trata da destinação das Forças Armadas (FFAA), estabelece que as FFAA destinam se a defesa da pátria e a garantia dos poderes constitucionais (garantia dos poderes, não dos integrantes dos poderes). Quando os integrantes dos poderes constitucionais não estiverem procedendo de acordo com os parâmetros legais e constitucionais, compete as FFAA (principalmente o exército com as forças terrestres) intervir para restabelecer as instituições

1.8.1.2.1. Artigo 142: As Forças Armadas (FFAA), constituídas pela Marinha, pelo Exército e pela Aeronáutica, são instituições nacionais permanentes e regulares, organizadas com base na hierarquia e na disciplina, sob a autoridade suprema do Presidente da República, e destinam-se à defesa da Pátria, à garantia dos poderes constitucionais e, por iniciativa de qualquer destes, da lei e da ordem

1.8.1.3. A legislação estabelece como e em quais condições e formas que a Intervenção Constitucional pode ocorrer

1.8.1.4. No artigo 85 da CF 88: ficou elencado os ilícitos de responsabilidade, ensejadores de uma intervenção

1.8.1.4.1. Artigo 85: São crimes de responsabilidade os atos do Presidente da República que atentem contra a Constituição Federal e, especialmente, contra: I - a existência da União; II - o livre exercício do Poder Legislativo, do Poder Judiciário, do Ministério Público e dos Poderes constitucionais das unidades da Federação; III - o exercício dos direitos políticos, individuais e sociais; IV - a segurança interna do País; V - a probidade na administração; VI - a lei orçamentária; VII - o cumprimento das leis e das decisões judiciais. Parágrafo único. Esses crimes serão definidos em lei especial, que estabelecerá as normas de processo e julgamento.

1.8.1.5. Nota-se o vácuo político institucional: É a relativização do poder do estado. Temos isso em diversos setores da sociedade em que o poder do estado não está se aplicando por falta de autoridade: exemplo disso, temos:

1.8.1.5.1. Nas favelas em geral o poder do estado não se aplica nesses lugares

1.8.1.5.2. Nos movimentos dos Sem Terras o poder do estado não se aplica nesses acampamentos

1.8.1.6. Os poderes constitucionais estão sendo agredidos, pois existem as deficiências gerais, e a falta de legitimidade causada pelos crimes praticados agentes públicos, contra o patrimônio da sociedade, exemplo disso, temos:

1.8.1.6.1. O Mensalão

1.8.1.6.2. O Petrolão

1.8.1.6.3. Os Empréstimos de compadrio do BNDES que é dinheiro público, foram os empréstimos ilegais para financiamentos de obras de alguns países e sem as devidas garantias, ou seja, isso é uma doação disfarçada, e recai também sobre o art 85 CF 88 que trata do crime de responsabilidade

1.8.1.7. Não existe mais vias jurídicas, pois até o STF é ilegítimo, pois os ministros precisam ter o notório saber jurídico, e já existem inúmeros ministros nomeados e nunca tiveram notório saber jurídico

1.8.1.7.1. Não é o congresso o guardião da legalidade, nem o executivo e nem o judiciário.

1.8.2. Quem Solicita

1.8.2.1. Qualquer dos poderes da república podem solicitar uma intervenção das FFAA. E se nenhum desses poderes solicitarem a intervenção, no caso de um ilícito praticado pelo primeiro mandatário, então deu oficio aos comandantes das FFAA que devem cumprir o seu dever, não há necessidade de convocação, há não ser no caso da defesa da lei e da ordem, que é uma competência estadual, mas na questão da defesa da pátria e da garantia dos poderes constitucionais não há necessidade de convocação

1.8.2.1.1. A convocação é prevista no artigo 142 da CF 88, mas é principalmente na parte que trata da defesa e da ordem, que nesse caso é competência estadual, ou seja, se um governador de algum estado não estiver conseguindo manter a lei e ordem, então o governador mesmo, ou o presidente do tribunal de justiça estadual, ou presidente da assembleia legislativa, deverão solicitar a intervenção das FFAA, para que se concretize o interesse público

