Plano de Gestão de Segurança Santa Casa de Rondonópolis

Get Started. It's Free
or sign up with your email address
Rocket clouds
Plano de Gestão de Segurança Santa Casa de Rondonópolis by Mind Map: Plano de Gestão de Segurança Santa Casa de Rondonópolis

1. 3. PPRA

1.1. Entradas

1.1.1. 3.1. Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA)

1.2. Ferramentas

1.2.1. 3.2. Avaliação de Riscos Quantitativo

1.2.2. 3.3. Avaliação de Riscos Qualitativo

1.2.3. 3.4. Cronograma de Treinamentos

1.3. Saídas

1.3.1. 3.5. Avaliação de desempenho das medidas de prevenção dos riscos ambientais apresentados.

1.3.2. 3.6. Realizar modificações no plano de gerenciamento de riscos caso necessário.

2. 2. PCMSO

2.1. Entradas

2.1.1. 2.1. Programa de Controle Médico e Saúde Ocupacional (Médico do Trabalho).

2.1.2. 2.2. Ficha de Informações Médicas (Uso Emergêncial)

2.2. Ferramentas

2.2.1. 2.3. A.S.O. Atestado de Saúde Ocupacional

2.2.2. 2.4. Adequação Profissional

2.2.3. 2.5. PCD

2.2.4. 2.6. Controle de Atendimento Ambulatórial

2.2.5. 2.7. Plano de Atendimento à Emergência

2.2.6. 2.8. Campanhas de Vacinação

2.2.7. 2.9. Treinamentos de Formação Continuada (Enfermagem do Trabalho).

2.3. Saídas

2.3.1. 2.10. Estatísticas de Atendimentos Ambulatórial

2.3.2. 2.11. Estatísticas de Atestados Médicos (CID x CNAE)

2.3.3. 2.12. Estatísticas Dias Perdidos (CID x CNAE)

2.3.4. 2.13. Lista de Presença em Treinamentos

3. 1. Admissão e Integração de Pessoas

3.1. Entradas

3.1.1. 1.1. Formulário de Avaliação Antropométrica

3.1.2. 1.2. Avaliação do Nível de Proeficiência

3.1.3. 1.3. Participação do SESMT no Comitê de Avaliação e Processo Seletivo

3.2. Ferramentas

3.2.1. 1.4. Treinamento de Integração

3.2.2. 1.5. Treinamento POP e Regras de Ouro

3.2.3. 1.6. Ordem de Serviço por Função

3.2.4. 1.7. Treinamento In Loco por 15 dias

3.3. Saídas

3.3.1. 1.8. Avaliação de Desempenho

3.3.2. 1.9. Registro de Entrega do Livreto Procedimentos SSO

3.3.3. 1.10. Criação de Formulários para Avaliações e Registro (Lista de Presença em Treinamentos).

4. 24. Bloqueio e Etiquetamento

4.1. Entradas

4.1.1. 24.1. Procedimento de bloqueio e Etiquetamento

4.2. Ferramentas

4.2.1. 24.2. Treinamento sobre Bloqueio e Etiquetamento

4.2.2. 24.3. Etiquetas de Sinalização

4.2.3. 24.4. Cadeados de Bloqueio

4.2.4. 24.5. Multibloqueador de Valvulas e Chaves

4.2.5. 24.6. Ficha de Controle de Bloqueios Físicos e Etiquetas

4.3. Saídas

4.3.1. 24.7. Lista de Presença em Treinamento

4.3.2. 24.8. Termo de Responsabilidade de Condulta em Atendimento ao Procedimento Nº24

5. 15. Inspeções Planejadas

5.1. Entradas

5.1.1. 15.1. Guia para Realização das Inspeções de Partes Críticas

5.2. Ferramentas

5.2.1. 15.2. Relação das Partes Críticas

5.2.2. 15.3. Formulário de Inspeção Planejada

5.2.3. 15.4. Check List de Maquinas e Equipamentos

5.2.4. 15.5. Check List de Inspeção de Segurança (CIPA e SSO).

