BIORREMEDIAÇÃO DE SOLOS CONTAMINADOS POR PETRÓLEO E A INDÚSTRIA PETROQUIMÍCA

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
BIORREMEDIAÇÃO DE SOLOS CONTAMINADOS POR PETRÓLEO E A INDÚSTRIA PETROQUIMÍCA por Mind Map: BIORREMEDIAÇÃO DE SOLOS CONTAMINADOS POR PETRÓLEO E A INDÚSTRIA PETROQUIMÍCA

1. Ex-situ

1.1. Acréscimo custo

1.2. Risco de contaminação quando realizado fora do local

1.3. Exige tratamento da escavação e da remoção para outro lugar do solo contaminado para outro

2. In- situ

2.1. Desenvolvimento economicamente mais executável

2.2. Impactos ambientais mais baixos

2.3. Não exige tratamento em outro local, pode ser realizado no mesmo local da contaminação

3. Principais contaminantes de petróleo e originados no solos

3.1. Prejudicam o meio ambiente e o ser humano

3.2. benzeno, tolueno, etilbenzeno e xilenos ( isômeros: orto-, meta- e para-xileno)

3.3. Geralmente utilizados em solventes e combustíveis

4. Tratamento de solos/ tipos:

4.1. Extração de vapores no solo (SVE)

4.1.1. Essa técnica fundamenta-se na aplicação de vácuo em pontos estratégicos e é aplicada somente à zona não-saturada.

4.1.2. Os gases retirados antes de serem lançados para atmosfera passam por etapas de tratamento de vapores com intuito de induzir o fluxo controlado de ar removendo os contaminantes presentes no solo .

4.2. Oxidação Química In-situ

4.2.1. Reações químicas que estimulam a oxidação ou a redução das espécies de interesse presentes em uma determinada área.

4.2.2. Injeção de produtos químicos reativos diretamente no local contaminado, que rapidamente destroem os contaminantes

4.3. Atenuação natural

4.3.1. Exclusivamente a biodegradação disponível por micro-organismos, destrói fisicamente os contaminantes de interesse

4.3.2. Em outros a transferência dos contaminantes de um local para outro ou a retenção do contaminante

5. Biorremediação de solos

5.1. Biorremediação anaeróbica : Acontece pela ação de espécies doadoras de elétrons, responsáveis pela degradação, principalmente, dos poluentes halogênicos

5.2. Biorremediação co-metabólica : A decomposição ocorre pela ação de enzimas produzidas por microorganismos para outros fins.

5.3. Biorremediação aeróbica : o oxigênio atua como recepiente de elétrons e os contaminantes são utilizados pelos microorganismos como fontes de carbono

6. O problema da contaminação do solos pelo petróleo e os fatores que influenciam a biodegradabilidade dos contaminantes.

6.1. Atividade microbiológica : associada com os conteúdos de água e de nutriente nos solos, com espécies de plantas e com os tipos de contaminantes que é afetada pela temperatura do solo e do valor do pH.

7. Técnicas de utilização da biorremediação

7.1. Bioestimulação : Preparado para acelerar o processo natural e diminuir o tempo de biorremediação do local. Estimula o crescimento da população

7.2. Bioaumentação Redução do período de adaptação que normalmente antecede o processo de degradação pelos micro-organismos autóctones. Aumento da microbiota nativa através da inoculação de microorganismos exógenos (alóctones)

8. Legislação ambiental

8.1. Legislação ambiental

9. Aplicações e inovações

9.1. Estudo biotecnológico envolvendo a geração de organismos geneticamente modificados . Produzidos com o objetivo para acelerar e melhorar a eficiência da biorremediação.

10. Por o que substituir o petróleo como matéria prima?

10.1. Celulose Hemicelulose Ligninas Carboidratos não estruturais Sementes , Cascas Frutos e folhagens