Orgulho Nosso Maior Inimigo

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Orgulho Nosso Maior Inimigo por Mind Map: Orgulho Nosso Maior Inimigo

1. Orgulho

1.1. Orgulho é um sentimento de superioridade pessoal, um "subproduto" do instinto de conservação, que faz o espírito permanecer fechado em si mesmo.

1.2. Expressões do Orgulho

1.2.1. O reflexo do orgulho é um "outro eu", uma "segunda natureza", enraizada nas profundesas da subconsciência capaz de fazer-nos sentir e pensar em coisas que não correspondem ao que VERDADEIRAMENTE desejamos e sentimos.

2. Carcterísticas do Orgulhoso

2.1. Sente-se forte e, ao mesmo tempo, tem medo.

2.2. Sente-se grande e teme a queda

2.3. Sente-se inteligente e não raciocina suas atitudes

2.4. Considera-se sábio e conhecedor da verdade.

3. Outras Características

3.1. Personalismo

3.1.1. Expressão mais perceptível e concreta do orgulho. É a excessiva e "incontrolável" valorização conferida a nós mesmos, levando-nos a supor termos direitos e qualidades maiores do que aquelas as quais realmente possuímos.

3.2. Melindre

3.2.1. É o estado afetivo, doentio de fragilidade, que dilata a proporção e a natureza das agressões que sofremos do meio.

3.2.2. Pequenas atitudes ou delicadas situações são motivos suficientes para que o melindroso se agaste, fechando-se em corrosivo sistema de mágoa e decepção com os fatos e pessoas que lhe incomodaram ou contrariaram.

3.3. Pretensão

3.3.1. É o orgulho nas aspirações.

3.3.2. Aprendamos a contentar com a alegria de trabalhar, sem expectativas pessoais.

3.4. Presunção

3.4.1. É o orgulho no saber.

3.4.2. Tomemos por divisa que toda opnição deve ser escutada com desejo de aprender e que a postura de aprendiz nas situações foge do estado doentio da auto-suficiência.

3.5. Preconceito

3.5.1. É o orgulho nas concepções. Habituemos a manter análises imparciais e flexíveis.

3.5.2. Os preconceitos são as raízes de nossa infelicidade e sofrimento neurótico.

3.6. Indiferença

3.6.1. É o orgulho na sensibilidade.

3.6.2. Adotemos a aceitação e respeito em todas as ocasiões de êxitos e insucessos alheios.

3.6.3. O oposto da indiferença é a alteridade para com os diferentes e reveses indesejados da vida.

3.7. Desprezo

3.7.1. É o Orgulho no Entedimento.

3.7.2. Acostumemos que para Deus tudo tem valor mesmo que agora não o compreendamos.

3.8. Vaidade

3.8.1. É o orgulho do que se imagina ser.

3.8.2. Procuremos conhecer a nós mesmos e ter coragem para nos aceitarmos tais quais somos, fazendo o melhor que pudermos na melhoria pessoal.

3.9. Inveja

3.9.1. É o orgulho perante as vitórias alheias.

3.9.2. Admitamos que temos esse sentimento e o enfrentemos com dignidade e humildade de modo a transformá-lo gradual e serenamente sem martirizar-nos.

3.10. Falsa Modéstia

3.10.1. "Tenho Orgulho de ser Humilde"

3.10.2. É o orgulho da "humildade artificial".

3.10.3. Esforcemos pela simplicidade que vem da alma sem querer impressionar

3.11. Prepotência

3.11.1. É o Orgulho de Poder.

3.11.2. Aprendamos o poder interior conosco mesmo, transformando a prepotência em autoridade legítima, não fantasiosa.

3.12. Dissimulação

3.12.1. É o Orgulho nas aparências.

3.12.2. Esforcemos por ser quem somos, sem receios, amando-nos como somos.

4. Principais Reações e Características do Tipo Predominantemente Orgulhoso

4.1. Amor-próprio muito acentuado; contraria-se por pequenos motivos.

4.2. Reage explosivamente a quaisquer observações ou críticas de outrem em relação ao seu comportamento.

4.3. Necessita ser o centro de atenções e fazer prevalecer sempre as suas próprias ideias.

4.4. Não aceita a possibilidade de seus erros, mantendo-se num estado de consciência fechado ao diálogo construtivo.

4.5. Menospreza as idéias do próximo,

4.6. Ao ser elogiado por quaisquer motivos enche-se de uma satisfação presunçosa como que se reafirmando na sua importância pessoal.

4.7. Preocupa-se muito com sua aparência exterior, seus gestos são estudados, dá demasiada importância à sua posição social e ao prestígio pessoal

4.8. Acha que todos os seus circundantes (familiares e amigos) devem girar em torno de si.

4.9. Não admite humilhar-se diante de ninguém, achando esta atitude um traço de fraqueza e falta de personalidade

4.10. Usa da ironia e do deboche para com o próximo em ocasiões contendas.