Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Adm por Mind Map: Adm

1. Teoria Geral

1.1. 1 .Teoria geral adm

1.1.1. Princípios Filosóficos

1.1.2. Influência da igreja católica

1.1.3. Influencia da organização militar

1.1.4. Influência da revolução industrial

1.1.5. Influencia do liberalismo econômico

1.1.6. Introdução a teoria geral da adm

1.1.6.1. Desafios da adm nas próximas décadas

1.1.6.2. Habilidade do administrador

1.1.6.2.1. Habilidade conceitual

1.1.6.2.2. Habilidade técnica

1.1.6.2.3. Habilidade humama

1.1.6.3. Competência duráveis do administrador

1.1.6.3.1. Conhecimentos

1.1.6.3.2. Perpectiva

1.1.6.3.3. Julgamento

1.1.6.3.4. Atitude

1.1.6.4. Estrutura funcional

1.1.6.5. Papéis do administrador

1.1.6.5.1. Interpessoais

1.1.6.5.2. Informacionais

1.1.6.5.3. Decisório

1.1.6.6. Variável básica do administrador

1.1.6.6.1. Competitividade

1.1.6.6.2. Estrutura

1.1.6.6.3. Tecnologia

1.1.6.6.4. Tarefa

1.1.6.6.5. Ambiente

1.1.6.6.6. Pessoas

1.1.6.7. Perpectiva futuras

1.1.6.8. Fatores que impactam organização

1.2. 2. O pensamento clássico

1.2.1. Obra de taylor

1.2.1.1. 1' período de taylor

1.2.1.2. 2' período de taylor

1.2.1.2.1. Vadiagem

1.2.1.2.2. Desconhecimento

1.2.1.2.3. Falta uniformidade

1.3. 3. Teoria

1.3.1. 3. Teoria Adm Científica (TAYLOR)

1.3.1.1. Caracteristicas

1.3.1.1.1. Enfase em tarefas

1.3.1.1.2. Abordagem Normativa e Prescritiva

1.3.1.1.3. Homo Economicus

1.3.1.2. ORT - Organ Racional do Trabalho

1.3.1.2.1. Empírico pelo "cientifico

1.3.1.2.2. Foco em tempo e moviemnto (Fadiga)

1.3.1.3. Tempo o Movimento

1.3.1.4. Estudo da Fadiga

1.3.1.5. Desenho de Cargo e Tarefa

1.3.1.6. Princípios

1.3.1.6.1. Princípios de Taylor

1.3.1.6.2. Princípios de Ford

1.3.1.7. Criticas a adm Científica

1.3.1.7.1. Mecanismo"teoria da maquina"

1.3.1.7.2. Superespecialização do operário

1.3.1.7.3. Visão microscópica

1.3.1.7.4. Ausência de comprovação ciêntifica

1.3.1.7.5. Abordagem Incompleta (somente Formal)

1.3.2. 4.Teoria Clássica da Adm (FAYOL)

