Anti-inflamatório não-esteroidais (AINEs) (1)

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Anti-inflamatório não-esteroidais (AINEs) (1) por Mind Map: Anti-inflamatório não-esteroidais (AINEs) (1)

1. Mecanismo de ação

1.1. Atuam como anti-inflamatórios, analgésicos,e antipiréticos. Age inibindo a enzima Cox, faz a redução da síntese das PG, diminuindo a intensidade do processo inflamatório.

1.2. Eles também antagonizam os receptores de PG, reduzem a permeabilidade capilar, diminuindo o edema e vermelhidão. Inibem a liberação PGE1, o que leva a redução do estado febril.

2. Classificação dos AINEs

2.1. Inibidores seletivos de Cox-2

2.1.1. Derivados coxibes

2.1.1.1. Menores índices de reações adversas gastrointestinais e maior risco cardiovascular.

2.1.1.1.1. Celecoxibe Rofecoxibe

2.2. Inibidores não seletivos da Cox

2.2.1. Derivados do ácido propiônico

2.2.1.1. Ibuprofeno Naproxeno.

2.2.2. Derivados do ácido Fenilantranílico

2.2.2.1. Tem ação central e periférica

2.2.2.2. Ácido mefenâmico Ácido flufenâmico

2.2.3. Salicilatos

2.2.3.1. Ácido salicílico

2.2.3.1.1. Aliviam dor de baixa intensidade

2.2.4. Derivados do ácido Enólico

2.2.4.1. Tem modesta seletividade para Cox-2

2.2.4.1.1. Piroxicam Meloxicam

2.2.5. Derivados do ácido acético

2.2.5.1. Diclofenaco de sódio Indometacina

2.2.5.1.1. Um potente analgésico, com moderada ação anti-inflamatória

3. Diferenças entre vias de administração

3.1. Via tópica

3.1.1. Tratamento de afecções da pele e mucosa

3.1.2. Penetração dos tecidos

3.1.3. Dor muscular e articular

3.1.4. Aumento na concentração local da droga nos tecidos subjacentes

3.2. Via oral

3.2.1. Não produz resposta antinociceptiva

3.2.2. Gastrointestinal (efeito local)

3.2.3. Absorvido pela mucosa do intestino

3.2.4. Atinge o sangue ( sistêmico)

3.3. Via intradérmica

3.3.1. Produz resposta antinociceptiva

3.3.2. Evita efeito sistêmico

3.3.3. Maior concentração de fármaco na área desejada

3.3.4. Para administração de AINEs via parenteral, há uso de (seringas e agulhas). Liberando diretamente no líquido tecidual ou no sangue, sem atravessar a mucosa intestinal.

3.3.4.1. Ação mais rápida e segura, não provocando irritação gástrica nem vômitos.