República Velha (1889-1930)

Get Started. It's Free
or sign up with your email address
Rocket clouds
República Velha (1889-1930) by Mind Map: República Velha (1889-1930)

1. Manifestações de insatisfação e críticas ao modo pelo qual eram conduzidas a política e a economia agitavam os setores da sociedade. Classes trabalhadoras, também no campo, camadas médias urbanas, também no meio militar ( ocorreu uma rebelião mostrando que o descontentamento poderia levar a enfrentamentos armados. Além da insatisfação no exército e no meio dos intelectuais que demostraram isso na esfera cultural por meio da semana da arte moderna.

2. Governo Militar

2.1. Autoritarismo

2.1.1. Evitar revoltas sociais da parte dos excluídos da República.

2.2. Encilhamento

2.2.1. Crise financeira ocorrida no Brasil a partir de 1890, governo provisório do Marechal Deodoro da Fonseca.

2.2.1.1. Ministro da Fazenda Rui Barbosa, incentivou à industrialização e se baseou na liberação de créditos bancários. O fracasso do projeto governamental deveu-se ao boicote promovido por meio de empresas-fantasmas.

2.3. Constituição de 1894: Foco na cidadania

2.3.1. Definido o presidencialismo, divisão dos poderes - Legislativo, Executivo e Judiciário - voto universal masculino, eleições diretas.

3. Governo Civil (1894-1930)

3.1. Controle Social

3.1.1. República Oligárquica

3.1.1.1. As oligarquias garantiram um maior poder na política, já que não precisavam se submeter as ações centralizadoras impostas pelo imperador.

3.1.2. Republica Cafe com Leite

3.1.2.1. As oligarquias mais influentes com o governo eram a de Minas Gerais e a de São Paulo, controlando assim o Governo Federal.

3.1.2.1.1. Essa política foi conhecida também como “Republica café com leite” em que os dois estados citados revezavam o poder. São Paulo era um estado muito rico e importante para o cultivo do café, já Minas Gerais era um dos maiores estados produtores de leite e que tinha o maior “curral eleitoral”

3.1.3. Voto de Cabresto/Clientismo

3.1.3.1. Os coronéis eram chefes políticos locais, possuíam grande prestígio social e econômico. Exerciam um poder enorme em suas localidades e exerciam também certa pressão sobre a população.Por meio de troca de favores conhecida como clientismo exercia sua influencia para obrigar a população a votar nos candidatos de interesse estadual e federal

3.1.4. Política dos Governadores

3.1.4.1. A política dos governadores consistia na troca de favores políticos entre o presidente da República e os governadores dos estados. De acordo com esta política, o presidente da República não interferia nas questões estaduais e, em troca, os governadores davam apoio político ao executivo federal.

3.2. Ações Econômicas

3.2.1. Convênio De Taubaté

3.2.1.1. A produção cafeeira paulista crescia em largas escalas, o que aumentou a oferta do produto no mercado internacional com uma queda em seu preço para essa exportação.Com isso foi firmado o Convênio de Taubaté, que exigia do governo federal medidas para valorizar o café, de modo a proteger da crise o principal produto brasileiro de exportação.

3.2.2. Ciclo da Borracha

3.2.2.1. Houve um grande surto de produção e exportação de borracha da região amazônica durante o início da República Velha. A borracha chegou a ocupar o segundo lugar na pauta de exportações brasileiras, perdendo apenas para o café.

3.2.3. Desenvolvimento Industrial

3.2.3.1. A presença dos imigrantes nos centros urbanos, incentivadas pelo governo Brasileiro como forma de mão de obra, proporcionou o aparecimento de empregos urbanos assalariados e outras fontes de renda como artesanato, fabriquetas de fundo de quintal e a proliferação de profissões liberais. A junção dessas novas formas de trabalho do imigrante com a estrutura urbana desenvolvida pelo complexo cafeeiro favoreceu o fluxo de produtos manufaturados e o consequente desenvolvimento das indústrias nos centros urbanos.

3.3. Oposição Social

4. Contexto da Revolução de 30

4.1. Crise de 1929

4.1.1. A Crise de 1929, também conhecida como “A Quebra da Bolsa de Valores de Nova Iorque” espalhou uma forte crise econômica pelos quatro cantos do mundo. Esta crise atingiu fortemente a economia brasileira, gerando desemprego e dificuldades financeiras para o povo brasileiro. Este fato contribuiu para o clima de insatisfação popular com o governo de Washington Luiz.

4.2. Quebra na política do café com leite

4.2.1. Política do Café com Leite chegou ao fim no governo do presidente Washington Luís (1926-1930). Este era paulista e resolveu apoiar para a eleição seguinte outro candidato paulista, Júlio Prestes, rompendo então com o pacto de revezamento entre mineiros e paulistas. A medida causos descontentamento aos mineiros que se uniram com os políticos do Rio Grande do Sul e lançaram outro candidato à presidência, mas foram derrotados porque o grupo dos paulistas fraudou mais as eleições, como já era previsto. Os mineiros não esperaram o presidente eleito tomar posse e organizaram um golpe que levou ao poder Getúlio Vargas em 1930.

4.3. Assassinato de Washington Luiz

4.3.1. O assassinato em Recife de João pessoa segundo os integrantes da Aliança Liberal foi realizado por Washington Luis. Esse fato deu força ao movimento revolucionário que vinha se articulando e a revolução irrompeu em 3 de outubro de 1930

4.4. Revolução de 1930

4.4.1. Foi um movimento de revolta armado, ocorrido no Brasil em 1930, que tirou do poder, através de um Golpe de Estado, o presidente Washington Luiz. Com o apoio de chefes militares, Getúlio Vargas chegou à presidência da República.