5.2.5. 15.6. Cálculo IPS - Índice de Práticas Seguras

5.2.6. 15.7. Treinamento de Inspeção Planejada

5.3. Saídas

5.3.1. 15.8. Estatísticas das Inspeções

5.3.2. 15.9. Pontuação Cálculo IPS

5.3.3. 15.10. Lista de Presença em Treinamento Gerencial

6. 11. Sinalização de Segurança

6.1. Entradas

6.1.1. 11.1. Procedimento de Sinalização Interna

6.2. Ferramentas

6.2.1. 11.2. Criação e Padronização das Placas

6.2.2. 11.2. Sinalização Provisória

6.2.3. 11.3. Sinalização Vertical

6.2.4. 11.4. Sinalização Horizontal

6.2.5. 11.5. Sinalização Sonora

6.2.6. 11.6. Sinalização Luminosa

6.2.7. 11.7. Sinalização e Iluminação de Emergência

6.3. Saídas

6.3.1. 11.8. Procedimento de Solicitação e Confecção

7. 14. Investigação de acidentes

7.1. Entradas

7.1.1. 14.1. Análise de Acidentes, Quasse Acidentes, Não Conformidades, Comportamentos de Risco.

7.2. Ferramentas

7.2.1. 14.2. Relatório de Análise de Acidentes

7.2.2. 14.3. Avaliação da Análise Preliminar de Risco para Investigação

7.2.3. 14.4. Comunicação de Risco (Report)

7.2.4. 14.5. Análise de Risco (Árvore de Causas)

7.2.5. 14.6. Perícia com Relatório Fotográfico

7.3. Saídas

7.3.1. 14.7. Feedback das Ocorrências

7.3.2. 14.8. Plano de Ação

7.3.3. 14.9. Procedimentos de Embargo ou Interdição

7.3.4. 14.10. Relatório de Comportamento e Condições de Riscos

7.3.5. 14.11. Infrações e Penalidades

7.3.6. 14.12. Processo de Reciclagem Profissional

7.3.7. 14.13. Adequação Profissional (Medicina Ocupacional)

8. 18. Análise Preliminar de Risco - APR

8.1. Entradas

8.1.1. 18.1. Definir Atividades de Risco por Função

8.2. Ferramentas

8.2.1. 18.2. Elaboração da APR por função ou Atividade

8.2.2. 18.3. Treinamento sobre Aplicação da APR

8.2.3. 18.4. Atualização Contínua das Atividades e Riscos

8.3. Saídas

8.3.1. 18.5. Lista de Presença em Treinamento

9. 27. Atendimento à Fiscalização

9.1. Entradas

9.1.1. 27.1. Procedimento de Atendimento à Fiscalização

9.2. Ferramentas

9.2.1. 27.2. Acompanhamento de Perito Judicial

9.2.2. 27.3. Acompanhamento do Assistente Técnico

9.2.3. 27.4. Acesso à Documentações Técnicas

9.2.4. 27.5. Relatórios Fotográficos

9.2.5. 27.6. Entrevista com Colaboradores

9.3. Saídas

9.3.1. 27.7. Acompanhamento de atendimentos técnicos

10. 7. CIPA

10.1. Entradas

10.1.1. 7.1. Dimensionamento da CIPA

10.1.2. 7.2. Processos Eleitoral da CIPA

10.1.3. 7.3. Atas de Posse e Cosntituição da CIPA

10.2. Ferramentas

10.2.1. 7.4. Treinamento da CIPA

10.2.2. 7.5. Calendário Anual de Reuniões

10.2.3. 7.6. Plano de Ação CIPA

10.2.4. 7.7. Mapa de Riscos Ambientais

10.2.5. 7.8. Inspeções de Segurança Planejadas

10.2.6. 7.9. Procedimento de Embargo ou Interdição de Riscos Graves ou Eminentes

10.3. Saídas

10.3.1. 7.10. Atas de Reunião da CIPA

10.3.2. 7.11. Plano de Ação em Emergêncial

11. 9. Brigada de Incêndio e Emergências

11.1. Entradas

11.1.1. 9.1. Plano de Ação e Emergência

11.1.2. 9.2. Plano de Prevenção Contra Incêndios - PPCI

11.2. Ferramentas

11.2.1. 9.3. Mapeamento dos Equipamentos de Emergência

11.2.2. 9.4. Mapeamento dos Extintores de Princípios de Incêndio e Hidrantes.