1.3.2.1. Caracteristicas (FAYOL)

1.3.2.1.1. Enfase na estrutura

1.3.2.1.2. homo Economicus

1.3.2.1.3. Funções básicas da empresa

1.3.2.1.4. Funções do adm (Fayol)

1.3.2.1.5. Princípios gerais do administrador (Fayol) 14 PG's

1.3.2.1.6. Divisão do Trabalho

1.3.2.1.7. Divisão do Trabalho por Direção

1.3.2.1.8. Coordenação

1.3.2.1.9. Linha Staff

1.3.2.2. Organização Linear (Vertical)

1.3.2.2.1. Unidade de Comando

1.3.2.2.2. Unidade de Direção

1.3.2.2.3. Centralização da autoridade

1.3.2.2.4. Cadeia escalar

1.3.2.3. Quatro Princípios (URWICK)

1.3.2.3.1. D - Definição

1.3.2.3.2. E - Especialização

1.3.2.3.3. A - Autoridade

1.3.2.3.4. A - Amplitude de Controle

1.3.2.4. Elementos de adm (URWICK)

1.3.2.4.1. P - Prever

1.3.2.4.2. O - Organizar

1.3.2.4.3. C - Comandar

1.3.2.4.4. C - Cordenar

1.3.2.4.5. C - Controlar

1.3.2.4.6. ** I - Investigação

1.3.2.4.7. ** P - Planejamento

1.3.2.5. Elementos de adm (Luther GULICK)

1.3.2.5.1. C - Coordenação

1.3.2.5.2. O - Organização

1.3.2.5.3. P - Planejamento

1.3.2.5.4. I - Informação

1.3.2.5.5. A - Assessoria

1.3.2.5.6. D - Direção

1.3.2.5.7. O - Orçamento

1.3.2.6. Teoria de (GRAICUNAS)

1.3.2.6.1. Princípio do alcance controle

1.3.2.7. Conceito de Organização

1.3.2.8. Críticas a Teoria Clássica

1.3.2.8.1. Abordagem simplificada

1.3.2.8.2. Somente organização Formal

1.3.3. 5. Teoria Relações Humanas - TRH (MAYO)

1.3.3.1. Origem desenvolvida (Elton MAYO)

1.3.3.2. Pesquisa Howtorn - Iluminação

1.3.3.3. Funções Básicas da organização industrial

1.3.3.3.1. Função Economica (Externa)

1.3.3.3.2. Função Social (Interna)

1.3.3.4. Homem Social

1.3.3.5. Teoria de Campo (Kurt LEWIN)

1.3.3.5.1. Explica o corpo humano

1.3.3.6. Necessidade Básica Humanas (Kurt LEWIN)

1.3.3.6.1. F - Fisiológicas

1.3.3.6.2. P - Psicológicas

1.3.3.6.3. A - Auto-realização

1.3.3.7. Ciclo Motivacional

1.3.3.7.1. E - Equilíbrio

1.3.3.7.2. E - Estímulo

1.3.3.7.3. N - Necessidade

1.3.3.7.4. T - Tensão

1.3.3.7.5. C - Comportamento/Ação

1.3.3.7.6. S - Satisfação

1.3.3.8. Conceito de Moral vs Clima

1.3.3.9. (Mary Parker FOLLET)

1.3.3.9.1. Lei da situação

1.3.3.9.2. Princípios Organizacionais

1.3.3.10. Liderança

1.3.3.10.1. Conceito de liderança

1.3.3.10.2. Teoria sobre Liderança

1.3.3.10.3. teoria do Grande Homem (CALYLE)

