RELIGIOSIDADE E REGIME MATRIARCAL EM MÉROE

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
RELIGIOSIDADE E REGIME MATRIARCAL EM MÉROE por Mind Map: RELIGIOSIDADE E REGIME MATRIARCAL EM MÉROE

1. O culto dos Deuses Meroítas ganhou importãncia com a diminuição egipcía.

2. Os cuxitas além de cultuarem divindades egípcias como Amon, eles também adoravam divindades meroítas, como Sebiumeker (deus antropomórfico da criação) e Apedemak (protetor dos exercítos)

3. No século II a.C apareceu um elemento importante com o estabelecimento do regime matriarcal

4. Méroe foi governada por uma linhagem de Candaces, Kandake, ou rainhas-mãe reinantes(a civilização de napata e meroé)

5. era um título atribuído a uma espécie de dinastia de rainhas guerreiras, mulheres guerreiras que detinham o poder do reino de Meroé.

6. As rainhas superaram o poder dos filhos e maridos e assumiram a totalidade de poder, a partir de shanakdakhete, o governo é exercido por uma série de rainhas.

7. No fim do século IV d.C, as atividades nas rotas comerciais declinaram e houve o empobrecimento progressivo nas construções de Méroe, o território foi anexado ao Reino de Axum, da etiópia, pondo fim à cultura de Cuxe.