Conceitos Básicos de Banco de Dados (Texto 2)

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Conceitos Básicos de Banco de Dados (Texto 2) por Mind Map: Conceitos Básicos de Banco de Dados (Texto 2)

1. Sistema de Gerência de Banco Dados

1.1. É um sistema com o objetivo de gerenciar o acesso a manutenção dos dados armazenados em um banco de dados

1.2. O acesso do usário ao BD é manipulado pelo SGBD. Outra função do SGBD é isolar os usuários de detalhes a nível de hardware.

1.3. O SGBD deve fornecer ao usuário uma "representação conceitual" dos dados, sem fornecer detalhes de como as informações são armazenadas.

1.4. O administrador do BD (DBA) possui controle de diversas funcionalidades do SGBD entre elas estão : *Definição do esquema conceitual *Definição da estrutura de armazenamento e métodos de acesso *Modificação do esquema conceitual, estrutura de armazenamento e métodos de acesso *Concessões de autorização de acesso *Especificação de restrições de integridade *Controle das estratégias de recovery

2. Banco de Dados

2.1. É uma coleção de dados operacionais inter-relacionados. Estes dados são armazenados de forma independente dos programas que os utilizam, servindo assim a múltiplas aplicações de uma organização.

2.2. Vantagens :

2.2.1. *Controle Centralizado *Independência dos dados (Isolamento dos dados dos programas) *Controle de redundância *Garantia de integridade *Privacidade *Evita a inconsistência *Compartilhamento de dados *Facilidade de ciração de novas aplicações *Segurança dos dados *Otimização do espaço de armazenamento

3. Modelo de Dados

3.1. É um conjunto de conceitos para descrever um BD. É um modelo de referência que determina como os dados são organizados logicamente. Também permite uma representação do mundo real a partir de informações. Permite a interação entre analistas e usuários.

4. Linguagens e Interfaces

4.1. Definição de dados e métodos de acesso

4.2. DDL (Data Definition Language) - Linguagem de Definição de Dados : É utilizada para criar e definir as estruturas das tabelas ou esquemas lógicos dos bancos de dados

4.3. DML (Data Manipulation Language) - Linguagem de Manipulação de Dados : Essa linguagem, um pouco diferente da DDL, permite acessar e modificar as estruturas das tabelas ou esquemas lógicas já existentes nos bancos de dados