Educação Histórica: uma nova área de investigação

Solve your problems or get new ideas with basic brainstorming

Get Started. It's Free
or sign up with your email address
Rocket clouds
Educação Histórica: uma nova área de investigação by Mind Map: Educação Histórica: uma nova área de investigação

1. Subtópicos

1.1. Cognição histórica: investigação internacional

1.2. Cognição histórica: investigação em portugal

1.3. Provisoriedade e objectividade em história

1.4. Princípios de aprendizagem em história

1.5. Formação de professores

1.6. Objetivos

1.6.1. A investigação internacional é feita em diversos países para que se possa compreender e analisar a maneira como os alunos de tais escolas interpretam a história

1.6.2. Procurou-se saber como os alunos portugueses pensam em História

1.6.3. Discussão e disputa sobre a provisoriedade e objectividade histórica

1.6.4. Uso de estratégias e lógica para a aprendizagem do aluno em História

1.6.5. Preparação de professores em quadros científicos atualizados

1.7. Ideias

1.7.1. Conceitos de significância histórica, mudança, evidência e narrativa têm sido centrais nesta pesquisa. Em Espanha, boa parte deste tipo de pesquisa tem focalizado as concepções dos alunos a nível dos conceitos específicos da História. Cercadillo (2000), por exemplo, desenvolveu um estudo comparativo entre alunos espanhóis e ingleses quanto à significância de um determinado acontecimento histórico (a Armada invencível)

1.7.2. A interpretação cruzada de fontes, por alunos portugueses foi objeto de estudo. Os alunos analisaram dois pares de narrativas em banda desenhada, com visões diferentes sobre a invasão dos romanos e sobre a história do vinho do Porto.

1.7.3. A objectividade histórica integra a noção de ponto de vista e deve observar três regras metodológicas essenciais: localização espácio-temporal, consistência lógica e fiabilidade no tratamento da evidência. A explicação histórica é objectiva porque é uma reconstrução de um passado real.

1.7.4. O professor deve aplicar estudos que sigam uma metodologia científica e analise desempenhos concretos de alunos, em tarefas cuidadosamente desenhadas. Ainda existe o método de aula oficina, na qual os alunos não se limitam a ouvir a narrativa do professore tomar notas; eles vão participar activamente na resolução de problemas.

1.7.5. Para que exista uma promoção de uma educação histórica, os professores e às exigências dos conhecimentos atuais e de uma sociedade de informação só poderá processar com a conscientização dos professores sobre tais problemáticas. Será útil que os professores experienciem a pesquisa histórica. É preciso o contato com os resultados recentes investigações sobre o pensamento histórico dos alunos, pois poderão fornecer elementos para a elaboração de materiais criteriosos a aplicar num ensino de História com qualidade.