GRÉCIA ANTIGA

GRÉCIA ANTIGA

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
GRÉCIA ANTIGA por Mind Map: GRÉCIA ANTIGA

1. CARACTERÍSTICAS

1.1. 160 cidade-Estado (pólis) soberanas

1.2. clima seco - poucas áreas férteis - pecuária com papel importante na economia

2. PÓLIS

2.1. cidades-estado autônomas entre si

2.2. FATORES PARA A INDEPENDÊNCIA DESSAS CIDADES

2.2.1. relevo montanhoso, que dificultava as comunicações terrestres

2.2.2. litoral recortado e as numerosas ilhas do Mar Egeu estimularam a navegação, facilitando o contato com os povos do mundo exterior

2.2.3. ausência de uma base econômica interna sólida, que poderia aglutinar os gregos em um Estado-nação

2.3. FATORES PARA A INTEGRAÇÃO DESSAS CIDADES

2.3.1. idioma em comum

2.3.2. esporte (olimpíadas na cidade de Olímpia, feita em homenagem aos deuses, para demonstração de força entre as pólis)

3. ESPARTA

3.1. SOCIEDADE:

3.1.1. estamental, hierarquizada e sem mobilidade social

3.1.2. espartíatas (cidadãos e guerreiros de origem dória) (camada superior e possuíam educação militar)

3.1.3. periecos (aqueus, habitantes da periferia) (homens livres que não eram considerados cidadãos)

3.2. ECONOMIA

3.2.1. era um sistema gentílico: propriedade da terra era coletiva entre os guerreiros; porém, o sistema se desintegrou em rezão do aumento da população dória e da escassez de terras

3.2.2. terra cívica: terras centrais e mais férteis, de posse estatal, concedidas aos guerreiros dórios

3.2.3. terras periféricas destinadas aos aqueus como propriedade privada

3.3. POLÍTICA

3.3.1. ATÉ O SÉC. VII a.C

3.3.1.1. governo formado por uma diarquia (dois reis), um conselho (Gerúsia, formado por homens idosos, com caráter apenas consultivo) e uma assembleia (Ápela, órgão mais importante, em que os cidadãos tomavam as decisões finais sobre todos os assuntos)

3.3.2. A PARTIR DO SÉC VII a.C

3.3.2.1. adotou a oligarquia; diarquia continuou existindo, porém com seus poderes políticos esvaziados, restando-lhe os poderes sacerdotal e militar; Gerúsia passou a monopolizar o poder; poder executivo realizado pelos éforos (cinco magistrados escolhidos pelos gerontes); Ápela aprovava as leis por aclamação, virando um órgão formal de decisões políticas, de caráter consultivo

3.4. CULTURA

3.4.1. militarismo, xenofobia, laconismo (aversão aos saberes); mulheres tinham voz e gerenciavam o estado enquanto homens guerreavam

4. ATENAS

4.1. SOCIEDADE

4.1.1. eupátridas (aristocratas donos das melhores terras)

4.1.2. demiurgos (artesões e comerciantes) e georgóis (pequenos proprietários de terra)

4.1.3. thetas (camponeses sem terra e trabalhadores marginalizados)

4.1.4. hilotas (escravos)(por dívidas e por guerra)

4.1.5. escravos por dívidas

4.2. ECONOMIA

4.2.1. agricultura de subsistência (pastoreio e cultivo) e agricultura de exportação (vinho, azeite e trigo)

4.2.2. comércio marítimo - construção naval

4.2.3. escassez de mão-de-obra - tráfico de escravos

4.3. POLÍTICA

4.3.1. oligarquia

4.3.2. crise - classes populares ganharam força e oligarquia foi obrigada a fazer concessões

4.3.3. legisladores: solucionar a crise política

4.3.3.1. Drácon: legislação escrita, com leis severas (pena de morte); administração da justiça saiu das mãos da aristocracia e passou a ser do Estado; não conseguiu controlar a crise: eupátridas monopolizando o poder e as classes populares revoltadas

4.3.3.2. Sólon: apoio do partido popular e aceito pelos eupátridas; criação de um sistema de pesos e medidas; abolição da pena de morte; fim da escravidão por dívidas; anistia de crimes políticos; reforma agrária; não conseguiu contentar todas as reivindicações populares nem atender aos eupátridas

4.3.4. tiranias: a crise gerou condições para a implantação de tiranias, nas quais o poder era tomado por meio de um golpe

4.3.4.1. Iságoras restaurou alguns privilégios da aristocracia - revoltou as classes populares - buscou apoio na aristocracia espartana; classes se uniram, lideradas por Clístenes, e expulsaram os espartanos

4.3.5. democracia: participação direta dos cidadãos na economia

4.3.5.1. cidadãos: homens maiores de 21 anos, filhos de pai e mãe atenienses, nascidos em Atenas; excluídos: mulheres, escravos e estrangeiros

4.3.5.2. ostracismo: suspensão dos direitos políticos dos cidadãos considerados nocivos à democracia por 10 anos