11.2.3. 9.5. Treinamentos de Primeiros Socorros e Remoção de Vítimas

11.2.4. 9.6. Treinamento de Combate à Incêndio

11.2.5. 9.7. Treinamentos de Evacuação, Combate e Comunicação de Emergência

11.2.6. 9.8. Fluxo de Atendimento a Emergência

11.3. Saídas

11.3.1. 9.9. Ficha de Controle de Equipamentos, Recarga e Manutenção.

11.3.2. 9.10. Check List de Avaliação de Simulação de Emergência

11.3.3. 9.11. Lista de Presença em treinamentos e Simulações.

12. 19. EPI's e EPC's

12.1. Entradas

12.1.1. 19.1. Procedimento de EPI e EPC

12.2. Ferramentas

12.2.1. 19.2. Ficha de Controle de Entrega de EPI's

12.2.2. 19.3. Relação de EPI's x Função

12.2.3. 19.4. Relação de EPC x Atividade

12.2.4. 19.5. Modelo de Teste e Desempenho de EPI's e EPC's

12.2.5. 19.6. Plano de Monitoramento de CErtificados de Aprovação - CA

12.2.6. 19.7. Book de Equipamentos Santa Casa

12.2.7. 19.8. Auditoria em Amostragem de EPI's e EPC's

12.3. Saídas

12.3.1. 19.9. Ficha de Controle de EPIs

12.3.2. 19.10. Monitoramento de Troca de Equipamentos

13. 25. Permissão Para Trabalho de Risco

13.1. Entradas

13.1.1. 25.1. Procedimento Permissão para Trabalho de Risco

13.2. Ferramentas

13.2.1. 25.2. Trabalhos com Eletricidade

13.2.2. 25.3. Trabalhos em Espaço Confinados

13.2.3. 25.4. Trabalhos em Locais Elevados

13.2.4. 25.5. Monitoramento e Controle de PTR

13.3. Saídas

13.3.1. 25.6. Fechamento de PTR

13.3.2. 25.7. Arquivo Técnico

14. 6. PPR

14.1. Entradas

14.1.1. 6.1. Programa de Proteção Respiratória

14.2. Ferramentas

14.2.1. 6.2. Avaliação médica periódica do trato respiratório

14.2.2. 6.3. Ensaios e Vedações

14.2.3. 6.4. Treinamentos de Utilização de Mascaras e Respiradores

14.2.4. 6.5. Procedimento de Avaliação e aquisição de Respiradores

14.3. Saídas

14.3.1. 6.6. Auditoria nos Equipamentos de Proteção Respiratória

14.3.2. 6.7. Lista de Presença em Treinamento

15. 5. PCA

15.1. Entradas

15.1.1. 5.1. Programa de Gerenciamento e Conservação da Saúde Auditiva

15.2. Ferramentas

15.2.1. 5.2. Comparativo Audiométrico

15.2.2. 5.3. Análise da Qualidade e Eficácia dos Protetores Auriculares.

15.2.3. 5.4. Treinamento de Conservação Auditiva.

15.3. Saídas

15.3.1. 5.5. Plano de Ação Programa de Gerenciamento da Saúde Auditiva.

15.3.2. 5.6. Lista de Presença em Treinamento.