1.8.2.2. A intervenção constitucional não pode ser confundida com Golpe Militar, pois é um instrumento da sociedade, para intervir no processo político partidário e no governo quando as coisas não vão bem, ou seja, está dentro da legalidade, pois o legislador constituinte estabeleceu essa forma de intervenção, quando ele atribui a responsabilidade das FFAA, que são instrumentos da sociedade

1.8.2.3. A intervenção constitucional não pode ser confundida com Golpe Militar, pois é um instrumento da sociedade, para intervir no processo político partidário e no governo quando as coisas não vão bem, ou seja, está dentro da legalidade, pois o legislador constituinte estabeleceu essa forma de intervenção, quando ele atribui a responsabilidade das FFAA, que são instrumentos da sociedade

1.8.2.4. Poder Instituinte

1.8.2.4.1. Poder Instituinte é o poder constitucionalmente previsto, mas não de forma muito clara, que ele é inerente ao contrato social e não direito natural, é um atavismo institucional, é um poder do povo, do cidadão, individual e coletivamente, ele pode criar, modificar, revogar, ou aprimorar as instituições. Esse poder não pode ser exercido por representação, pois quem está no poder não quer mudar nada, e tem a tendência de manter o status quo

1.8.2.4.2. A academia não debate o Poder Instituinte, pois é o fato gerador de tudo, da carta política, da forma de governo, do regime, pois ele é essencialmente informal, porque ele emana da sociedade, e essa informalidade incomoda a academia, e por ser informal, ele depende de pressão popular, de convencimento, de liderança, de tudo aquilo que forma o estado. E se a estrutura do estado for usurpada por gente inadequada, que é o caso atual do Brasil, a sociedade tem que intervir através dos seus instrumentos, que são as FFAA. É intervenção da sociedade através das FFAA

1.8.2.4.3. Artigo 1 da CF 88: “Todo o poder emana do povo, que exerce [por meio de representantes eleitos] ou [diretamente], nos termos desta constituição”, essa segunda figura que representa o Poder Instituinte, que é essencial para pratica da democracia e para o aprimoramento institucional.

1.8.2.4.4. Manifestações de rua é o exercício do Poder Instituinte, é manifestação da vontade e das necessidades que o povo precisa dentro dos parâmetros legais, ou seja, diretamente nos termos desta constituição

1.8.2.4.5. Se o mandatário não cumprir a vontade do Poder Instituinte, as FFAA têm o poder de oficio de garantir os poderes constitucionais. E as FFAA não fazem por questões de filosofia do direito, é uma questão informal, e depende da vontade e experiência de homens, então a sociedade deve pressionar, para que as autoridades militares entendam o que é necessário fazer. Eles precisam ser chamados em socorro para exercer o dever do oficio

1.8.2.5. Quem faz a Intervenção Constitucional é a sociedade, e as FFAA é apenas o Instrumento dessa intervenção, elas fazem em nome da sociedade, e não em nome próprio

1.8.2.5.1. As FFAA não almejam o poder, pois o poder deles está esculpido no artigo 142 da CF 88

1.8.3. Quem Entra

1.8.3.1. Como é informal, então quem governa na Intervenção Constitucional pode ser nomeada uma junta governativa, ou um representante no mandato tampão, pelo interventor, que são os oficiais superiores das FFAA, generais e comandantes

1.8.4. O que o precisa fazer para acontecer

1.8.4.1. Os protestos precisam ser permanentes, tornar claro para as FFAA o estado de crise. O povo precisa ir para as ruas e não sair de lá até que as FFAA assumem o poder

1.8.5. Variações de Nome

1.8.5.1. Intervenção Civil Militar Constitucional

1.8.6. O que muda para o Brasil

1.8.6.1. Será restabelecido as instituições, pois elas foram rompidas pela classe política, e após isso irá convocar eleições gerais, e será impedindo aqueles que agiram mal para não concorrer novamente ao poder

