Qualidade de Software

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Qualidade de Software por Mind Map: Qualidade de Software

1. Sistema de Garantia de Software

1.1. ISO 9000:2005 "O sistema deve fazer o que se espera que ele faça, de acordo com seus requisitos levantados e especificados"

1.2. Definir explicitamente o termo qualidade de software, quando o mesmo é dito";(PRESSMAN, 2005, p. 193)

1.3. Gerencia de Projeto

1.3.1. Criar um conjunto de atividades que irão ajudar a garantir que cada produto de trabalho da engenharia de software exiba alta qualidade"; (PRESSMAN, 2005, p. 193)

1.3.2. "Usar métricas para desenvolver estratégias para a melhoria de processo de software e, como conseqüência, a qualidade no produto final"; (PRESSMAN, 2005, p. 193)

1.3.3. "Realizar atividades de segurança da qualidade em cada projeto de software";(PRESSMAN, 2005, p. 193)

2. Produto

2.1. NBR ISO 9000:2005, "qualidade é o grau no qual um conjunto de características inerentes satisfaz aos requisitos"

3. Processo

3.1. Tentar prevenir defeitos ao invés de consertá-los;

3.2. Ter a certeza que os defeitos que foram encontrados, sejam corrigidos o mais rápido possível.

3.3. Estabelecer e eliminar as causas, bem como os sintomas dos defeitos;

3.4. Auditar o trabalho de acordo com padrões e procedimentos previamente estabelecidos

4. "Qualidade de software é um processo sistemático que focaliza todas as etapas e artefatos produzidos com o objetivo de garantir a conformidade de processos e produtos, prevenindo e eliminando defeitos". (BARTIÉ, 2002, p. 16)

5. Modelos de qualidade de Processo Software

5.1. Fatores de Qualidade ,McCall e Cavano (1978)

5.1.1. Revisão do produto

5.1.1.1. Manutenção

5.1.1.2. Flexibilidade

5.1.1.3. Testabilidade

5.1.2. transição do Produto

5.1.2.1. Portabilidade

5.1.2.2. Reutilização

5.1.2.3. Interoperabilidade

5.1.3. Operação do Produto

5.1.3.1. Correção

5.1.3.2. Confiabilidade

5.1.3.3. Usabilidade

5.1.3.4. integridade

5.1.3.5. Eficiência

5.2. MPS.BR (melhoria de processo de Software)

5.2.1. MPS.BR, Melhoria do Processo de Software Brasileiro, é um programa da Softex com apoio do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). Com inicio em dezembro de 2003, o programa tem como objetivo melhorar a capacidade de desenvolvimento de software, serviços e as práticas de gestão de RH na indústria de TIC.

5.3. Software Quality Assurance

5.3.1. Aplicação adequada de SQA

5.3.1.1. A remoção de erros acontece no momento em que se é barato corrigir;

5.3.1.2. Melhoria da qualidade do produto;

5.3.1.3. O SQA é um recurso para a melhoria de processo;

5.3.1.4. Estabelecimento de um banco de dados de métricas como: planejamento, taxas de falhas e outros indicadores da qualidade;

5.3.2. Não Aplicação

5.3.2.1. O software que foi entregue freqüentemente apresenta falhas;

5.3.2.2. Inaceitáveis conseqüências de falhas de sistemas, desde financeiras até cenários reais de aplicação;

5.3.2.3. Sistemas não estão freqüentemente disponíveis para uso pretendido;

5.3.2.4. Sistemas são freqüentemente muito caros;

5.3.2.5. Custo de detectar e remover defeitos são excessivos.

5.4. Métodos Ágil

5.4.1. Scrum

5.4.2. FDD

5.4.3. Kanban

5.4.4. DSDM

5.4.5. Crystal

5.4.6. Lean

5.4.7. ADS

5.4.8. XP

6. Controle da qualidade

6.1. Detecção de Defeitos

6.1.1. Revisões de requisitos;

6.1.2. Revisões de Modelagem;

6.1.3. Revisões de Planos de Teste;

6.1.4. Inspeções de código;

6.1.5. Testes de Software.

6.2. Não-Conformidade

6.2.1. Re-reviões;

6.2.2. Re-testes;

6.2.3. Correções de código-fonte e documentação muito constantes;

6.2.4. Reestruturação;

6.2.5. Redistribuição das versões do software;

6.2.6. Atrasos no cronograma;

6.2.7. Falhas na produção.

6.3. Prevenção de Defeitos

6.3.1. Definição de Metodologias;

6.3.2. Treinamentos;

6.3.3. Ferramentas de apoio ao processo de desenvolvimento;

6.3.4. Definição de Políticas;

6.3.5. Procedimentos;

6.3.6. Padrões;

6.3.7. Especificações e convenções;

6.3.8. Planejamento do SQA;

6.3.9. Relatórios de Qualidade para melhoria de processo.

7. NORMAS

7.1. NBR ISO/IEC 9126-1 - Características da Qualidade de Software

7.1.1. Funcionalidade (Satisfação das Necessidades): É a capacidade do produto de software de prover funcionalidades que satisfação as necessidades quando o software está em uso dentro das condições especificadas.

7.1.2. Confiabilidade (Imunidade a Falhas): É a capacidade do produto de software de manter um nível especificado de performance quando o software está em uso dentro das condições especificadas.

7.1.3. Usabilidade (Facilidade de Uso): É a capacidade do produto de software de ser entendido, aprendido, usado e atrativo quando o software está em uso dentro das condições especificadas.

7.1.4. Manutenibilidade (Facilidade de Manutenção): É a capacidade do produto de software de ser mudado. Modificações incluem correções, melhorias ou adaptações do software de mudar em um ambiente, e em requisitos e especificações funcionais.

7.1.5. Eficiência (Rápido e "Enxuto"): É a capacidade do produto de software de prover performance apropriada, relativa ao conjunto de recursos usados quando o software está em uso dentro das condições especificadas.

7.1.6. Portabilidade (Uso em outros Ambientes): É a capacidade do produto de software de ser transferido de um ambiente para outro.

8. Ferramentas da Qualidade de Software

8.1. Fluxograma

8.2. Diagrama de Ishikawa

8.3. Folha de Verificação

8.4. Histograma

8.5. Diagrama de Pareto

8.6. Carta de Controle

8.7. Diagrama de Dispersão