16. 4. LTCAT

16.1. Entradas

16.1.1. 4.1. Laudo Técnico de Condições Ambientais do Trabalho (LTCAT)

16.2. Ferramentas

16.2.1. 4.1. Avaliação dos Risco Quantitativos

16.2.2. 4.2. Avaliação das Atividades e Condições Insalubres

16.2.3. 4.3. Avaliação das Atividades e Condições Perigosas

16.2.4. 4.4. Laudo Técnico de Aposentadoria Especial

16.2.5. 4.5. Perfil Profissiografico Previdênciário - PPP

16.3. Saídas

16.3.1. 4.6. Atualização das medições e medidas de controle.

16.3.2. 4.7. Utilização de Equipamentos Calibrados e Certificados.

17. 8. Laudo Ergonômico

17.1. Entradas

17.1.1. 8.1. Laudo Ergonômico do Objetivo

17.1.2. 8.2. Laudo Ergonômico do Posto de Trabalho

17.1.3. 8.3. Laudo Ergonômico Funcional

17.2. Ferramentas

17.2.1. 8.4. Estudo Detalhado dos processos utilizados no desenvolvimento das atividades.

17.2.2. 8.5.Avaliação do Mobiliário e Equipamentos.

17.2.3. 8.6. Aferição e análise das condições ambientais dos locais de trabalho.

17.2.4. 8.7. Implantação de medidas de controle.

17.2.5. 8.8. Treinamentos e cursos sobre ergonomia.

17.2.6. 8.9. Avaliação quantitativa e qualitativa dos riscos.

17.2.7. 8.10. Avaliação Antropométrica

17.3. Saídas

17.3.1. 8.11. Lista de Presença em treinamentos

17.3.2. 8.12. Criação de Formulários para Avaliações e Registro.

17.3.3. 8.13. Recomendações técnicas para melhoria das condições de trabalho.

18. 22. Trabalho com Eletricidade

18.1. Entradas

18.1.1. 22.1. Procedimento com Trabalho em Eletricidade

18.2. Ferramentas

18.2.1. 22.2. Equipamento de Proteção Individual

18.2.2. 22.3. Equipamentos de Proteção Coletiva

18.2.3. 22.4. Ferramentas para Trabalho com Eletricidade

18.2.4. 22.5. Bloqueio e Etiquetamento de Fontes de Energia

18.2.5. 22.6. Processo de Autorização para Trabalhos em Eletricidade

18.2.6. 22.7. Curso NR10 - Segurança em Instalações e Serviços em Eletricidade

18.2.7. 22.8. Curso SEP - Segurança no Sistema Elétrico de Potência

18.2.8. 22.9. Procedimento de Resgate e Emergência

18.3. Saídas

18.3.1. 22.10. Lista de Presença em Treinamento

18.3.2. 22.11. Avaliação das Condições de Risco na Atividade

19. 21. Trabalho em Locais Elevados

19.1. Entradas

19.1.1. 21.1. Procedimento de Trabalhos em Locais Elevados

19.1.2. 21.2. Apto pela Saúde Ocupacional

19.2. Ferramentas

19.2.1. 21.3. APR - Para Trabalho em Altura

19.2.2. 21.4. Orientações Para Trabalhos em Telhados

19.2.3. 21.5. Procedimento de uso de Cadeiras Suspensa

19.2.4. 21.6. Procedimento para Trabalho com Escadas Manuais

19.2.5. 21.7. Orientação sobre o uso de Cabos de Aço e Cabos de Fibra Sintética (Corda 12mm)

19.2.6. 21.8. Orientação sobre o uso de Andaime Suspenso

19.2.7. 21.9. Procedimento de Pontos de ancoragem e Linhas de Vida Fixa e Provissórias

