MODELO DE ADAPTAÇÃO DE CALLISTA ROY

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
MODELO DE ADAPTAÇÃO DE CALLISTA ROY por Mind Map: MODELO DE ADAPTAÇÃO DE CALLISTA ROY

1. Dados Biográficos

1.1. Nasceu em 14/Out./1939 em Los Angeles, Califórnia.

1.2. Pertence a Congregação das Irmãs de San José de Carondelet

2. Elementos do modelo de adaptação

2.1. Paciente

2.1.1. Pessoa que está recebendo cuidados

2.2. Objetivo

2.2.1. Que o paciente se adapte à mudanças

2.3. Saúde

2.3.1. Processo para se tornar uma pessoa integrada e total

2.4. Meio Ambiente

2.4.1. Condições, circunstâncias e influências que cercam e afetam o desenvolvimento e o comportamento da pessoa

2.5. Direção de atividades

2.5.1. A facilitação da adaptação

3. Conceitos Metaparadigmáticos

3.1. Saúde

3.1.1. Processo de ser e se tornar uma pessoa integrada e total

3.2. Cuidado

3.2.1. É uma disciplina focada na prática voltada para as pessoas e suas respostas a estímulos e adaptação ao meio ambiente

3.3. Pessoa

3.3.1. Roy define a pessoa como um ser holístico e adaptável. É um ser biopsicossocial

3.4. Meio ambiente

3.4.1. Todas as condições, circunstâncias e influências que cercam e afetam o desenvolvimento e o comportamento de pessoas e grupos

4. Seis passos

4.1. Avaliar o comportamento do paciente

4.2. Fatores que influenciam o valor

4.3. Identifique os problemas

4.4. Defina os objetivos

4.5. Selecione as intervenções

4.6. Avalie os resultados

5. Relações de aplicação da teoria

5.1. Enfermeira-Paciente

5.1.1. Roy enfatiza que em sua intervenção, o enfermeiro deve sempre estar ciente da responsabilidade ativa do paciente em participar de seus próprios cuidados, quando este é capaz de fazê-lo

5.2. Paciente-Enfermeira

5.2.1. Para Roy, o paciente é um sistema aberto e adaptável

5.3. Família-Enfermeira

5.3.1. Roy em seu modelo, argumenta que a família também é receptora de cuidados, que também possui comportamentos adaptativos

6. Métodos de adaptação da pessoa

6.1. As necessidades fisiológicas básicas

6.1.1. Referindo-se a circulação, temperatura corporal, oxigênio, fluídos orgânicos, sono, atividade, alimentação e eliminação

6.2. A auto-imagem

6.2.1. O ego do homem também deve responder às mudanças no ambiente

6.3. O domínio de uma função ou papel

6.3.1. Cada pessoa desempenha um papel diferente na sociedade, de acordo com sua situação: mãe, filho, pai, doente, aposentado

6.4. Interdependência

6.4.1. A auto-imagem e o domínio do papel social de cada indivíduo interagem com as pessoas ao seu redor, exercendo e recebendo influências

7. Conclusão

7.1. Respostas de adaptação eficazes promovem a integridade e permitem que a pessoa se adapte ao meio ambiente