Referenciais de Qualidade para Educação Superior EAD

Trabalho sobre Referenciais de Qualidade para Educação Superior EAD, por Patrícia Noll de Mattos

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Referenciais de Qualidade para Educação Superior EAD por Mind Map: Referenciais de Qualidade para Educação Superior EAD

1. Concepção de educação e currículo;

1.1. opção epistemológica

1.1.1. Educação

1.1.2. Currículo

1.1.3. Ensino

1.1.4. Aprendizagem

1.2. Perfil do estudante a formar

2. Sistemas de comunicação;

2.1. Uso inovador da tecnologia

2.1.1. Apoiado na filosofia de aprendizagem;

2.1.2. Interação efetiva no processo de ensino e aprendizagem;

2.1.3. Oportunidades para o desenvolvimento de projetos compartilhados.

2.2. Princípio de Interação e Interatividade

2.2.1. Professores

2.2.2. Tutores

2.2.3. Estudantes

2.3. Meios de resolução de questões e realização de atividades

2.4. Mecanismos de orientação da aprendizagem

2.5. Facilidade de comunicação com o sistema acadêmico e administrativo

2.5.1. Gerenciamento de encontros presenciais

2.5.2. Relação número de horar docente/tutor/estudantes

2.6. Dispor de meios de comunicação síncrona e assíncrona

3. Material didático

3.1. princípios epistemológicos estabelecidos

3.1.1. abordagem do conteúdo

3.1.2. forma

3.2. Projeto Pedagógico do curso

3.2.1. Competências e Habilidades

3.2.2. Público-alvo

3.2.3. Contexto sócioeconômico

3.3. Produção de material em diferentes mídias

3.3.1. Textos

3.3.2. Vídeos

3.3.3. Programas televisivos e Radiofônicos

3.3.4. Vídeoconferências

3.3.5. Páginas WEB

3.3.6. Objetos de Aprendizagem

3.3.7. Outros para usos a distância

3.4. Concepção e uso da lingagem

3.4.1. Nos materiais didáticos

3.4.2. Nos processos de interação

3.5. Produção de um Guia geral do Curso

3.5.1. Orientação quanto à metodologia do curso

3.5.2. Orientação sobre tipo e uso dos materiais didáticos

3.5.3. Sobre o processo de interação

3.5.4. Sobre o processo de avaliação

4. Avaliação

4.1. Processo de Aprendizagem

4.1.1. Procecesso contínuo

4.1.1.1. Mecanismos de acompanhamento

4.1.2. Avaliações a distância

4.1.3. Avaliações presenciais

4.1.3.1. Devem prevalecer em relação às presenciais

4.1.3.2. Precauções quanto à segurança

4.1.3.3. Controle de frequência

4.2. Avaliação Institucional

4.2.1. Ouvidoria

4.2.2. Processo permanente

4.2.3. Atores envolvidos:

4.2.3.1. Estudante

4.2.3.2. Professor

4.2.3.3. Tutor

4.2.3.4. Quadro técnico-administrativo

5. Equipe multidisciplinar;

5.1. Docentes

5.1.1. estabelecer os fundamentos teóricos do projeto;

5.1.2. selecionar e preparar todo o conteúdo curricular articulado a procedimentos e atividades pedagógicas;

5.1.3. identificar os objetivos referentes a competências cognitivas, habilidades e atitudes;

5.1.4. ) definir bibliografia, videografia, iconografia, audiografia, tanto básicas quanto complementares;

5.1.5. elaborar o material didático para programas a distância;

5.1.6. realizar a gestão acadêmica do processo de ensino-aprendizagem, em particular motivar, orientar, acompanhar e avaliar os estudantes;

5.1.7. avaliar -se continuamente como profissional participante do coletivo de um projeto de ensino superior a distância.

5.2. Tutores

5.2.1. Deve participar ativamente da prática pedagógica

5.2.2. Tutoria a distância

5.2.2.1. Atendimento a distância

5.2.2.2. Mediação do processo de aprendizagem

5.2.2.3. Esclarecimento de dúvidas

5.2.2.4. Participação em vídeoconferências

5.2.2.5. Selecionar material de apoio

5.2.3. Tutoria Presencial

5.2.3.1. Atender os estudantes nos pólos,

5.2.3.2. Participar de momentos presenciais obrigatórios

5.2.3.2.1. Avaliações

5.2.3.2.2. Aulas em laboratório

5.2.3.2.3. Estágios suoervisionados

5.2.4. Capacitação de tutores

5.2.4.1. capacitação no domínio específico do conteúdo;

