Restrições MANCAT 16/3/2

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Restrições MANCAT 16/3/2 por Mind Map: Restrições MANCAT 16/3/2

1. Sistema de Preço, Prazo e Restrição 86840

1.1. Objetos Restritos: Líquidos

1.1.1. Lista de exceções sendo definida em REDIR

1.2. Objetos restritos: Com bateria de íon lítio e Aerossol

1.2.1. é Permitida a postagem se Contidas no equipamento

1.2.1.1. SEDEX 10: Local

1.2.1.2. SEDEX 12: Local

1.2.1.3. PAC: Todos os Trechos

1.2.1.4. SEDEX Hoje: Todos os Trechos

1.2.1.5. SEDEX Local: Todos os Trechos

1.2.1.6. SEDEX Estadual: Todos os trechos, exceto:

1.2.1.6.1. AM (Manaus para: Carauari, Eurinepé, Envira, Tabatinga, São Paulo de Olivença e Tefé)

1.2.1.6.2. PA (Belém para: Santarém)

1.2.1.6.3. PE (Recife para: Fernando de Noronha)

1.2.1.6.4. ACR (Rio Branco para: Porto Walter, Marechal Thaumaturgo, Jordão e Santa Rosa do Purus)

1.2.2. Admitidos no máximo 2 equipamentos por Pacote

1.2.2.1. PAC ou SEDEX Local: embalados individualmente, em embalagens de papelão (caixa) ver Guia técnico

1.2.3. Proibida mesmo contidas em equipamentos

1.2.3.1. SEDEX 10: Estadual e Nacional

1.2.3.2. SEDEX 12: Estadual e Nacional

1.2.3.3. SEDEX Nacional: Todos os trechos

1.2.3.4. SEDEX Estadual: Apenas para os Trechos:

1.2.3.4.1. AM (Manaus para: Carauari, Eurinepé, Envira, Tabatinga, São Paulo de Olivença e Tefé)

1.2.3.4.2. PA (Belém para: Santarém)

1.2.3.4.3. PE (Recife para: Fernando de Noronha)

1.2.3.4.4. ACR (Rio Branco para: Porto Walter, Marechal Thaumaturgo, Jordão e Santa Rosa do Purus)

1.2.4. Proibida de forma avulsa

1.3. Novo método

1.3.1. Disponibilidade da informação

1.3.1.1. Sistemas internos

1.3.1.1.1. SARA

1.3.1.1.2. SIGEP WEB

1.3.1.1.3. SCOL

1.3.1.1.4. WS e Site de PREÇO e PRAZO

1.3.1.2. Sistemas externos

1.3.1.2.1. Clientes dos Correios

1.3.1.2.2. Sistemas de AGFs

1.4. Responsabilidades

1.4.1. Atualização dos trechos aéreos continua com a gerência atual

1.4.2. Atualização de CEPs no ERP

1.5. Risco

1.5.1. Sistemas integrados com o SCPP

1.5.1.1. Intermitência do SCPP

1.6. Vantagens

1.6.1. Centralização da informação

1.6.2. Uma vez atualizado no ERP, em D+1, será refletido nos sistemas integrados.

1.7. Utilizando o NCM

1.7.1. A Nomenclatura Comum do Mercosul permite definir por "grupo" até "por item"

1.7.2. Definir quem é Permitido, Restrito e Proibido

1.7.3. Alimentar a base de dados com dados para análise do que os Correios transportam

1.7.4. Análise Comercial por cliente/objeto com NCM

1.7.5. Formentar a coleta de informações sobre o que é consultado, mesmo que a consulta seja Proibido e Restrito, armazenar para análise. tal como, conhecer o que é consultado para ser transportado

1.7.6. Possibilidade de NCM zerado, quando for um item da nota fiscal refere-se a servicos tributados pelo ISS (imposto sobre serviços de qualquer natureza) ou quando a nota é de ajuste.

2. Sistemas Corporativos

2.1. Implementação em cada sistema Pulverização da informação

2.1.1. SARA

2.1.1.1. Não compartilha via WS

2.1.2. SIGEP WEB

2.1.2.1. Evolução do Sistema para trabalhar com SCPP e posterior fazer a consulta na tabela de Restrição. Devolvendo a informação de restrição. Dependerá de análise técnica

2.1.2.2. disponibilidade em WS

2.1.3. SCOL

2.1.3.1. Evolução do Sistema para trabalhar com SCPP e posterior fazer a consulta na tabela de restrição. Dependerá da análise técnica

2.1.3.2. disponibilidade em WS

2.2. Lista de Proibições / Restrições com método no Web Services

2.2.1. Se há itens proibidos

2.2.1.1. Não há postagem

2.2.2. Se há itens restritivos

2.2.2.1. Mostrar somente os serviços disponíveis

2.3. Algumas análises de Risco

2.3.1. Atendimento no balcão

2.3.1.1. O atendente mesmo marcando que não há restrição (de forma automática), enviar produtos restritos

2.3.2. ausência da informação

2.3.2.1. Para consultas externas, em simulação de Preço e Prazo, a informação deve ser disponibilizada para o trecho que irá fazer a simulação. Se centralizada no SARA não teremos consultas externas.

2.3.3. Descentralização da base de restrição

2.3.3.1. Haverá a necessidade de transferir a responsabilidade para atualizar os dados que as áreas atualizam diariamente sobre os trechos da malha aérea.

2.3.4. Sistemas

2.3.4.1. Intermitência do servidor, já que haverá várias consultas com possibilidade de incompatibilidade do resultado entre os sistemas

2.4. Sistemas com necessidade de evolução

2.4.1. SARA

2.4.1.1. Com o acréscimo do parâmetro no SCPP, se há objetos restritivos, poderá mostrar quais serviços disponíveis

2.4.2. SIGEP WEB

2.4.2.1. Com o acréscimo do parâmetro no SCPP, poderá mostrar ao usuário na pré postagem se o objeto poderá utilizar o serviço escolhido

2.4.3. SCOL

2.4.3.1. Com o acréscimo do parâmetro no SCPP, poderá inclusive adequar ao serviço de forma automatizada, sendo desnecessário, solicitar ao cliente retornar em outro momento com outro eticket.

2.4.4. WS e internet do SCPP

2.4.4.1. As consultas tornam-se automatizadas, dando a informação caso marque a presença de objeto restritivo. Sendo possível direciona o usuário ao site de orientação de embalagens.

2.4.5. ERP

2.4.5.1. Cadastro de CEPs com Restrição