1.8.7. Pessoas Explicando

1.8.7.1. DJF - Dr. Antônio José Ribas Paiva - 1º BLOCO

1.8.7.2. DJF - Dr. Antônio José Ribas Paiva - 2º BLOCO

1.8.7.3. MARTA SERRAT CONVERSA COM DR. ANTONIO JOSÉ RIBAS PAIVA

1.8.7.4. DR. ANTONIO JOSÉ RIBAS PAIVA RESPONDE SOBRE INTERVENÇÃO CONSTITUCIONAL MILITAR

1.9. 9. Intervenção Externa

1.9.1. EUA

1.9.2. ONU

1.9.3. HAIA

1.9.4. OEA

1.9.5. OTAN

1.9.6. Corte Interamericana de Direitos Humanos

1.9.7. Tribunal Internacional de Justiça

1.9.8. Corte Penal Internacional

1.9.9. O que muda para o Brasil

1.9.9.1. Item não pesquisado

2. Plano

2.1. Fazer o Povo Ficar Burro

2.1.1. SócioConstrutivismo

2.1.1.1. Criador

2.1.1.1.1. Lev Vygotsky

2.1.1.2. Objetivo

2.1.1.2.1. Destruir a Infância das Crianças

2.1.1.3. Implantado

2.1.1.3.1. França

2.1.1.3.2. Brasil

2.1.1.4. Defendido Fortemente pelo Cristovam Buarque

2.1.2. Programas de TV

2.1.3. Pessoas Explicando

2.1.3.1. Padre Paulo Ricardo - COMO IMBECILIZAR UMA NAÇÃO

2.2. Dominar a Educação do Brasil

2.3. Dominar a Mídia

2.4. Teoria das Tesouras

2.4.1. Partidos Fingem Oposição

2.4.1.1. PSDB

2.4.1.2. PT

2.4.1.3. PMDB

2.4.1.4. Outros

2.5. Gerar Crise

2.5.1. Alimento

2.5.2. Energia

2.5.3. Água

2.5.4. Transporte

2.6. CNBB

2.7. Manifestações

2.7.1. 15/03/2015

2.7.2. 12/04/2015

2.7.3. 13/06/2015

2.7.4. 16/08/2015??

2.7.5. Grupos

2.7.5.1. Revoltados Online

2.7.6. Apoio do Governo

2.8. Leis Polêmicas

2.8.1. Ideologia de Gênero

2.8.1.1. Lei 13.005/2014

2.8.1.2. Contra

2.8.1.3. A Favor

2.9. Gerar Conflitos

2.9.1. Classes

2.9.2. Raças

2.9.3. Crenças

2.10. Plano Russia e China

2.10.1. Dominar Áreas de Estratégicas e Infraestruturas no Brasil

2.10.1.1. Ações da Embraer

2.10.1.2. Ações do Porto Maravilha RJ

2.10.1.3. Donos da Empresa Rumo/SA, que detém todos os trens da antiga rede ferroviária

2.10.2. Isolamento Geopolítico dos EUA

2.10.2.1. Vão Construir a Estrada Ferroviária Norte/Sul, passando pela Bolívia, Uruguai, Paraguai, Chile, Venezuela e de lá vai uma estrada para o Panamá.

