Organização, Sistemas e Métodos

Comienza Ya. Es Gratis
ó regístrate con tu dirección de correo electrónico
Organização, Sistemas e Métodos por Mind Map: Organização, Sistemas e Métodos

1. Perpectivas

1.1. Tangíveis: espaço físico e a elementos estruturais

1.2. Intangíveis: Valores implícitos da organização, como os valores dos seus fundadores

1.3. Cultura Organizacional

2. Precursores: Escola Clássica

2.1. FAYOL: prever, organizar, comandar, coordenar e controlar

2.2. TAYLOR: Divisão de trabalho, melhoria de produtividade por meio da racionalização do trabalho

3. Sistema aberto: Objetivos, entradas, Processos de Transformação, Saída, retroalimentação, Stakeholders

3.1. Sistema

3.2. Subsistema

3.3. Ecossistema

3.4. Equifinalidade e Entropia negativa

4. Projetos Organizacionais

4.1. Eficácia Ação Gerencial

4.1.1. Competências Gerenciais: intelectuais, interpessoais, técnicas e intrapessoais

4.1.2. SIG: apresentar os fluxos de informação, vinculando aos processo decisórios para suporte aos gestores

4.2. Metodologia para se estudar e analisar o contexto organizacional possibilitando uma condução técnica adequada das atividades objetivando excelência no processo

4.2.1. Sensibilização: etapa precursora ao desenvolvimento de projetos organizacionais

4.3. Reengenharia de Processos: ferramenta que redefine os processos organizacionais, tornando-os mais eficientes: reduzindo gastos, otimizando tempo de execução e melhorando a qualidade de produtos e serviços

4.3.1. Etapas: Identificação, levantamento, Análise crítica, redesenho, Implantação Novo Processo

4.4. GRÁFICOS DE ORGANIZAÇÃO E CONTROLE DOS PROCESSOS:

4.4.1. Formulários Administrativos: auxiliam no armazenamento adequado e na preservação de informações sobre os processos organizacionais

4.4.2. FLUXOGRAMAS:

4.4.2.1. Vertical

4.4.2.2. parcial ou descritivo

4.4.2.2.1. VANTAGENS: ■ Descrição de qualquer tipo de processo

4.4.2.2.2. ■ Visão clara e ampla de todo o processo.

4.4.2.2.3. ■ Representação gráfica padronizada.

4.4.2.2.4. ■ Simplificação da leitura e identificação dos processos.

4.4.2.3. global e de coluna

4.4.3. FUNCIONOGRAMA

4.4.3.1. detalhamento das atividades que compõem uma função específica, que originará um órgão (departamento) na empresa

4.4.3.1.1. Possibilita visualizar a distribuição das atividades entre os empregados,

4.4.3.1.2. Visualização das atividades que precisam ser desenvolvidas

4.4.3.1.3. Verificar efetividade das atividades.

4.4.4. LOTACIONOGRAMA

4.4.4.1. Ferramenta de RH. Demonstra a disposição das pessoas (recursos humanos) dentro da organização,

4.4.4.1.1. Aauxilia no planejamento quanto a: remanejamento, reorganização, admissão, transferências, promoção ou desligamento

5. ESTRUTURA ORGANIZACIONAL, DEPARTAMENTALIZAÇÃO E ORGANOGRAMA

5.1. Estrutura Organizacional: conjunto ordenado de responsabilidades, autoridades, comunicações e decisões das unidades organizacionais de uma empresa

5.1.1. Estrutura Formal:

5.1.1.1. Explícita e representada em documentos, manuais, gráficos e outras formas de descrição

5.1.2. Estrutura Informal:

5.1.2.1. Rede de relações sociais e pessoais que não é estabelecida ou requerida pela estrutura formal.

5.1.3. Organizações Mecanicistas

5.1.3.1. Estruturas rígidas e atividades são partidas em tarefas separadas e especializadas. Perfil impessoal, rígido e regulamentado

5.1.3.1.1. Ambientes estáveis e com pouca propensão à mudança. Setores com atividades altamente rotineiras e mecanizadas

5.1.4. Organizações Orgânicas

5.1.4.1. Flexíveis, também denominadas, inovadoras. Permite maior trabalho em grupo do que individual, comunicação flui “transitando” pelas hierarquias existentes.

5.1.4.1.1. Redução da formalidade e a impessoalidade, preservação da autonomia. Ênfase no sistema social da organização e nas pessoas

5.1.5. Componentes:

5.1.5.1. sistemas de responsabilidade,

5.1.5.1.1. Constituído por: especialização do trabalho, departamentalização, órgãos de linhas e assessoria

5.1.5.2. sistemas de autoridade,

5.1.5.2.1. Autoridade Formal e Informal, Hierárquica e Funcional

5.1.5.3. sistema de comunicações,

5.1.5.3.1. Fluxo da comunicação: Vertical, Horizontal ou Diagonal(transversal)

5.1.5.4. sistema de decisão

5.1.5.4.1. Delegação, centralização e descentralização

5.1.6. Níveis de Influência

5.1.6.1. Estratégico, tático, operacional

5.1.7. Níveis de Abrangência

5.1.7.1. Da Empresa, da Unidade estratégica, Da Corporação

5.2. FUNÇÕES: Atingir metas organizacionais;

5.3. Regulamentar as variações individuais sobre a organização

5.4. Determinar a ordem das decisões e onde são executadas as atividades da organização

5.5. Departamentalização

5.5.1. TRADICIONAIS

5.5.1.1. Departamentalização funcional. Departamentalização por localização geográfica. Departamentalização linha e staff. Departamentalização tipo comissão ou colegiada.

