SINDROMES HIPERTENSIVAS

Comienza Ya. Es Gratis
ó regístrate con tu dirección de correo electrónico
Rocket clouds
SINDROMES HIPERTENSIVAS por Mind Map: SINDROMES HIPERTENSIVAS

1. MODO BREGMA

1.1. EVOLUÇÃO FLEXÃO DA CABEÇA

2. POLO CEFÁLICO

2.1. PARTE INFERIOR DO ÚTERO

2.1.1. POSIÇÃO CEFÁLICA

2.1.1.1. 95% DOS PARTOS

3. DIMINUICAO DE O2

4. DISTÓCIA DE OMBRO

4.1. RISCO DA FALTA DE O2 PARA O BEBÊ

4.1.1. RUTURA UTERINA

4.1.2. HEMORRAGIA POS PARTO

4.1.3. INFECÇÃO PUEPERAL

4.1.4. RISCO DE FÍSTULA OBSTÉTRICA

4.1.4.1. PARTO DISTÓLICO

4.1.4.1.1. TRABALHO DE PARTO PROLONGADO

4.2. FATORES

4.2.1. BACIA PEQUENA

4.2.2. MÁ NUTRIÇÃO

4.2.3. FALTA DE EXPOSIÇÃO DE LUZ SOLAR

4.2.3.1. DEFICIÊNCIA DE VITAMINA D

4.2.3.1.1. RESOLUÇÃO PARTO CESÁREA

4.2.3.1.2. EXTRAÇÃO A VÁCUO

5. APRESENTAÇÃO ANÔMALAS

5.1. CEFÁLICAS

5.2. APRESENTAÇÃO PÉLVICA

5.2.1. 3% NO TOTAL DE PARTOS

6. SEPSE

6.1. INFLAMAÇÃO EM TODO O CORPO

6.1.1. FEBRE

6.1.2. DIFICULDADE RESPIRATÓRIA

6.1.3. HIPOTENSÃO

6.1.4. CONFUSÃO MENTAL

6.1.5. RITMO CARDÍACO ACELERADO

6.1.5.1. TRATAMENTO

6.1.5.1.1. ANTIBIÓTICOS

6.1.5.1.2. FLUIDOS INTRAVENOSOS

7. SUPORTE CIRCULATÓRIO

7.1. 30 COMPRESSOES

7.1.1. FREQUENCIA 100/minuto

8. REANIMAÇÃO MATERNA

8.1. IDENTIFICAR A PARADA RESPIRATÓRIA

8.1.1. ACIONAR EQUIPE MULTIDISCIPLINAR

8.1.1.1. RCP

8.1.1.1.1. COMPRESSOES TORÁCICAS

8.1.1.1.2. C-A-B

8.1.1.1.3. RAPIDA DESFIBRILAÇÃO

9. HEMORRAGIAS

9.1. INTERNA

9.2. EXTERNA

9.3. ATONIA UTERINA

9.3.1. CESÁREA PRÉVIA

9.4. CAUSAS

9.4.1. TRABALHO DE PARTO PROLONGADO

9.4.2. DISTENÇÃO DO UTERO

9.4.3. MIOMAS

9.4.4. FERIDA NO ÚTERO

9.4.4.1. TRATAMENTO

9.4.4.1.1. OCITOCINA

9.4.4.1.2. MASSAGEM DIRETA NO ÚTERO

9.4.4.1.3. TRATAR A ANEMIA

9.5. GESTACIONAL

9.5.1. PUERPERAL

10. PROLAPSO DE CORDÃO

10.1. New node

10.2. EXAME LIQUIDO AMNIOTICO

10.3. AMINIOSCOPIA

10.4. COMPRESSÃO

10.4.1. OCLUSÃO

10.4.1.1. ASFIXIA

10.4.1.1.1. MORTE FETAL

11. PRESSÃO ARTERIAL

11.1. MONITORAMENTO

12. ENZIMAS HEPÁTICAS

12.1. DESORDEM

12.2. EDEMA

13. SINDROME HELP

13.1. HEMATOMA HEPÁTICO

13.2. BAIXA PLAQUETAS

13.2.1. ELEVAÇÃO ENZIMAS HEPÁTICAS

13.3. COMPLETA

13.3.1. INCOMPLETA

13.3.1.1. UM OU DOIS ACIMA

13.3.2. 100000 PLAQUETAS

14. New node

14.1. ANTICONVULSIONANTES

14.2. CONVULSÃO

14.2.1. DOSE 2g EV

15. ORIENTAÇÃO

15.1. REPOUSO

15.1.1. RELATIVO

15.1.2. ABSOLUTO

15.2. ALIMENTAÇÃO

15.2.1. DIMINUIÇÃO DO SAL

16. SULFATO DE MAGNESIO

16.1. TRABALHO DE PARTO

17. EXAMES

17.1. PRE NATAL

17.2. CONSCIENTIZAÇÃO

17.3. RESPONSABILIDADE

18. SOFRIMENTO FETAL AGUDO

18.1. HIPÓXIA

18.1.1. PUERPERIO

18.2. ACIDOSE

18.2.1. ALTERAÇÃO DO PH

18.3. FLUXO SANGUINEO É INSUFICIENTE

18.3.1. REDUÇÃO DO MOVIMENTO DO FETO

18.3.1.1. EXAME

18.3.1.1.1. ULTRASONOGRAFIA