Fases das tecnologias digitais em Educação Matemática

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Fases das tecnologias digitais em Educação Matemática por Mind Map: Fases das tecnologias digitais em Educação Matemática

1. 1ª fase

1.1. Perspectiva teórica: Construtivismo

1.1.1. Autor: Papert

1.1.1.1. Sua visão: reconstruir uma matemática mais aprendível

1.2. Apareceu a expressão tecnologias informáticas (TI)

1.2.1. É caracterizada pelo software LOGO

1.2.1.1. Pesquisadores pioneiros: José Armando Valente, Janete Frant, Lulu Healy e Léa Fagundes

1.2.1.1.1. Enfatizavam que havia pesquisas sobre tecnologias na educação matemática, porém não era o foco central

1.2.1.2. Teve início por volta de 1985

1.2.1.3. Utilizado para o ensino da Geometria

1.2.2. Surgimento dos laboratórios de informática

1.2.2.1. O MEC patrocinou projeto EDUCOM

1.2.2.1.1. O foco era o uso de tecnologias na formação de professores

1.2.2.1.2. Destinado ao desenvolvimento de pesquisas e metodologias sobre o uso do computador como recurso pedagógico

1.3. Surgiu no final da déc.de 80

2. 2ª fase

2.1. Existiam dois grupos de profesores:

2.1.1. Aqueles que tinham desconhecimento, desinteresse,falta de oportunidade, insegurança ou medo

2.1.1.1. Aqueles que buscaram explorar possibilidades didáticas e pedagógicas, ao perceberem as transformações cognitivas, sociais e culturais com o uso de TI

2.2. É evidente a preocupação com as dinâmicas e metodologias dos professores em sala de aula

2.3. Surgiu meados de 1990

2.3.1. Tinha como característica acessibilidade e popularização do uso de computadores pessoais

2.3.1.1. Surgimento de diversos softwares educacionais

2.3.1.1.1. Que são Winplot, o Fun, O Graphmathica, Cabri Géomètre e o Geometricks

2.3.1.1.2. Que ocasionou cursos de formação continuada para professores

3. 3ª fase

3.1. Com o advento da internet em cursos a distância

3.1.1. O objetivo era a formação continuada de proifessores

3.1.1.1. Com o uso de software Winplot

3.1.1.2. Via e-mails, chats e fóruns de discussões

3.1.1.2.1. Surgem ambientes online

3.1.2. Surgem expressões: Tecnologias da informação e Tecnologias da informação e comunicação

3.1.2.1. Autores: Gracias, Borba e Villarreal, Pastre, Zullato e Bairral

3.1.2.1.1. Pesquisas em educação matemática se voltaram para o entendimento da matemática em ambientes online

3.2. Surgiu por volta de 1999

4. 4ª fase

4.1. surgiu meados de 2004

4.1.1. Favoreceu o uso de Tecnologias Digitais (TD)

4.1.1.1. Performance matemática digital

4.1.1.1.1. Uso das artes na comunicação de ideias matemáticas;

4.1.1.2. Performance

4.1.1.2.1. Estar online em tempo integral; Internet na sala de aula; Redes sociais (Facebook) e Compartilhamento de vídeos (You Tube)

4.1.1.3. Tecnologias móveis ou portáteis

4.1.1.3.1. Celulares inteligentes, tablets, laptops; Comunicação por SMS; Multifuncionalidade; Câmeras digitais, jogos; Multiconectáveis (USB); Interação através do toque em tela; Acesso à internet

4.1.1.4. Novos designs e interatividade

4.1.1.4.1. Comunicadores online - telepresença (Skype); Ambientes virtuais de aprendizagem (Moodle, ICZ e Second life)

4.1.1.5. Multimodalidade

4.1.1.5.1. Diferentes formas de comunicação presentes na internet e/ou metodologias

4.1.1.6. Como o Geogebra

4.1.1.6.1. Integração entre GD e múltiplas representações de funções e Cenários inovadores de investigação matemática

4.1.2. Com o advento da internet rápida