PRINCÍPIOS DE CONSTRUÇÃO TEXTUAL DO SENTIDO

Get Started. It's Free
or sign up with your email address
Rocket clouds
PRINCÍPIOS DE CONSTRUÇÃO TEXTUAL DO SENTIDO by Mind Map: PRINCÍPIOS DE CONSTRUÇÃO TEXTUAL DO SENTIDO

1. Autores: Beaugrande E Dessler

1.1. Apresentam sete critérios

1.2. Centrados no texto

1.2.1. Situacionalidade

1.2.1.1. Pode ser considerada em duas direções

1.2.1.1.1. Refere-se ao conjunto de fatores que tornam um texto relevante para uma situação comunicativa em curso ou passível de ser recontruida

1.2.1.1.2. No segundo sentido é preciso lembrar que o texto tem reflexos importantes sobre a situação, visto que o mundo textual não é jamais idêntico ao mundo real

1.2.2. Informatividade

1.2.2.1. diz respeito a distribuição da informação no texto e ao grau de previsibilidade/redundância nele contida é vinculada.

1.2.2.1.1. quanto à distribuição da informação é preciso que haja uma equilíbrio entre informação dada e informação nova.

1.2.2.1.2. Quanto ao grau de previsibilidade da informação, um texto será tanto menos informativo quanto mais previsível for a informação que traz.

1.2.3. Intertextualidade

1.2.3.1. compreende as diversas maneiras pelas quais a produção/recepção de um dado texto depende do conhecimento de outros textos por parte dos interlocutores.

1.2.4. Intencionalidade

1.2.4.1. refere-se aos diversos modos como os sujeitos usam textos para perseguir e realizar suas intenções comunicativas, mobilizando os recursos adequados à concretização dos objetivos visados

1.2.5. Aceitabilidade

1.2.5.1. É a contraparte da intencionalidade, refere-se à concordância do parceiro a entrar num jogo de atuação comunicativa, e agir de acordo com as suas regras.

1.3. centrados no usúario

1.3.1. Coesão textual

1.3.1.1. Halliday/Hason 1976 postulam a existência de cinco formas de coesão

1.3.1.1.1. A saber

1.3.1.1.2. A referência

1.3.1.1.3. A elipse

1.3.1.1.4. A substituição

1.3.1.1.5. A coesão lexical

1.3.2. Coerência

1.3.2.1. Diz respeito ao modo como os elementos subjacentes à superficie textual entram numa configuração veiculada de sentido

2. Questinamentos

2.1. Críticas feitas ás postulações dos Autores

2.1.1. fatores de contextualização

2.1.1.1. Marcuschi ( 1983) sugere que incluam os fatores de contextualização.

2.1.1.1.1. responsáveis pela ancoragem do texto em dada situação comunicativa.

2.1.2. consistência e relevância

2.1.2.1. Giora (1985) apresenta como requisitos básicos para que um texto passa ser tido como coerente, a consistência e a relevância.

2.1.2.1.1. consistência exige que todos os enunciados de uma texto possam ser verdadeiro, isto é, não contraditório.

2.1.2.1.2. a relevância exige que o conjunto de enunciados que compõe o texto seja relevante para o mesmo tópico discursivo.

2.1.3. focalização

2.1.3.1. Koch & Travaglia ( 1989) , acrescenta que a focalização se refere à concentração dos usuários, no momento da interação verbal, em apenas uma parte do seu conhecimento.

2.1.4. conhecimento compartilhado

2.1.4.1. determina o balanceamento entre o que precisa ser explicitado e o que pode ficar implícito no texto.

2.2. evolução dos conceitos de coesão e coerencias