Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
SP por Mind Map: SP

1. As células deste tipo de glândula endócrina formam a parede de pequenas esferas denominadas folículos, onde no seu interior se acumula a secreção. A glândula contém uma cápsula de tecido conjuntivo denso e os delicados septos conjuntivos derivados da cápsula, dividindo-a em lóbulos e o parênquima da tireóide constituído de folículos tireoidianos e células C ou células parafoliculares. Os folículos tireoidianos são revestidos por células epiteliais cuboides dispostas em uma única camada caracterizando o epitélio simples cúbico.

2. Origem embriológica

2.1. Endodérmica

3. Inervação

3.1. Os nervos derivam dos gânglios simpáticos cervicais superior, médio e inferior.

4. Localização

4.1. Região anterior do pescoço, ao nível das vértebras C5 e T1.

5. Divisões

5.1. Superfície medial, istmo, superfície ântero-lateral e superfície póstero-lateral.

6. Irrigação

6.1. Artérias tiroideias superiores e inferiores

7. Revestimento

8. Drenagem

8.1. Venosa

8.1.1. O plexo venoso tiroideu, é formado por três pares de veias tiroideias, as superiores, as médias e as inferiores.

8.2. Linfática

8.2.1. para os linfonodos cervicais profundos superiores e inferiores.

9. Mecanismo de atuação

9.1. Feedback -

9.1.1. com os níveis baixos de hormônio , o hipotálamo produz o TRH que estimula a produção de TSH pela hipófise que chega a tireoide e estimula a síntese do t3 e do t4.

10. Função

10.1. Regulação hormonal

10.1.1. T3/T4

10.1.1.1. Inibem o sistema nervoso simpático, estimulam o consumo de glicose e gordura, aumentam o metabolismo celular e com isso estimulam o consumo de oxigênio total pela célula.

10.1.2. Calcitonina

10.1.2.1. é um hormônio polipeptídico, secretado pelas células parafoliculares encontradas na tireóide, que apresenta como principal efeito a diminuição dos níveis séricos de cálcio e fosfato, devido a sua ação sobre os ossos e rins. A secreção desse hormônio é controlada, basicamente, pela concentração de cálcio plasmático, ou seja, o aumento dos níveis deste elemento faz com que os níveis de calcitonina subam e vice-versa.

10.1.3. Disfunção

10.1.3.1. Hipertireodismo

10.1.3.1.1. Produção excessiva de hormônio, causa taquicardia, fadiga, fraqueza muscular, nervosismo e palpitações. Esse aumento hormonal causa um edema da glândula, o bócio.

10.1.3.2. Hipotireoidismo

10.1.3.2.1. Baixa produção do hormônio, causa capacidade motora e intelectual desacelerada, letargia, aumento do peso e intolerância ao frio.