TAXA DE JUROS

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
TAXA DE JUROS por Mind Map: TAXA DE JUROS

1. TAXA SELIC - Considerações

1.1. Quando ela caí, fica a expectativa que está queda seja repassada pelos bancos e comércio aos consumidores.

1.2. Também a rentabilidade das aplicações caí.

1.3. Os bancos reduzem seus ganhos em títulos públicos.

1.4. Isso empurra os bancos para fazer outros empréstimos, ou seja, " sobra " mais dinheiro para os bancos emprestarem para os clientes, com isto eles ganham mais juros do que se tivesse aplicado em títulos do governo.

1.5. Caso a taxa caía, o governo também deixa de pagar mais juros de seus títulos que estão no mercado, reduzindo sua dívida interna.

1.6. A redução da taxa faz migrar recursos para compra de ações e outras aplicações financeiras.

1.7. Quando a taxa SELIC sobe, acontece o inverso.

1.8. Ela funciona como um teto para os juros pagos pelos bancos nas aplicações.

1.9. É o custo que o governo tem para rolar sua dívida.

2. Quando os juros sobem - Consequências :

2.1. . Freia a atividade econômica

2.2. . Caí a demanda por crédito

2.3. . Adia os investimentos na economia

2.4. . Incentiva fluxos financeiros de outros países

2.5. . Aumenta o custo de oportunidade de estocar mercadorias

3. SELIC

3.1. Identifica também a taxa de juros que reflete a média de remuneração dos títulos federais negociados com os bancos. A Selic é considerada a taxa básica porque é usada em operações entre entre bancos e, por isso, tem influência sobre os juros de toda a economia.

3.2. É a sigla para Sistema Especial de Liquidação e Custódia, criado em 1979 pelo Banco Central e pela Andima ( Associação Nacional das Instituições do Mercado Aberto ) com o objetivo de tornar mais transparente e segura a negociação de títulos públicos.

4. A Taxa Selic e o Desemprego

4.1. Como a taxa SELIC influência o consumo, ela também influência por consequência, o volume de negócios das empresas. Isso está diretamente associado á necessidade ou não de mão-de-obra. Menos negócios, menos vendas, menos lucros, e menos necessidade de funcionários trabalhando, sejam nas linhas de produção ou na venda direta com o cliente. Isso faz o desemprego aumentar.

5. É um instrumento utilizado pelo Banco Central para manter a inflação sobre controle.