2.10.3. Ferrovia Sonho Bolivar, Brasil X Pacífico passando pelo Peru?

2.11. MST

2.12. MTST

2.13. Teoria da Panela de Pressão

2.14. Eleições

2.14.1. Urnas Eletrônicas Fraudáveis

2.14.1.1. Smartmatic

2.14.2. Eleição 2014

2.14.2.1. Promessas Falsas

2.14.2.2. Mudança do Horário de Verão

2.14.2.3. Apuração Secreta Feita pelo Dias Toffoli (Lula)

2.15. Destruir a Família

3. Investigações

3.1. Lava Jato

3.1.1. Dias Toffoli (Lula) para Julgar a Lava Jato

3.2. CPIs

3.2.1. Mensalão

3.2.1.1. Envolvidos

3.2.1.1.1. Roberto Jefferson

3.2.1.1.2. José Dirceu

3.2.1.2. Motivos?

3.2.2. Petrolão

3.2.2.1. Envolvidos

3.2.2.1.1. Dilma/Lula??

3.2.2.1.2. Odebrecht

3.2.2.2. Motivos?

4. Externo

4.1. Plano Colômbia em 1999

4.2. Russia

4.2.1. Rússia reforça arsenal nuclear com 40 mísseis

4.3. China

4.3.1. Banco da China entra no “grupo do ouro”

4.4. Cuba

4.5. Venezuela

4.6. EUA

4.6.1. Bill Clinton (Democratas)

4.6.2. George W. Bush (Republicanos)

4.6.3. Barack Obama (Democratas)

4.7. Vaticano

4.7.1. Papa Francisco

4.7.2. Papas Condenam o Comunismo

4.8. OPEP

4.8.1. Principais países produtores de petróleo

4.8.2. Em 2014 a Arábia Saudita decide Forçar a Crise do Petróleo para Prejudicar a Russia e o Irã

4.8.2.1. Russia

4.8.2.2. Irã

4.8.2.3. Venezuela

4.8.2.3.1. Cuba

4.8.2.3.2. Foro de SP

4.8.2.4. Brasil

4.9. Foro de São Paulo

4.9.1. Fundada em 1990 por

4.9.1.1. Lula

4.9.1.2. Fidel Castro

4.9.2. Objetivo

4.9.2.1. Sobreviver na pós-queda do Muro de Berlim (1989)

4.9.3. Composição

4.9.3.1. PT

4.9.3.2. FARC

4.9.3.3. Mais de 100 Partidos

4.9.4. Reunião Secreta PT x PSDB

4.9.4.1. Acordo Vaselina é o PSDB

4.9.4.1.1. O PT Entra

4.10. Protocolo de Montevidéu

4.10.1. Cópia do Pacto de Varsóvia (URSS)

4.11. Nova Ordem Mundial

4.12. Gandhi

4.12.1. Marcha do Sal

4.13. BRICS

4.13.1. Entenda o plano Russo Chinês

4.13.2. Brasil, o novo membro do Parlamento Eurasiano

4.13.3. Brasil entra com US$ 28 bilhões para formar Banco dos BRICS

4.13.4. Senado aprova projetos de acordos com Brics

4.14. A FIFA é Dominada pela Máfia Russa que é Dona do Futebol Mundial

4.14.1. FIFA Investigada pelo FBI

4.14.2. Prisão do Presidente da CBF

4.14.3. Romário Cria CPI para Blindar a CBF

4.15. Patria Grande

5. Notícias

5.1. Hangouts

5.1.1. CONTRA O COMUNISMO ONTEM E HOJE

5.2. Senadores foram na Venezuela 18/06/2015

5.2.1. Motivos?

5.2.2. Valores?

5.3. Boatos

5.3.1. Golpe do PT 01/05/2015

5.3.1.1. Roberto Mezian

5.3.1.2. João Guerreiro

5.3.1.3. Sirlei Przybylski

5.3.2. 300 milhões de chineses poderão vir ao Brasil

5.3.2.1. João Guerreiro

5.3.2.2. Jornalismo Wando

5.3.3. Suicídio da Dilma 21/06/2015

5.3.4. Brasília Sitiada 21/06/2015

5.3.5. Calote funcionários. da Petrobras 18/06/2015

5.3.6. Marcelo Odebrecht Falou Tudo contra o Lula 25/06/2015

5.3.6.1. Renato Tamaio

5.3.7. O GOLPE COMUNISTA NO BRASIL JÁ FOI DADO

5.3.8. 3 Aviões com 50 bilhões de Dólares da China 25/05/2015

5.3.8.1. Denise Abreu

5.4. Habeas corpus do Lula

5.4.1. Indeferido

5.5. Aprovar Sistema Parlamentarista

5.6. V (Quinto) Congresso do PT - 11/06/2015 - UM PARTIDO PARA TEMPOS DE GUERRA

5.6.1. Reforma das polícias e a URGENTE desmilitarização das PMs. Página pdf 10, item h.

5.6.2. Cassação do deputado Jair Bolsonaro. Página pdf 30, item 157.

5.6.3. Romper o pagamento das Dívidas interna e externa. Página pdf 160, item b.

5.6.4. Expulsar os ministros do STF que Condenaram o Mensalão (AP 470). Página pdf 160, item c.

5.6.4.1. Mensalão (AP 470)

5.6.5. Taxar Grandes Fortunas (acima de R$ 7.000,00). Página pdf 160, item d.

5.6.6. Estatizar a Rede Globo. Página pdf 160, item f.

6. Ideologias

6.1. Capitalismo

6.1.1. O capitalismo é um sistema econômico em que os meios de produção, distribuição, decisões sobre oferta, demanda, preço e investimentos são em grande parte ou totalmente de propriedade privada e com fins lucrativos e não são feitos pelo governo