19.2.8. 21.10. Treinamento NR 35 - Trabalho em Altura

19.2.9. 21.11. Procedimento de Recusa à Tarefa para Condição de Riscos

19.2.10. 21.12. Check List dos Equipamentos de Segurança e Resgate

19.2.11. 21.13. Procedimento de Resgate e Emergência

19.3. Saídas

19.3.1. 21.14. Lista de Presença em Treinamento

20. 20. Trabalho em Espaços Confinados

20.1. Entradas

20.1.1. 20.1. Procedimento de Entrada em Espaço Confinado

20.1.2. 20.2. Apto pela Saúde Ocupacional

20.2. Ferramentas

20.2.1. 20.3. Teste Preliminares à Entrada em Espaço Confinado

20.2.2. 20.4. Ficha de Caracterização de Espaço Confinado

20.2.3. 20.5. Relação de Espaços Confinados na Planta

20.2.4. 20.6. Isolamento Físico em Espaço Confinado

20.2.5. 20.7. Formulário de Permissão de Entrada e Trabalho em Espaço Confinado

20.2.6. 20.8. Treinamento de Supervisor e Vigia em Espaço Confinado

20.2.7. 20.9. Treinamento de Trabalhadores em Espaço Confinado

20.2.8. 20.10. Realização de Exames Médicos para Trabalhos em Espaços Confinados

20.2.9. 20.11. Check List dos Equipamentos de Segurança e Resgate

20.2.10. 20.12. Procedimento de Resgate e Emergência

20.3. Saídas

20.3.1. 20.13. Lista de Presença em Treinamento

21. 26. Ações Educativas

21.1. Entradas

21.1.1. 26.1. Procedimento Ações Educativas

21.2. Ferramentas

21.2.1. 26.2. Seminários

21.2.2. 26.3. Palestras

21.2.3. 26.4. Treinamentos Gerênciais e Ocupacionais

21.3. Saídas

21.3.1. 26.5. Avaliação e Desempenho em Atendimento

22. 28. Infrações e Penalidades

22.1. Entradas

22.1.1. 28.1. Procedimento de Fiscalização e Penalidades

22.2. Ferramentas

22.2.1. 28.2. Matriz de Impactos e Consequências

22.2.2. 28.3. Medidas Administrativas

22.2.3. 28.4. Reintegração de Segurança

22.3. Saídas

22.3.1. Avaliação comportamental

23. 29. Indicadores de Segurança

23.1. Entradas

23.1.1. 29.1. Procedimento de Indicadores de Segurança

23.2. Ferramentas

23.2.1. 29.2. Taxa de Frequência de Acidentes

23.2.2. 29.3. Taxa de Gravidade de Acidentes

23.2.3. 29.4. Homens Hora Treinamentos

23.2.4. 29.5. FAP

23.2.5. 29.6. IPS - Índice de Práticas Seguras

23.2.6. 29.7. Atendimento Ambulatórial

23.2.7. 29.8. Dias Perdidos - Atestado Médicos (CID 10)

23.2.8. 29.9. Melhorias Realizadas

23.2.9. 29.10. Atividades SESMT

23.3. Saídas

23.3.1. 29.11. Reunião Organizacional

23.3.2. 29.12. Realizar plano de ação de melhoria contínua

24. 23. Vasos de Pressão

24.1. Entradas

24.1.1. 23.1. Procedimento para Vasos de Pressão

24.2. Ferramentas

24.2.1. 23.2. Prontuário

24.2.2. 23.3. Registro de Segurança

24.2.3. 23.4. Projeto de Instalação

24.2.4. 23.5. Projetos de Alteração ou Reparo, quando necessário

24.2.5. 23.6. Relatórios de Inspeção

24.2.6. 23.7. Treinamento de Unidades de Processo

24.2.7. 23.8. Lista de Controle dos Vassos de Pressão

24.3. Saídas

24.3.1. 23.9. Relatório de Estágio Prático na Operação de Vasos de Pressão

24.3.2. 23.10. Lista de Presença em Treinamento

25. 13. Comunicação de Acidentes

25.1. Entradas

25.1.1. 13.1. Procedimento de Comunicação de Acidentes

25.1.2. 13.2. Procedimento Comunicação de Segurança

25.2. Ferramentas

25.2.1. 13.3. Fluxo de Comunicação de Acidentes

25.2.2. 13.4. Formulário de Comunicação Inicial de Acidentes

25.2.3. 13.5. Mapa Estatístico da DRT

25.2.4. 13.6. Formulário de comunicação Externa

25.3. Saídas

25.3.1. 13.7. Estatísticas de Atendimentos

25.3.2. 13.8. Procedimento de Feedback com os Funcionários do Setor onde houver Acidentes

