ANTI-HIPERTENSIVOS

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
ANTI-HIPERTENSIVOS por Mind Map: ANTI-HIPERTENSIVOS

1. I-ECA

1.1. INIBIDORES DA ENZIMA CONVERSORA DE ANGIOTENSINA

1.2. CAPTOPRIL E MALEATO DE ELANAPRIL

1.3. USOS CLÍNICOS

1.3.1. Mais eficientes quando combinados a diuréticos

1.3.2. 1° escolha

1.3.2.1. Diabetes

1.3.2.2. Dislipidemais

1.3.3. Antiateroscleróticas

1.3.4. Anti-remodelamento cardíaco pós-infarto

1.3.5. Retardo o declínio da fun. renal em pacientes com nefropatia diabetica

1.4. VANTAGENS

1.4.1. Ausência de taquicardia reflexa

1.4.2. Baixa frequência da hipotensão ortostática

1.4.3. Seguras em portadores de cardiopatia isquêmica

1.4.4. Ausência de depressão no SNC

1.4.5. Não agrava :

1.4.5.1. Asma

1.4.5.2. DPOC

1.4.5.3. Gota

1.4.5.4. Os níveis de colesterol ou o diabetes.

1.4.6. Tem efeito aditivo com diuréticos

1.5. DESVANTAGENS

1.5.1. Tosse seca

1.5.2. Angioedema

1.5.3. 2° e 3° mês de gestação

1.5.4. Elevação da ureia e creatina séricas

1.5.5. Interação medicamentosa com poupadores de potássio

2. DIURÉTICOS (Tiazídicos, Diuréticos de alça e Poupadores de potássio)

2.1. EFEITOS COLATERAIS

2.1.1. Cãimbras

2.1.2. Gota

2.1.3. Hiperglicemia

2.1.4. Ototoxidade

2.1.5. Hipopotassemia

2.1.6. Perda de libido

2.1.7. Ginecomastia

2.2. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS

2.2.1. AINES

2.2.2. Insulinas e hipoglicemiantes

2.2.3. Aminoglicosídeos

2.3. CUIDADOS

2.3.1. Evitar nictúria

2.3.2. Adm junto a alimentos

2.4. CONTRA-INDICAÇÕES

2.4.1. Hipertensos diabéticos e gestantes

2.4.2. Dislipidêmicos

3. AGENTES SIMPATICOLÍTICOS

3.1. BLOQUEADORES BETA

3.1.1. Diminui a PA por antagonista B1

3.1.1.1. 1° geração (propranolol, timolol, pindolol)

3.1.1.2. 2° geração (Metoprolol, atenolol)

3.1.1.3. 3° geração (Carvedilol, labetalol)

3.1.2. Pioram o perfil lipídico (menos o de 3 geração)

3.2. BLOQUEADORES ALFA 1 (Prazosina, Terazosina, Doxazosina)

3.2.1. VANTAGENS

3.2.1.1. Efeito positivo nos lipídios do sangue

3.2.1.2. Não aumentam frequência cardíaca

3.2.1.3. Não tem alteração no ácido úrico

3.2.2. EFEITOS ADVERSOS

3.2.2.1. Incontinência urinária em mulheres

3.3. AGONISTA ALFA DE AÇÃO CENTRAL

3.3.1. Clonidina

3.3.1.1. EFEITOS ADVERSOS

3.3.1.1.1. Boca seca

3.3.1.1.2. Vertigem

3.3.2. Metildopa - Fármaco de escolha no caso de mulheres grávidas hipertensas

3.4. AGONISTA DE AÇÃO PERIFÉRICA

4. VASODILATADORES DIRETOS

4.1. Orais

4.1.1. Hidralazina

4.1.2. Minoxidil

4.1.3. Efeitos adversos

4.1.3.1. Taquicardia reflexa

4.1.3.2. Aumento da renina

4.1.3.3. Associar com um betabloqueador e um diurético.

4.2. PARENTERAIS

4.2.1. Nitroprussiato de sódio

4.2.2. Diazóxido

4.2.3. EFEITOS ADVERSOS

4.2.3.1. Intoxicação por cianeto

4.2.3.2. Náuseas

4.2.3.3. Vômitos

4.2.3.4. Espasmo muscular

4.2.3.5. Cefaleia

4.2.3.6. Hipotensão grave

5. BLOQUEADORES DOS RECEPTORES DE ANGIOTENSINA (Losartana, Candesartana, Valsartana)

5.1. MONOTERAPIA

5.2. ASSOCIADOS AO DIU

5.3. VANTAGENS

5.3.1. Não alteram: triglicerídeos, colesterol ou glicose.

5.3.2. Não afetam a bradicinina

5.4. CONTRA INDICAÇÕES E EFEITOS ADVERSOS

5.4.1. Incomuns

5.4.2. Exantema

5.4.3. Durante a gravidez

6. BLOQUEADORES DO CANAL DE CÁLCIO

6.1. Benzodiazepinas (Diltiazem) e Difenilalquilamina (Verapamil)

6.1.1. Menos efeito dilatador

6.1.2. Causam bradicardia

6.1.3. Podem ser antiarrítmicos

6.2. Dihidropiridinas (Anlodipino e Nifedipina)

6.2.1. Efeito dilatador predominante mais frequentemente usados como anti-hipertensivo.

6.3. VANTAGENS

6.3.1. Primeira linha do tratamento de:

6.3.1.1. Idosos

6.3.1.2. Afrodecendentes

6.4. EFEITOS ADVERSOS

6.4.1. Edema

6.4.2. Hipotensão