CLASSIFICAÇÃO DOS CONTRATOS

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
CLASSIFICAÇÃO DOS CONTRATOS por Mind Map: CLASSIFICAÇÃO DOS CONTRATOS

1. QUANTO AO AGENTE

1.1. Personalíssimos, impessoais, individuais e coletivos

1.1.1. PERSONALÍSSIMOS: São celebrados em atenção às qualidades pessoais de um dos contraentes. Não pode fazer-se substituído por outrem.

1.1.2. IMPESSOAIS: Aqueles que cuja a obrigação pode ser cumprida, indiferentemente, pela obrigação ou por terceiro.

1.1.3. INDIVIDUAIS: As vontades são individualmente consideradas.

1.1.4. COLETIVOS: Perfazem-se pelo acordo de vontades entre duas pessoas jurídicas de direito privado, representativas de categorias profissionais.

2. QUANTO AOS EFEITOS

2.1. Unilaterais, bilaterais, plurilaterais, gratuitos e onerosos

2.1.1. UNILATERAIS: Criam obrigações unicamente para uma das partes.

2.1.2. BILATERAIS: Geram obrigações para ambos os contratantes.

2.1.3. PLURILATERAIS: Contém mais de duas partes.

2.1.4. GRATUITOS: Apenas uma das partes aufere benefícios.

2.1.5. ONEROSOS: Ambos contratantes obtêm proveito. Impõem ônus e acarretam vantagens recíprocos.

3. QUANTO À FORMÇÃO

3.1. Paritários, adesão e contratos-tipo

3.1.1. PARIDÁRIOS: As partes discutem livremente as condicões.

3.1.2. ADESÃO: Não admite liberdade devido a poderância da vontade de um dos contratantes. Não pode modificá-los.

3.1.3. CONTRATOS-TIPO: As cláusulas não são impostas por uma parte à outras, apenas pré-redigidas.

4. QUANTO AO MOMENTO DE SUA EXECUÇÃO

4.1. Execução instantânea, diferida e de trato sucessivo

4.1.1. EXECUÇÃO INSTANTÂNEA: Se consumam em um só ato.

4.1.2. EXECUÇÃO DIFERIDA: Cumprem-se apenas em um só ato, mas em momento futuro.

4.1.3. TRATO SUCESSIVO: São aqueles que se cumprem em meio à atos reiterados.

5. QUANTO À FORMA

5.1. Solenes, não-solenes, consensuais e reais

5.1.1. SOLENE: Devem estabelecer a forma prevista em lei para se aperfeiçoar.

5.1.2. NÃO-SOLENES: São os de formas livres. Basta o consentimento para sua formação, pode ser escrito, particular ou verbalmente.

5.1.3. CONSENSUAIS: Se formam unicamente pelo acordo de vontades independente da entrega da coisa e da observância de determinada forma.

6. QUANTO AO OBJETO

6.1. Preliminares e definitivo

6.1.1. PRELIMINAR: É aquele que tem por objeto a celebração de um contrato definitivo.

6.1.2. DEFINITIVO: Tem objetos diversos, de acordo com a natureza de cada avença.

7. QUANTO À DESIGNAÇÃO

7.1. Nominados e inominados, típicos e atípicos, mistos, coligados e união de contratos

7.1.1. NOMINADOS: Tem designação própria.

7.1.2. INOMINADOS: Não tem denominação própria.

7.1.3. ATÍPICOS: Resulta do acordo de vontades, não tendo suas características e requisitos definidos e regulados por lei. para que seja válidos, basta o consenso.

7.1.4. MISTO: Constitui contrato único e unitário.

7.1.5. COLIGADOS: Constitui uma pluralidade, as partes apresentam-se interligadas.

7.1.6. UNIÃO DE CONTRATOS: Quando há contratos distintos e autónomos.

8. QUANTO AO MODO PORQUE EXISTEM

8.1. Principais, acessórios e derivados

8.1.1. PRINCIPAIS: Tem existência própria e não dependem de qualquer outra.

8.1.2. ACESSÓRIOS: Dependem da existência de outros, é subordinado ao contrato principal.

8.1.3. DERIVADOS: Dependem de outro, tem por objeto direto estabelecido por outro contrato.