Duvidas de um estudante de medicina no atendimento a queimados

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Duvidas de um estudante de medicina no atendimento a queimados por Mind Map: Duvidas de um estudante de medicina no atendimento a queimados

1. SULFADIAZINA DE PRATA- age com efeito antibiótico tópico, anti-microbiano, usada para tratamento de lesões ulceradas de difícil resolução obs: APENAS usar antibióticos sistêmico profilático em queimaduras potencialmente colonizadas e com sinais de infecção local ou sistêmica

2. tipos de queimaduras

2.1. eventos casadores

2.1.1. químico

2.1.2. térmico

2.1.3. elétrico

2.1.4. radiações ionizantes

2.2. grau da lesao

2.2.1. primeiro grau: espessura superficial - eritema solar- afeta APENAS a epiderme- sem formar bolhas --> apresenta vermelhidão, dor, edema e descama de 4 a 6 dias ( cicatrização: pele sã)

2.2.2. Segundo grau: afeta a epiderme e parte da derme, forma bolhas ou FLICTENAS , SUPERFICIAL: a base da bolha é rósea, úmida e dolorosa. PROFUNDO: a base da bolha é branca, seca e indolor (cicatrização: restauração das lesões ocorre entre 7-21 dias

2.2.3. Terceiro grau: afeta a epiderme, derme e estruturas profundas, presença de placa esbranquiçada ou enegrecida, necessidade de ENXERTIA (cicatrização causa sequela estética

2.3. Gravidade (extensão/ profundida)

2.3.1. Gravidade: mínima <15% da espessura parcial da surpefície copórea queimada , gravidade moderada: todas com 15-25% da surpefície corpórea queimada, maior: todas com > 25% da superfície corporea queimada

2.3.2. Extensão: superfície corpórea queimada- REGRA DOS NOVE - cabeça 9%, tronco frente 18%, tronco costas 18%, membro superior 18%, memb. inferior 18%. OBS: a superfície palmar do paciente e dedos representa 1%

2.3.3. Áreas nobres/ queimaduras especiais: olhos,, orelhas, face, pescoço, mão, pé, região ignal e órgãos genitais

2.3.4. IMPORTANTE: condição que classificam queimadura grave--> maior que 20% de superfície corporea queimada em adultos/ maior que 10% em crianças

2.3.5. Casos de internação: 2 e 3 grau e 10% da superfície corporea em <10 anos ou >50 anos) 2 e 3 grau e 20% da SCQ qualquer idade, 2 e 3 grau em areas críticas, 3 grau e 5 % da SCQ

3. termos desconhecidos

3.1. hematócritos- aparelho configurador que separa e conta os glóbulos vermelhos do sangue, valores referênciais: - mulher 35-45%, homem 40-50%, crianças 37-44%

3.2. Flictenas- elevações revestidas por epitélio contendo líquido com mais de 1cm

4. condutas adequadas no atendimento em pacientes queimados

4.1. tratamento imediato -primeiro deve-se interromper o processo de queimadura, remover as roupas, joias, aneis, próteses e cobrir a lesao com tecido limpo previnindo hipotermia

4.2. tratamento na sala de emergência - avaliar a presença de corpos estranhos na via aérea, verficar e retirar qualquer tipo de obstrução, aspirar as vias aereas, adm. oxigenio a 100% e mater por 3hrs se suspeitar de intoxicação. lesão inalatória: roquidão, acometimento da face, queimadura das vibrissas

4.2.1. CASOS DE INTUBAÇÃO: a escala de glasgow de coma: menor que 8, Pao2:menor que 60, paCo2: maior que 55 na gasometria, desaturação menor que 90 na oximetria, edema de face ou orofaringe .

4.2.2. Acesso Venoso; Acesso venoso periférico e calibroso e apenas na impossibilidade utilizar acesso venoso central com instalação de uma sonda vesical para controle da diurese

4.3. sistema de referência o paciente vai ser transferível se estiver hemodinamicamente estavel e com sinais vitais e deve ter UTI reservada, além de contar com médico em ambulancia de uti movel e com capacidade de assistencia ventilatória

5. Definir tratamento para cada tipo de queimadura

5.1. queimadura de primeiro grau, deve-se ser tratada com compressas frias logo nas primeiras horas, manter a queimadura hidratada passando óleo mienaral ou vaselina liquida e analgésico para dor Morfina ou dipirona se necessário além do constante uso do protetor

5.2. queimadura de segundo grau bolhas não devem ser removidas e após seu rompimento devem ser feitos curativos com SULFADIAZINA DE PRATA e limpeza com agua e clorexidina

5.3. queimadura de terceiro grau na maioria dos casos o paciente é grave, nesse tipo se torna necessário tirar os tecidos necrosados além de enviar para UTQ

6. exames

6.1. Físico- ABCDE no atendimento na sala de emergência checando as vias aéreas, ventilação, reposição volêmica, neurologia e previne hipotermia além de realizar profilaxia anti-tetânica, acompanha a reposição volêmica, e as sondas vesicais e nasogastrica

6.2. complementares são pedidos um hemgrama avaliando o nível de leucócitos, lembrando que o leucócito alto não é indicativo de uso imediato para antibiotico, uma vez que os leucócitos aumentados podem ser efieto direto da queimadura, além dos níveis de sódio, potássio e calcio

6.3. Calcular o nível de hidratação do paciente pela fórmula: 2-4mlx scqxP%

7. Maria Luisa Ferraz - Caso 01