26. 17. Treinamentos em SSO

26.1. Entradas

26.1.1. 17.1. Realização de Treinamentos SSO

26.2. Ferramentas

26.2.1. 17.2. Treinamentos do sistema de Gestão SSO

26.2.2. 17.3. Plano Anual de Treinamentos SSO

26.2.3. 17.4. Mapeamento de Treinamentos por Função

26.2.4. 17.5. Criação de Todos os Treinamentos em EAD

26.3. Saídas

26.3.1. 17.6. Lista de Presença em Treinamento

26.3.2. 17.7. Pesquisa de Satisfação em Treinamento

26.3.3. 17.8. Cálculo de Homens Horas Treinamento

26.3.4. 17.9. Criação de Certificados e Registro

27. 12. Integração de Terceiros

27.1. Entradas

27.1.1. 12.1. Integração de Prestadores de Serviços

27.2. Ferramentas

27.2.1. 12.2. Calendário de Integração

27.2.2. 12.3. Relação dos Documentos Obrigatórios

27.2.3. 12.4. Relação de Certificações de Qualificação, Capacitação ou Habilitação Profissional.

27.2.4. 12.5. Integração para Terceiros

27.2.5. 12.6. Ordem de Serviço para Terceiros

27.2.6. 12.7. Infrações e Penalidades

27.2.7. 12.8. Embargo ou Interdição

27.3. Saídas

27.3.1. 12.9. Controle de Terceiros Integrados

27.3.2. 12.10. Processo de Reciclagem em Integração Semestral

28. 10. Produtos Químicos

28.1. Entradas

28.1.1. 10.1. Procedimento de Recebimento, Armazenamento e Movimentação de Produtos Químicos

28.2. Ferramentas

28.2.1. 10.2. Definição dos Produtos Químico Perigoso

28.2.2. 10.3. Ficha de Emergência

28.2.3. 10.4. Controle de Atendimentos FISPQ

28.2.4. 10.5. Monitoramento de Incompatibilidade Química (Diamante de Hommel).

28.2.5. 10.6. Medidas de Proteção Coletiva e Individual.

28.2.6. 10.7. Treinamento sobre Toxicologia Química.

28.3. Saídas

28.3.1. 10.8. Lista de Presença em Treinamentos

28.3.2. 10.9. Atualização do Controle de FISPQ

29. 16. Novos Projetos de Ampliação

29.1. Entradas

29.1.1. 16.1. Avaliação da necessidade de projeto

29.1.2. 16.2. Departamento Técnico de Engenharia

29.2. Ferramentas

29.2.1. 16.3. Pesquisa - quando apropriado

29.2.2. 16.4. Pré-Projeto - Obrigatório

29.2.3. 16.5. Projeto - Obrigatório

29.2.4. 16.6. HAZOP - quando apropriado

29.2.5. 16.7. Pré-Partida Projeto.

29.2.6. 16.8. Fiscalização e controle de obras

29.2.7. 16.9. Infrações e Penalidades

29.3. Saídas

29.3.1. 16.10. Medição de Obras

29.3.2. 16.11. Controle de Qualidade

29.3.3. 16.12. Perícia e Avaliação Técnica

30. 30. Auditoria de SSO

30.1. Entradas

30.1.1. Procedimento de Auditoria de Segurança e Saúde Ocupacional

30.2. Ferramentas

30.2.1. Auditoria de EPI's e EPC's

30.2.2. Auditoria Interna de SSO

30.2.3. Auditoria Regras de Ouro

30.2.4. Planejamento Anual de Auditorias

30.2.5. Avaliação de Auditorias

30.2.6. Check List de Avaliações

30.2.7. Auditoria Prestadores de Serviços

30.3. Saídas

30.3.1. Indicadores de Performance