Lancez-Vous. C'est gratuit
ou s'inscrire avec votre adresse e-mail
Filósofos par Mind Map: Filósofos

1. Marx

1.1. Capital move o mundo

1.1.1. Todas os grandes feitos da humanidade, segundo Marx, foram feitos a fim de obter bens materiais, ou seja, o capital manipulou a raça humana para chegar onde chegou.

1.2. Materialismo Histórico

1.2.1. Ele também dizia que toda a história da humanidade se baseia em relações materiais e que nossas relações sociais, na verdade se baseiam em relações materiais, até nossas ideias seriam justificadas pelo materialismo. Essa é uma das ideias mais expandidas por seus seguidores, desde Engels até pensadores atuais. Nessa teoria, existem várias ideias, como

1.3. Fetiche de mercadoria

1.3.1. Marx também dizia que a mercadoria estava perdendo seu fator de utilidade, para assumir outros papeis na sociedade, como, status, poder, simbolismo, ou até trazendo felicidade pelo simples ato de ser comprada. Esse tipo de fetiche é criado pelo excesso de bens na sociedade e a falta de um símbolo maior.

1.4. LUTA DE CLASSES

1.4.1. Segundo Marx, a humanidade sempre se dividiu entre opressores e oprimidos, como plebeus e patrícios, escravos e donos de terra, etc. Mas nesse novo sistema, operários e donos de fábrica, com esse excesso de capital, os operários teriam uma consciência de classe e acabariam com os opressores, gerando o socialismo e por fim o comunismo.

1.5. Mais-Valia

1.5.1. É um termo criado por ele para designar a diferença entre o ganho da empresa e o salário do proletário, ou seja, o lucro do patrão, para ele, com o tempo, esse capital iria para os operários, quando não houver o patrão, e os operários tomarem os meios de produção.

1.6. Alienação

1.6.1. Essa teoria tenta explicar o motivo dos proletários continuarem a ser explorados, sem se revoltarem, e a explicação é que na verdade eles são alienados a acreditar que aquelas são as regras da vida, dinheiro trabalho, capital, dono de fábrica, e que u dia as coisas melhorem. Ele também diz que essa é uma ideologia burguesa e que perpetua a opressão

2. Auguste Conte

2.1. teoria das fases: Acreditava que uma sociedade passava por fazes

2.1.1. Fase teológica: Essa seria a fase mais simples da humanidade, onde não há um questionamento do porque das coisas nem do que se acredita

2.1.2. Fase positivista: Essa seria a fase mais avançada onde tudo poderia ser explicado pela ciência, seu pensamento positivista podia ser facilmente explicado por ele ser um positivista.

2.1.3. Fase metafísica: Ele acreditava que a sociedade ia alcançando estágios cada vez maiores, a faze metafísica é a que as coisas podem ser respondidas a partir da filosofia.

2.2. Positivismo

2.2.1. É a teoria que foi usada em inúmeras situações ao longo da história, ela substituía Deus pela ciência, um grande exemplo dela foi na ditadura militar, que colocou técnicos no governo como um sinal de completo desenvolvimento. O próprio conte publicou trabalhos na área da matemática, o que pode explicar sua fé na ciência.

2.3. Título

2.3.1. Ele foi importante para várias áreas, onde ganhou respeito, mas a principal, e que o deixou mais famoso, foi como “pai da sociologia”.

2.4. Divisão da sociologia

2.4.1. Ele dividiu a sociologia em estática e dinâmica, sendo a primeira, o que seria as coisas que se encontram em toda sociedade, como governo, religião, família, etc. Seriam menos evoluídos na sociedade, em comparação as ciências, por exemplo, que seriam dinâmicas, pois é algo baseado no pensamento crítico e na razão.

3. Émile Durkheim

3.1. Conhecido por estabelecer a sociologia como matéria acadêmica

3.2. Fatos sociais

3.2.1. Ele dizia que as ações das pessoas se baseiam no comportamento da sociedade, além de serem coercitivos, ou seja, quando alguém faz algo considerado estranho, ela é oprimida pela sociedade.

3.3. As 3 características dos fatos sociais

3.3.1. Para ele, todo fato social possui 3 características, geral: todos de um certo grupo se submetem, externo: independe do indivíduo para existir e coercitivo: se não seguir as regras pode sofrer punições

3.4. Solidariedade

3.4.1. Ele pensou em dois motivos para os seres humanos andarem em grupos e os separou em dois tipos de solidariedade: a mecânica e orgânica, sendo a mecânica a mais simples onde as pessoas estão unidas por uma forma comum de pensar e de viver, como na idade média. Já a orgânica é a mais comum na sociedade, onde as pessoas estão juntas por necessidade, como por exemplo uma pessoa trabalhando na empresa do outro.