5.5.2. MODERNAS

5.5.2.1. Departamentalização por produtos ou serviços. Departamentalização por clientes. Departamentalização por processo.

5.5.3. CONTEMPORÂNEA

5.5.3.1. Departamentalização por projeto. Departamentalização matricial. Departamentalização mista.

5.6. ORGANOGRAMA

5.6.1. Representação gráfica da estrutura organizacional.Visualização dos departamentos, da organização hierárquica e das linhas de autoridade

5.6.1.1. TIPOS: Organograma Clássico ou vertical

5.6.1.2. Organograma horizontal; Organograma circular ou radial;

5.6.1.3. Organograma funcional; Organograma matricial.

6. ARRANJO FÍSICO (LAYOUT) E ANÁLISE DA DISTRIBUIÇÃO DOS TRABALHOS

6.1. LAYOUT: Arranjo dos diversos postos de trabalho nos seus espaços existentes.

6.2. ETAPAS:

6.2.1. Levantamento de informações; Estudo e planejamento das soluções alternativas

6.2.2. Consolidação da solução escolhida; Implantação, avaliação e controle dos resultados

6.3. TIPOS:

6.3.1. TIPOS: (1) layout em corredor, (2) layout em espaço aberto, (3) layout panorâmico, (4) layout de escritório, (5) layout de fábricas, (6) layout pelo processo, (7) layout pelo produto.

6.4. DISTRIBUIÇÃO DOS TRABALHOS:

6.4.1. Técnica especializada que avalia as formas de distribuição das atividades existentes na organização, definindo, as tarefas individuais de cada empregado

6.4.1.1. Quadro de Distribuição do Trabalho = QDT: ferramenta de análise das variáveis que compõem o cargo e as tarefas desenvolvidas por quem o ocupa

7. MANUAIS ADMINISTRATIVOS E DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL

7.1. MANUAIS: São documentos de instrução para novos e antigos empregados; com finalidade de uniformizar os procedimentos.

7.2. ■ Manual da organização. ■ Manual de políticas e diretrizes. ■ Manual de normas e procedimentos. ■ Manual de instruções especializadas. ■ Manual do empregado. ■ Manual de finalidade múltipla.

7.3. DO=DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL

7.3.1. Conjunto de técnicas para entender, mudar e desenvolver a força de trabalho de uma organização, com a finalidade de melhorar os seus resultados

7.3.2. DOENÇAS EMPRESARIAIS:

7.3.2.1. Econômicas • Retorno nulo ou irrisório sobre o capital investido. • Retorno baixo sobre o ativo total.

7.3.2.2. Financeiras • Despesas financeiras elevadas. • Alta necessidade de capital de giro. • Alta influência de capital de terceiros.

7.3.2.3. Técnicas • Alto nível de reclamações e devoluções de clientes. • Alta dependência tecnológica externa

7.3.2.4. Mercadológicas • Processo de distribuição inadequado. • Preços inadequados para os produtos vendidos. • Falta de competitividade no mercado. • Baixo retorno nas campanhas promocionais.

7.3.2.5. Administrativas • Inadequada utilização de recursos disponíveis. • Trabalhos repetidos.

7.3.2.6. Comportamentais • Falta de motivação. • Baixo nível de coesão. • Alto nível de atritos. • Alto nível de rejeição às mudanças.

7.3.3. RESULTADOS: ■ Desenvolvimento da competência interpessoal. ■ Mudança de valores das pessoas. ■ Desenvolvimento de crescente compreensão dentro dos grupos de trabalho envolvidos. ■ Clima de aceitação e receptividade para o diagnóstico e a solução de problemas. ■ Criação de clima favorável para o estabelecimento de objetivos.

7.4. ARQUITETURA ORGANIZACIONAL

7.4.1. É o desenho da organização, considerando todos os seus elementos

7.4.1.1. STAD – Sistema de Trabalho de Alto Desempenho

7.4.1.1.1. Oferece oportunidades de aperfeiçoamento que sejam extraordinárias para as organizações, que definam uma nova arquitetura organizacional

7.4.1.2. Benchmarking

7.4.1.2.1. Por meio da comparação, chega-se a um cenário com parâmetros de comparação que permitem a incorporação das melhores práticas com base no próprio negócio e, também, nas empresas observadas.

7.4.1.3. Empowerment

7.4.1.3.1. Visa a criação ou fortalecimento do poder decisório nas mãos das pessoas da organização, de modo a aproveitar o capital intelectual de cada indivíduo

7.4.1.4. Open Book Management – Gestão com livro aberto

7.4.1.4.1. Estabelece total transparência no cotidiano da organização e nos dados contábeis-financeiros. Tem como premissa fazer com que as pessoas se sintam responsáveis pelo sucesso do negócio

7.4.1.5. Gestão e Organização Reversa

7.4.1.5.1. Constituída como uma tecnologia (ferramenta) ainda em formação. O foco do estudo organizacional está no fim do processo e não no seu início.