Anti-inflamatórios não-esteroidais (AINES)

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Anti-inflamatórios não-esteroidais (AINES) por Mind Map: Anti-inflamatórios não-esteroidais (AINES)

1. Classificação:

1.1. Inibidores seletivos de COX-2

1.1.1. Derivados coxibes

1.1.1.1. Menores índices de reações adversas gastrointestinais

1.1.1.1.1. Celecoxibes Rofecoxibe

1.2. Inibidores não seletivos da COX

1.2.1. Derivados do ácido propiônico

1.2.1.1. Ibuprofeno Naproxeno Cetoprofeno

1.2.1.2. Inibidores não seletivos da COX

1.2.1.2.1. efeitos terapêuticos e colaterais comuns a outros AINES

1.2.2. Derivados do ácido fenilantranílico

1.2.2.1. Ação central e periférica

1.2.2.2. Ácido mefenâmico Ácido flufenâmico Efeitos sobre o TGI; Antagonizam diretamente certos efeitos das PGs; Ação anti-inflamatória

1.2.3. Salicilatos

1.2.3.1. Aliviam dor de baixa intensidade

1.2.3.2. Ácido salicílico

1.2.4. Derivados do ácido enólico

1.2.4.1. Seletividade para o COX-2

1.2.4.2. Piroxican Meloxican

1.2.5. Derivados do ácido acético

1.2.5.1. Potente analgésico; moderada ação anti-inflamatória

1.2.5.2. Diclofenaco de sódio Indometacina Sulindaco Etodolaco Cetorolaco

2. Mecanismo de Ação:

2.1. Antagonizam os receptores das prostaglandinas, reduzem a permeabilidade capilar, inibem a liberação de PGE

2.2. Inibição de enzima COX

2.2.1. Inibidores não seletivos de COX

2.2.2. Inibidores seletivos de COX-2

2.2.2.1. AINES impedem o processo inflamatório sem causar os efeitos colaterais gástricos resultantes da inibição da COX-1

2.2.3. Redução da síntese das prostaglandina diminuindo a intensidade do processo inflamatório

3. Vias de Administração:

3.1. Tópicas:

3.1.1. Tratamento de afecções da pele e mucosa

3.1.2. Penetração dos tecidos

3.1.3. Dor muscular e articular

3.1.4. Aumento na concentração local da droga nos tecidos subjacentes

3.2. Intradérmica:

3.2.1. Produz resposta antinociceptiva

3.2.2. Evita efeito sistêmicos

3.2.3. Maior concentração de fármaco na área desejada

3.3. Oral:

3.3.1. Não produz resposta antinociceptiva

3.3.2. Gastrointestinal (efeito local)

3.3.3. Absorvido pela mucosa do intestino

3.3.4. Atinge o sangue (sistêmico)

4. Apresentam propriedades anti-inflamatórias, analgésicas e antipiréticas

4.1. É o principal tratamento para a dor leve e moderada devido as suas propriedades analgésicas prolongadas

4.2. Drogas de primeira escolha no tratamento de doenças reumáticas e não-reumáticas