Análise de Ocorrência: Potência Reversa 01G4 USD Qual a causa da atuação da proteção Potência R...

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Análise de Ocorrência: Potência Reversa 01G4 USD Qual a causa da atuação da proteção Potência Reversa (32R) e acionamento da chave de bloqueio 86-1 (falha elétrica sem parada da unidade geradora)? por Mind Map: Análise de Ocorrência:  Potência Reversa 01G4 USD  Qual a causa da atuação da proteção Potência Reversa (32R) e acionamento da chave de bloqueio 86-1 (falha elétrica sem parada da unidade geradora)?

1. 2. Análise da ocorrência

1.1. 22/02/19 - 21h26min - UPA: Desarme 01G4, operando 86-1 e sinalizando Potência Reversa, quando de retorno ao sistema para testes de Comprovação de Disponibilidade de Geração. A equipe de manutenção foi informada ainda que a unidade geradora não pegou carga durante a partida com sincronismo.

1.1.1. 2.1. Análise preliminar e ações imediatas.

1.1.1.1. 22/02/19 22h - Equipe de manutenção inicia investigação pela tela de Eventos do Sistema Supervisório de UPA e constata a seguinte sequência de eventos relevantes:

1.1.1.1.1. 21:23:55,310 - Gerador acoplado ao sistema.

1.1.1.1.2. 21:25:52,722 - Set point IHM potência ativa - RV (10MW). 21:25:54,535 - Set point IHM potência ativa - RV (9,996MW).

1.1.1.1.3. 21:25:58,044 - Relé biestável posição partida C65SX (AUSENTE)

1.1.1.1.4. 21:25:58,170 - CPU1 ativa (AUSENTE)

1.1.1.1.5. 21:25:58,519 - CMD IHM potência ativa RV - assumir referência.

1.1.1.1.6. 21:25:58,870 - CPU2 ativa (PRESENTE); - RV Alarme: Falha CPU1; - Falha leve

1.1.1.1.7. 21:25:59,097 - Distribuidor fechado (PRESENTE).

1.1.1.1.8. 21:26:18,412 - RPPG (86-1); 21:26:18,415 - RPAG (86-1); 21:26:18,430 - 86-1: Relé de bloqueio atuado.

1.1.1.1.9. 21:26:28... - Disjuntor de campo aberto

1.1.1.2. Após análise preliminar dos eventos, equipe DORPU se desloca até a unidade geradora para consultar e IHM do RV e registros de oscilografia.

1.1.1.2.1. Na IHM RV

1.1.1.2.2. Oscilografia

1.1.1.3. 22/02/19 - Com base na análise preliminar dos Eventos no Supervisório e na IHM do RV, equipe permuta controle do RV para a CPU2 e executa um rearme/reset geral no canal1 do RV_01G4.

1.1.2. 2.2. Questionamentos

1.1.2.1. 1. Por que a parada da máquina se apenas a chave 86-1 foi atuada (falha elétrica sem parada de máquina)? Houve atuação da 86-2?

1.1.2.1.1. Não houve atuação da chave de bloqueio 86-2 (falha elétrica COM parada de máquina).

1.1.2.2. 2. Por que houve sinalização de Falha Grave RV no Canal 1 (Falha transdução de posição do distribuidor)?

1.1.2.2.1. Após análise mais aprofundada do problema, ficou entendido que tratava-se de uma falha de parametrização da transdução de potência, transdução de posição do distribuidor e transdução de posição da válvula distribuidora.

1.1.2.3. 3. Por que a comutação do Canal1 para o Canal2 não funcionou como esperado?

1.1.2.3.1. Situação atípica. Acessar lógica do RV (SEC) e buscar explicação.

1.1.2.4. 4. Por que não houve entrada da bomba de injeção nem aplicação do freio? Ou seja, por que RV não executou o procedimento de parada?

1.1.2.4.1. Máquina ficou "sem estado definido". Fechou distribuidor sem proteção atuada.

1.1.3. 2.3 Hipóteses / Análise / Pertinência

1.1.3.1. 1. RV não estava parametrizado para carregamento inicial 10MW.

1.1.3.1.1. Hipótese descartada ao acessar RV e confirmar parâmetro de carregamento inicial.

1.1.3.2. 2. Máquina não pegou carga porque não foi identificada condição de "Acoplada ao Sistema".

1.1.3.2.1. Hipótese descartada ao consultar a tela de Eventos do Sistema Supervisório e confirmado estado de Gerador Acoplado ao Sistema.

1.1.3.3. 3. Módulo ANCAN em falha.

1.1.3.3.1. Após ajustes de transdução e realização de ensaio de água morta, o defeito não foi reproduzido. Hipótese ainda em investigação.

1.1.3.4. 4. Ajustes de transdução de posição do distribuidor, transdução de posição da válvula distribuidora e transdução de potência incorretos.

1.1.3.4.1. Solicitar intervenção para verificação e ajustes de transdução de potência, posição do distribuidor e da válvula distribuidora.

1.1.3.4.2. Validar pertinência da hipótese e sucesso da ação através de giro com sincronismo da unidade geradora (aguardando abertura de comporta para solicitação).

1.2. 23/02/19 - 00h22min - Disponibilizada 01G4 USD ao sistema. Comprovação de Disponibilidade de Geração prevista para às 18:00 horas de 23/02. Equipe de manutenção desmobilizada.

1.3. 23/02/19 - 18h30min - 01G4 USD: Em Comprovação de Disponibilidade de Geração. Foi necessária ação do TR UPA na tomada de carga da UG durante o processo de normalização. O programa não elevou a potência ativa para 10MW, sendo executado após inclusão de set point pela operação da instalação.

1.3.1. Em contato com OPI, equipe foi informada que napós comando para assumir 10MW a unidade ficou com apenas 6MW, com o comando para 30MW foi para 16MW e com o somente com o comando de 70MW a unidade assumiu corretamente 70MW.

1.3.1.1. Através das anormalidades observadas na segunda tentativa de sincronismo da unidade geradora com o sistema, ficou clara a necessidade de refazer o a verificação e ajustes de transdução de potência.

1.4. 23/02/19 - 19h19min - COSR-NE considerou atendida Comprovação de Disponibilidade de Geração da 01G4 USD e autorizou retirada do paralelo. Liberação por CO em processo. Na parada atuou novamente falha grave RV com falha na transdução de posição do distribuidor. Houve atuação da 86-5 e queda da comporta de adução.

2. 5. Conclusões e Lições Aprendidas

2.1. Inserir.

3. 1. Formação da Equipe

3.1. DORPU

3.1.1. 1. Fabrício

3.1.2. 2. Márcia

3.1.3. 3. Gilmar

3.1.4. 4. Felipe

3.1.5. 5. Fernando

4. 6. Reconhecimento

4.1. Apresentação da ocorrência e reconhecimento da equipe após validação das hipóteses e fechamento da análise.