5.2.4.2. capacitação em mídias de comunicação;

5.2.4.3. capacitação em fundamentos da EaD e no modelo de tutoria

5.3. Tecno-administrativo

5.3.1. Oferecer apoio aos estudantes nos processos administrativos de condução do curso

5.3.2. Atuando na sede, junto aos docentes

5.3.3. Atuando nos pólos de apoio presencial

5.3.4. Coordenador de pólo

5.3.4.1. Principal responsável pelo bom funcionamento dos processos administrativos e pedagógicos que se desenvolvem na unidade

5.3.4.2. Supervisão do trabalho desenvolvido na secretaria da unidade

6. Infra-estrutura de apoio;

6.1. Mobilizar recursos humanos e educacionais

6.2. Exige infra-estrutura material proporcional ao número de estudantes

6.3. Infra-estrutura material

6.3.1. equipamentos de televisão

6.3.2. vídeocassetes

6.3.3. áudio-cassetes

6.3.4. fotografia

6.3.5. impressoras

6.3.6. linhas telefônicas

6.3.7. serviços 0800

6.3.8. dentre outros

6.4. Infra-estrutura estrutura física

6.4.1. sede da instituição (em sua Secretaria, núcleo de EAD);

6.4.2. pólos de apoio presencial

6.5. Gestão Acadêmico-operacional

6.5.1. centros ou secretarias de educação a distância ou

6.5.2. salas de coordenação operacional

6.5.3. infra-estrutura básica

6.5.3.1. secretaria acadêmica

6.5.3.2. salas de coordenação do curso

6.5.3.3. salas para tutoria a distância

6.5.3.4. biblioteca, sala de professores

6.5.3.5. sala de videoconferência (opcional)

6.5.4. salas de coordenação acadêmica e de tutoria dos cursos e

7. Gestão Acadêmico-Administrativa;

7.1. Deve estar integrada aos demais processos da instituição

7.2. Sistema integrado que ofereça

7.2.1. um sistema de administração e controle do processo de tutoria especificando

7.2.2. procedimentos logísticos relacionados com os momentos presenciais e a distância;

7.2.3. um sistema (logística) de controle da produção

7.2.4. Se for o caso, um sistema de distribuição de material didático;

7.2.5. um sistema de avaliação de aprendizagem, especificando a logística adotada para esta atividade

7.2.6. bancos de dados do sistema como um todo, contendo em particular: cadastro de estudantes, professores coordenadores, tutores, etc;

7.2.7. cadastro de equipamentos e facilidades educacionais do sistema;

7.2.8. sistema de gestão dos atos acadêmicos tais como: inscrição e trancamento de disciplinas e matrícula;

7.2.9. registros de resultados de todas as avaliações e atividades realizadas pelo estudante;

7.2.10. um sistema que permita ao professor ter autonomia para a elaboração, inserção e gerenciamento de seu conteúdo.

8. Sustentabilidade Financeira.

8.1. Planilha de Custos

8.1.1. Investimento (de curto e médio prazo)

8.1.1.1. produção de material didático (professores, equipe multidisciplinar, equipamentos,etc);

8.1.1.2. implantação do sistema de gestão;

8.1.1.3. equipamentos de comunicação, gestão, laboratórios, etc;

8.1.1.4. implantação dos pólos descentralizados de apoio presencial e centro de educação a distância ou salas de tutoria e de coordenação acadêmico-operacional nas instituições.

8.2. Custeio

8.2.1. equipe docente: coordenador do curso, coordenadores de disciplinas, coordenador de tutoria e professores responsáveis pelo conteúdo;

8.2.2. equipe de tutores para atividades de tutoria;

8.2.3. equipe multidisciplinar;

8.2.4. equipe de gestão do sistema;

8.2.5. • recursos de comunicação;

8.2.6. distribuição de material didático;

8.2.7. sistema de avaliação

9. Ordenamento Legal

9.1. ordenamento legal vigente, complemento às determinações específicas da Lei de Diretrizes e Bases da Educação.

9.1.1. do Decreto 5.622, de 20 de dezembro de 2005

9.1.2. do Decreto 5.773 de junho de 2006

9.1.3. e das Portarias Normativas 1 e 2, de 11 de janeiro de 2007

9.2. Essa proposta de Referenciais de Qualidade atualiza o primeiro texto oficial do MEC, de 2003.

10. Modelos de Oferta

10.1. Projeto Político Pedagógico

10.2. Pilares

10.2.1. Aspectos Pedagógicos

10.2.2. Recursos Humanos

10.2.3. Infra-estrutura