Caliothrips brasiliensis

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Caliothrips brasiliensis por Mind Map: Caliothrips brasiliensis

1. Thysanoptera

1.1. hospedeiros

1.1.1. Lens esculenta( lentilha)

1.1.2. Coffea sp. (café)

1.1.3. Glycine max( soja )

1.1.4. Zea mays ( milho)

1.1.5. Gossypium hirsutum( algodão )

1.1.6. Phaseolus vulgaris(feijão )

2. Thripidae

2.1. Ataque ocorre nas seguintes fases da planta

2.1.1. fase vegetativa

2.1.2. floração

2.1.3. frutificação

3. Nome comum

3.1. tripes do amendoim

3.2. tripes do prateamento

3.3. tripes

4. Bioecologia

4.1. Aparecem em épocas de seca e baixa umidade. Perfuram as células vegetais e sugam a seiva exsudada. Normalmente, preferem se alimentar das folhas jovens, provocando seu enrolamento. São encontrados na face superior das folhas. A oviposição ocorre nas folhas da planta. Os ovos eclodem em 5-6 dias. A fêmea pode colocar de 20 a 100 ovos. O estágio de incubação leva cerca de 4 dias. O período ninfal dura 5 a 10 dias. A fase adulta é em torno de 20 dias. É vetor do vírus que causa a queima-do-broto na cultura da soja.

5. Identificação

5.1. Ninfa:cor branca amarelada

5.2. Imago:mede cerca de 1-2 mm de comprimento, possui coloração preta com duas faixas brancas nas asas franjadas e pernas pretas com as extremidades das tíbias de coloração amarelada, aproximadamente 2 mm de envergadura

6. Danos a cultura

6.1. Necrose nas folhas. Consequentemente, a desfolha da planta. Manchas prateadas no limbo e dobramento das bordas voltadas pra cima. Os folíolos atacados apresentam estrias e deformações.