Psicologia Jurídica

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Psicologia Jurídica por Mind Map: Psicologia Jurídica

1. INTRODUÇÃO: O tema a ser abordado tratará sobre o histórico da psicologia no âmbito jurídico e suas principais áreas de atuação, que se tornou de suma importância para o Direito.

2. HiSTÓRICO DA PSICOLOGIA NA ÁREA JURÍDICA: iniciou na década de 1960, os programas iniciaram na área criminal, a "loucura" passou a ter uma nova visão, a psicologia forense é a melhor forma de diagnósticos, começou a ter participação nos processos judicial, no Direito civil e em outras áreas do direito para resolução e iniciou a atuação no ECA, FASE e FPE.

3. PRINCIPAIS CAMPOS DE ATUAÇÃO: A psicologia passa a ser usada para avaliação podendo sugerir e indicar possibilidades de solução para o litígio judicial.

3.1. DIREITO FAMÍLIA: Direito de família, separação e divórcio, regulamentação de visitas, disputa de guarda e destituição do poder familiar.

3.2. DIREITO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE: Direito da criança e do adolescente, adoção e adolescentes autores de atos infracionais.

3.3. DIREITO CIVIL: Direito civil, dano psíquico, interdição.

3.4. DIREITO DO TRABALHO: Avaliação das condições de trabalho, verificação dos possíveis danos psicológicos por acidentes ou doenças para casos de afastamento ou aposentadoria.

3.5. DIREITO PENAL: Lei de Execução Penal

4. OUTROS CAMPOS DE ATUAÇÃO :

4.1. PSICOLOGIA DO TESTEMUNHO: é solicitado para avaliar a veracidade dos depoimentos de testemunhas e suspeitos.

4.2. VITIMOLOGIA: Serve para a avaliação do comportamento e da personalidade da vítima, onde o psicologo irá traçar o perfil e compreender as reações das vítimas perante infração penal.

4.3. DEPOIMENTO SEM DANO: é usado para proteger psicologicamente crianças e adolescentes vítimas de abusos sexuais e outras infrações penais.

5. CONCLUSÃO: Portanto, o tema abordado é de suma importância por possibilitar o uso da Psicologia no âmbito jurídico para a melhor abordagem e resolução dos conflitos.