Síntese proteica

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Síntese proteica por Mind Map: Síntese proteica

1. Crescimento da cadeia polipeptidica

1.1. Nesse momento, o ribossomo desloca-se sobre o RNAm. A cada deslocamento, o RNAt que estava no Sítio A passa para o Sítio P, e um novo aminoácido é incorporado à cadeia em formação, por meio de uma ligação peptídica.

2. No núcleo o DNA sintetiza o RNAm (mensageiro)

2.1. transcrevendo o código de uma proteína específica.

3. A síntese de proteínas dentro da célula ocorre devido à interação do núcleo com o citoplasma.

4. Enzimas da transcriçao

4.1. RNA pol  Sintetiza o primer ou DNA primário

4.2. DNA girase:  Gira a dupla hélice < a torção

4.3. Helicase  Separa as fitas

4.4. Ptn SSB  Impede a formação de pontes de hidrogênio e nova ligação das fitas

4.5. DNA pol  Enzima responsável pela replicação

5. TRANSCRIÇAO

5.1. Formaçao de RNA a partir do DNA (RNA mensageiro)

5.2. a RNA-polimerase — liga-se a uma extremidade da molécula de DNA do gene

5.2.1. Quando isso acontece, quebram-se as ligações de hidrogênio entre as bases nitrogenadas das duas fitas do DNA, a estrutura de dupla-hélice se desfaz e as fitas se separam.

5.2.2. Algumas porções do RNA transcrito, vão ser removidas - íntrons -, e as porções não removidas - éxons -, ligam-se entre si, formando assim um mRNA maturado

6. TRADUÇÂO

6.1. o ribossomo, o RNAm e um RNAt especial se associam. O RNAt transporta o aminoácido metionina, e contém o anticódon UAC, necessário para emparelhar com o códon AUG do RNAm, que é o responsável por determinar onde a informação para a cadeia peptídica tem início.

6.1.1. Também é importante dizer que, nesse momento, o RNAt que carrega a cadeia peptídica que está se formando vai se alojar no Sítio P, enquanto o RNAt que carrega o aminoácido para ser incorporado na cadeia vai se alojar no Sítio A. Esses dois sítios ficam na subunidade maior do ribossomo.

7. Conclusão da cadeia polipeptídica

7.1. Nesse momento, o ribossomo chega a um códon de parada, que é um dos três códons (UAA, UAG e UGA) para os quais não há um aminoácido correspondente. Então, uma proteína chamada fator de liberação ocupa o Sítio A, e todos os componentes do processo se separam — incluindo a cadeia peptídica sintetizada