Ligações Químicas

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Ligações Químicas por Mind Map: Ligações Químicas

1. Regra do octeto

1.1. Possuem 8 elétrons na camada de valência

1.1.1. Gases nobres

1.2. Gases nobres seguem essa regra

1.2.1. Não realizam ligações eletrônicas porque já possuem a camada de valência estabilizada

2. Ligação iônica

2.1. Regra do escorrega/assobio

2.1.1. Um átomo dia elétrons da camada de valência e um recebe, ambos buscando estabilização

2.1.1.1. O que doa vira cátion

2.1.1.1.1. Pois tem carga positiva, visto que tem mais prótons do que elétrons

2.1.1.2. O que recebe vira aniôn

2.1.1.2.1. Pois tem carga negativa, visto que tem mais elétrons do que prótons

2.2. Composto iônico

2.2.1. A soma das cargas sempre será neutra, visto que o numero de elétrons doados é igual ao de recebidos

2.3. É necessário o envolvimento entre átomos que tenham tendência a doar elétrons e átomos que tenham tendência a receber elétrons

2.3.1. Em seu canto superior direito, o número de elétrons que ele doa

2.4. Comum entre metais e ametais

2.5. Representa-se primeiro o cátion

2.6. Construção de fórmulas iônicas

2.6.1. Em seguida, representa-se o ânion

2.6.2. A soma das cargas positivas e negativas de um composto iônico deve ser nula

2.6.2.1. Em seu canto superior direito, a quantidade de elétrons recebidos

3. Ligação covalente

3.1. Para se tornar estável, pode realizar um compartilhamento de elétrons com outro átomo

3.1.1. Forma moléculas, que irão originar substâncias moleculares

3.1.2. Na ligação covalente, o compartilhamento de elétrons é feito em pares, e cada par pertence simultaneamente aos dois átomos envolvidos

3.1.3. Ex.: Hidrogênio, que possui apenas 1 elétron na camada de valência, realiza a ligação covalente com outro átomo de hidrogênio para possuir uma estrutura atômica semelhante à do Gás nobre Hélio.

3.2. As ligações covalentes ocorrem entre átomos com tendência a receber elétrons

4. Ligação metálica

4.1. Nos átomos envolvidos na ligação metálica, a atração do núcleo sobre os elétrons mais externos da eletrosfera é fraca

4.1.1. Por isso eles perdem elétrons com facilidade

4.1.1.1. Originando os cátions

4.2. Os cations ficam estabilizados pelos elétrons liberados

4.2.1. Que os envolvem como uma nuvem eletrônica

4.3. A movimentação dos elétrons em volta dos cátions ajuda a explicar algumas das propriedades dos metais

4.3.1. Passando a se deslocar de maneira desordenada

4.3.2. Sem estabelecer uma ligação definida, os metais podem ser deformados, já que são maleáveis e dúcteis

4.3.3. Como a alta condutibilidade elétrica e térmica

4.4. Os materiais metálicos podem ser formados por apenas um tipo de átomo de um mesmo elemento químico

4.4.1. O ouro 18 quilates

4.4.1.1. Muito utilizado em joalherias, também é uma liga metálica

4.4.1.1.1. Composta geralmente 75% de ouro, e 25% de outros metais, geralmente cobre

4.4.1.2. Como o latão, que é uma liga metálica composta de zinco e cobre