6.1.2. A democracia tornou-se comum ao mesmo tempo que o capitalismo, levando muitos teóricos a postular uma relação causal entre eles, ou que cada um afeta o outro

6.2. Democrácia

6.2.1. Democracia é um regime político em que todos os cidadãos elegíveis participam igualmente, diretamente ou através de representantes eleitos, na proposta, no desenvolvimento e na criação de leis, exercendo o poder da governação através do sufrágio universal. Ela abrange as condições sociais, econômicas e culturais que permitem o exercício livre e igual da autodeterminação política

6.3. Socialismo

6.3.1. Refere-se a qualquer uma das várias teorias de organização econômica, advogando a administração e a propriedade pública ou coletiva dos meios de produção e distribuição de bens, assim como uma sociedade caracterizada pela igualdade de oportunidades e meios para todos os indivíduos, com um método igualitário de compensação

6.3.2. Karl Marx afirmava que o socialismo seria alcançado através da luta de classes e de uma revolução do proletariado, tornando-se a fase de transição do capitalismo para o comunismo

6.3.3. Pessoas Explicando

6.3.3.1. Padre Paulo Ricardo explica em poucas palavras o que é o socialismo

6.4. Anarquismo

6.4.1. É a eliminação total de todas as formas de governo compulsório e de Estado. De um modo geral, anarquistas são contra qualquer tipo de ordem hierárquica

6.4.2. O anarquismo, também conhecido como "comunismo libertário", e o socialismo científico de Marx coincidem quanto ao objetivo final: atingir o comunismo

6.5. Comunismo

6.5.1. Karl Marx foi o seu principal mentor filosófico

6.5.2. É uma ideologia política e socioeconômica, que pretende promover o estabelecimento de uma sociedade igualitária, sem classes sociais e apátrida, baseada na propriedade comum dos meios de produção

6.5.3. o comunismo é geralmente considerado como a etapa final do socialismo

6.5.4. Doutrina comunista ateia do Ateísmo Marxista-leninista onde era suprimida a possibilidade de eleger e de discordar

6.5.5. Anticomunismo

6.5.6. Críticas ao marxismo

6.5.7. Memorial das Vítimas do Comunismo: Para os mais de cem milhões de vítimas do comunismo e para os que amam a liberdade

6.5.8. O Livro Negro do Comunismo

6.5.9. O Comunismo precisa do Capitalismo para sobreviver

6.6. Gramscismo

6.6.1. Antonio Gramsci é o Membro fundador do Partido Comunista Italiano

6.6.2. Significa fazer Revolução secreta e conspiratória sem que ninguém perceba, é o marxismo cultural.

6.6.3. Para Gramsci, a natureza complexa da sociedade civil moderna implica que a única táctica capaz de minar a hegemonia da burguesia e chegar-se ao socialismo é uma 'guerra de posições'

6.7. Bolivarianismo

6.7.1. O termo bolivarianismo provém do general venezuelano do século XIX Simón Bolívar

6.7.2. É o Socialismo do século XXI

6.7.3. Sua origem é mais uma colagem dos princípios revolucionários de Jean-Jacques Rousseau e Karl Marx

6.7.4. Bolivarianismo é um conjunto de doutrinas políticas que vigora em partes da América do Sul, especialmente na Venezuela

6.7.4.1. O termo "bolivariano" ficou conhecido pelo presidente da Venezuela Hugo Chávez

6.7.4.2. Países historicamente bolivarianos (Bolívia, Colômbia, Peru, Equador, Panamá e Venezuela)

6.8. Socio-Capitalismo

6.8.1. O Socio-Capitalismo antecede o Socialismo

6.8.2. O Brasil é um exemplo de pais que está se tornando um Socio-Capitalismo, aonde surgem pessoas muito ricas, pois de alguma forma elas se tornam sócias do governo, seja por pagamentos de propinas, fraldando licitações (Lava-Jato da Petrobras), ou outra forma de corrupção.

