Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
DEFICIÊNCIA por Mind Map: DEFICIÊNCIA

1. CARITATIVO e MÉDICO

2. CARIDADE

3. SOCIEDADES ANTIGAS

3.1. EGITO

3.1.1. EXCEÇÃO: TOLERÂNCIA E RESPEITO

3.2. GRECIA

3.2.1. ESPARTA

3.2.2. ATENAS

3.3. ROMA

3.3.1. DISCRIMINAÇÃO E PRECONCEITO

3.3.1.1. o advento do CRISTIANISMO

3.3.1.1.1. Algumas pessoas deficientes eram compradas pela nobreza para divertir os convidados nas festas

3.3.1.1.2. As que podiam trabalhar-recolhidas e mantidas por religiosos

3.3.1.1.3. As que não podiam viviam como pedintes, dependendo da

4. caráter subumano o que legitimava a eliminação e o abandono

5. PARADIGMAS

5.1. EXCLUSÃO

5.2. SÉCULO XVIII-INSTITUCIONALIZAÇÃO

5.2.1. INSTITUIÇÕES PARA ABRIGAR PESSOAS COM DEFICIÊNCIA

5.2.1.1. NO BRASIL

5.2.1.1.1. 1854-Instituto dos Meninos Cegos (atualmente Instituto Benjamin Constant)

5.2.1.1.2. Instituto de Surdos Mudos (atualmente Instituto Nacional de Educação de Surdos – INES)

5.3. SERVIÇOS/INTEGRAÇÃO

5.3.1. Idéia de normalização que sugere a integração da pessoa com deficiência na sociedade

5.3.2. 1948-DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS HUMANOS (DUDH)

5.3.2.1. Alvo de discussões entre os acadêmicos e também entre os indivíduos da comunidade que vivenciavam o processo.

5.4. SUPORTE/INCLUSÃO

5.4.1. A partir da década de 90 com a Conferência Mundial de Educação para Todos

5.4.1.1. a sociedade se reorganiza para garantir acesso de todos os cidadãos aos recursos e serviços.

5.4.1.1.1. 1994-DECLARAÇÃO DE SALAMANCA

5.4.1.1.2. 1999-CONVENÇÃO DE GUATEMALA

5.4.1.1.3. 2006-CONVENÇÃO SOBRE OS DIREITOS DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA

6. PERÍODO MEDIEVAL

6.1. CONCEPÇÃO METAFÍSICA

6.1.1. TRANSCENDIA A CONDIÇÃO HUMANA

6.1.1.1. Espiritual

6.1.1.2. religiosa

6.1.1.3. sobrenatural

7. VIGOTSKI (a luz de duas perspectivas)

7.1. ORGANICISTA(PRIMÁRIA)

7.1.1. Padrões genéticos/mal formaçoes

7.2. INTERAÇÃO SOCIAL( SECUNDÁRIA)

7.2.1. prejuízos ocasionados em função das dificuldades impostas pelo meio social

8. OLIVEIRA 2004

8.1. ORGÂNICA

8.1.1. ORGÂNICAAtributo inerente ao indivíduo(providências para alterar esse déficit se esgotam no indivíduo que a apresenta).

8.2. PSICOSSOCIAL

8.2.1. A deficiência decorre de fatores inerentes ao indivíduo e ambientais, mas, para interpretá-la, é necessário centralizar a análise no sujeito que a apresenta.

8.3. INTERACIONISTA (HISTÓRICO-CULTURAL)

8.3.1. Associação entre o indivíduo e o contexto sociocultural

8.3.1.1. constituídos por personagens

8.3.1.1.1. Ator

8.3.1.1.2. juiz ou audiência

8.3.1.1.3. circunstâncias em que ocorrem/condições

9. Modelos Social e de Direitos