6.9. Fascismo

6.9.1. Benito Amilcare Andrea Mussolini foi um político italiano que liderou o Partido Nacional Fascista e é creditado como sendo uma das figuras-chave na criação do fascismo

6.9.2. Fascismo é uma forma de radicalismo político autoritário nacionalista

6.9.3. Os fascistas procuravam unificar sua nação através de um Estado totalitário que promove a vigilância, um estado forte, a mobilização em massa da comunidade nacional, confiando em um partido de vanguarda para iniciar uma revolução e organizar a nação em princípios fascistas hostis ao socialismo e ao comunismo em todas as suas formas

6.9.4. Os movimentos fascistas compartilham certas características comuns, incluindo a veneração ao Estado, a devoção a um líder forte e uma ênfase em ultranacionalismo, etnocentrismo e militarismo. O fascismo vê a violência política, a guerra, e o imperialismo como meios para alcançar o rejuvenescimento nacional

6.9.5. O fascismo tomou emprestado teorias e terminologias do socialismo, mas aplicou-as sob o ponto de vista que o conflito entre as nações e raças fosse mais significativo, do que o conflito de classes e teve foco em acabar com as divisões de classes dentro da nação

6.9.6. A essência do fascismo e do nazismo está no totalitarismo

6.10. Nazismo

6.10.1. Nazismo, conhecido oficialmente na Alemanha como Nacional-Socialismo, é a ideologia praticada pelo Partido Nazista da Alemanha, formulada por Adolf Hitler e adotada pelo governo da Alemanha de 1933 a 1945. Esse período ficou conhecido como Alemanha Nazista ou Terceiro Reich

6.10.2. Apesar de o nome socialista ser utilizado, o conceito socialista do nazismo é radicalmente oposto ao conceito do socialismo marxista como é compreendido hoje, na verdade era declaradamente antissocialista ou anticomunista

6.10.3. O nazismo é frequentemente considerado por estudiosos como uma derivação do fascismo. Mesmo incorporando elementos comuns tanto da direita política quanto da esquerda política, o nazismo é considerado de extrema direita

6.10.4. O nazismo também defendia um forte intervencionismo do Estado na economia para manter o capitalismo e evitar uma crise mais profunda que permitisse a ascensão dos comunistas como havia acontecido na Rússia em 1917 e quase aconteceu na Alemanha em 1918

6.10.5. No fascismo, o papel de 'inimigo sorrateiro' é destinado ao comunismo e aos comunistas como um todo. Já o nazismo acrescenta ao rol de inimigos - em que já estava incluído o comunismo - algumas minorias étnico-religiosas: os judeus, em um primeiro momento, e depois os ciganos e os povos eslavos (já durante a Segunda Guerra Mundial). A partir disso é que se torna central o segundo pilar do nazismo - a ideologia da superioridade racial ariana

6.10.6. anti-semitismo/antijudaísmo, que culminou no Holocausto

6.11. Fabianismo

6.11.1. A Sociedade Fabiana é uma agremiação política socialista que se opõe à luta de classes, sendo fundada em Londres no dia 4 de janeiro de 1884

6.11.2. O socialismo fabiano, ou fabianismo, é um movimento político-social britânico nascido no fim do século XIX, encabeçado pela Sociedade Fabiana. Esta associação foi fundada em Londres no dia 4 de janeiro de 1884, e propunha, como finalidade institucional, a elevação da classe operária para tornar-la apta a assumir o controle dos meios de produção

7. Histórias

7.1. Guerra Fria: EUA X URSS (Rússia) foi de 1945 até 1991

7.1.1. EUA lutavam por

7.1.1.1. Liberdades civis, como a liberdade de opinião e de expressão e de voto

7.1.1.2. Capitalismo

7.1.2. URSS lutavam por

7.1.2.1. Doutrina comunista ateia do Ateísmo Marxista-leninista onde era suprimida a possibilidade de eleger e de discordar

7.1.2.2. Comunismo

7.2. A Verdade sobre o Contra-Golpe de 31/03/1964

7.2.1. A falsificação do relato já começou já nos dias seguintes pelo Escritório da KGB no RJ

7.2.1.1. KGB era a principal organização de serviços secretos da União Soviética URSS (Rússia)

7.2.1.2. A espionagem tcheca na época era o braço da KGB no Brasil

7.2.1.3. Chefiado por Ladislav Bittman

7.2.1.3.1. Livros

7.3. Lista de presidentes

7.4. 1964

7.4.1. O Congresso deixou Vago o Cargo de Presidente

7.4.1.1. João Goulart foi Cassado

7.4.2. Contra Golpe

7.4.2.1. Foi necessário

7.4.2.2. O congresso deixou vago o cargo de presidente

7.4.2.3. Jango Comunista

7.4.2.4. Golpe do Comunismo

7.4.3. Guerrilhas

7.4.3.1. Objetivos

7.4.3.1.1. 1 - Retirar os Militares. 2 - Tomar o Poder. 3 - Implantar o Comunismo.

7.4.3.2. Guerrilheios

7.4.3.2.1. Dilma

7.4.4. Torturas

7.4.4.1. Torturados

7.4.4.1.1. Dilma

7.4.4.2. Objetivos

7.4.5. Obras

7.4.6. Período

7.4.7. Regime de Exceção

7.4.7.1. Dr Ives Gandra

7.4.8. Comissão da Inverdade

7.5. Superior Tribunal Militar (STM)

7.6. Diretas Já

7.7. Nova República

7.7.1. Tancredo Neves (PMDB) - Morreu antes de tomar posse.

7.7.2. Sarney - (PMDB) [15/03/1985-14/03/1990]

7.7.3. Collor (PRN) - [15/03/1990-28/12/1992]

7.7.4. Itamar (PRN) - [29/12/1992-31/12/1994]

7.7.5. FHC (PSDB) - [1995-1998] - [1999-2002]

7.7.6. Lula (PT) - [2003-2006] - [2007-2010]

7.7.7. Dilma (PT) - [2011-2014] - [2015-2018?]

7.8. Pessoas

7.8.1. Falecidas

7.8.1.1. Celso Daniel

7.8.1.1.1. 7 Testemunhas

7.8.1.2. Clodovil

7.8.1.3. Itamar Franco

7.8.1.4. Ulice Guimarães

7.8.1.5. ACM

7.8.1.5.1. Pede Intervenção Militar

7.8.1.6. PC Farias

7.8.1.7. Tancredo Neves

7.8.1.8. Eduardo Campos

7.8.1.9. Militar comissão da verdade

7.8.1.10. Irmão do Collor de Melo

7.8.1.11. Toninho do PT

7.8.2. FHC

7.8.3. Lula

7.8.3.1. Protegido pelo Regime Militar

7.8.4. Dilma

7.8.5. Luiz Edson Fachin

7.8.6. Paulo Freire

7.8.7. Olavo de Carvalho

7.8.8. Durval Ferreira

7.8.9. Pedro Ivo Moézia

7.8.10. Eduardo Cunha

7.8.10.1. Boi de Piranha

7.8.10.1.1. Reforma Politica

7.8.10.1.2. Maioridade Penal

7.8.10.1.3. Liberar Jogos de Azar: Bicho, Bingo, Cassinos em Resorts - desde 1911 - 03/06/2015

7.8.10.1.4. Viajou para Moscou no dia 06/06/2015, com mais 13 Deputados

7.8.11. Jair Bolsonaro

7.8.12. Cristovão Buarque

7.8.13. Marcos Valério

7.8.14. Sergio Moro

8. Ajuda: 1) Clique no "+" de cada item para navegar nos detalhes do mapa. 2) Clique no "=" de cada item para obter outros detalhes. 3) Clique nas "->" para ir para sites com informações.