1.3.3.10.4. Estilos de Liderança ( White e Lippitt)

1.3.3.10.5. Teoria Situacional de Liderança

1.3.3.11. Comunicação

1.3.3.11.1. Redes de Comunicação

1.3.3.12. Percepção Social

1.3.3.12.1. A - Aspectos (Percebedor)

1.3.3.12.2. E - Elementos (Esterótipo)

1.3.3.12.3. T - Tipo de Barreira (Física)

1.3.3.13. Organização Informal

1.3.3.14. Caracteristicas do Grupo

1.3.3.14.1. F - Finalidade

1.3.3.14.2. E - Estrutura

1.3.3.14.3. O - Organização dinamica

1.3.3.14.4. C - Coesão Interna

1.3.4. 6. Teoria Neoclássica

1.3.4.1. Caracteristicas

1.3.4.1.1. Enfase no PGA

1.3.4.1.2. Normativa e Prescritiva

1.3.4.2. Homem Organizacional

1.3.4.3. Princípios Fundamentais da Organização Formal

1.3.4.3.1. D - Divisão do Trabalho

1.3.4.3.2. E - Especialização

1.3.4.3.3. H - Hierarquia (Princípio Escalar)

1.3.4.3.4. A - Amplitude Administrativa

1.3.4.4. Centralização

1.3.4.4.1. Concentra autoridade

1.3.4.5. Descentralização

1.3.4.5.1. Natureza Estratégica

1.3.4.5.2. Natureza Comportamental

1.3.4.5.3. Natureza Estrutural

1.3.4.6. Delegação

1.3.4.6.1. Formal

1.3.4.7. Descentralização

1.3.4.7.1. Empowerment

1.3.4.8. Funções do adm

1.3.4.8.1. Ciclo de adm

1.3.4.9. Abrangência de Planejamento

1.3.4.9.1. Estratégico

1.3.4.9.2. Tático

1.3.4.9.3. Operacional

1.3.4.10. Tipos de Plano

1.3.4.10.1. P - Procedimentos - Relacionado a Método

1.3.4.10.2. O - Orçamento - Relacionado a Dinheiro

1.3.4.10.3. P - Programas - Relacionado a Tempo

1.3.4.10.4. N - Normas - Relacionado a Comportamento

1.3.4.11. Ciclo PDCA

1.3.4.11.1. P - Plan

1.3.4.11.2. D - Do

1.3.4.11.3. C - Check

1.3.4.11.4. A - Action

1.3.4.12. Autoridade

1.3.4.12.1. Inerente ao Papel

1.3.4.13. Fases do Controle

1.3.4.13.1. Estabelecimento de Padrões

1.3.4.13.2. Observação do Desempenho

1.3.4.13.3. Comparação do Desempenho

1.3.4.13.4. Ação necessária

1.3.4.14. Organização Formal

1.3.4.14.1. Racionalismo, Norma

1.3.4.15. Estruturas Tradicionais

1.3.4.15.1. Organização Funcional (TAYLOR)

1.3.4.15.2. Organização Linear (FAYOL)

1.3.4.15.3. Organização Linha STAFF

1.3.4.16. Comissão/Estrutura Colegiada

1.3.4.17. Especialização V/H

1.3.4.17.1. Vertical

1.3.4.17.2. Horizontal

1.3.4.18. Princípio Homogeniedade

1.3.4.19. Departamentalização

1.3.4.19.1. Princípios

1.3.4.19.2. Tipos

1.3.4.20. Origem (Ludwing Von BERTALANFLY)

1.3.5. 7. Adm por Objetivos - APO

1.3.5.1. Caracteristicas

1.3.5.1.1. Estabelecer Objetivo

1.3.5.1.2. Continua Avaliação e Revisão de plano

1.3.5.1.3. Enfase na Mensuração e Controle

1.3.5.2. Ciclo APO (John HUMBLE)

1.3.5.2.1. Lado Direito

1.3.5.2.2. Lado Esquerdo

1.3.5.3. Crítica a APO

1.3.5.3.1. Exige demaziadamente

1.3.5.3.2. Levinson não alisa a motivação

1.3.6. 8. Teoria da Burocracia (Max WEBER)

1.3.6.1. Tipos de Sociedade

1.3.6.1.1. T - Tradicional

1.3.6.1.2. C - Carismática

1.3.6.1.3. L - Legal / Racional

1.3.6.2. Fatores de Desenvolvimento

1.3.6.2.1. Economico Monetário

1.3.6.2.2. Tarefa administrativa

1.3.6.2.3. Eficiência

1.3.6.3. Caracteristicas de (Max Weber)

1.3.6.3.1. Normas e Regulamentos

1.3.6.3.2. Formal nas Comunicações

1.3.6.4. Homem Organizacional

1.3.6.5. Racionalidade

1.3.6.6. Dilema da Burocracia

1.3.6.6.1. Forças Exterior

1.3.6.6.2. Forças Interior

1.3.6.7. (MERTON)

1.3.6.7.1. Burocracia é prever comportamento

1.3.6.8. SELZNIC

1.3.6.8.1. Burocracia é Ideologia e Cooptação

1.3.6.9. GOUDNER

1.3.6.9.1. Burocracia é exigir Controle, possui mais e menos burocracia.

1.3.6.10. HALL

1.3.6.10.1. Dimensões da Burocracia

1.3.6.11. Teoria da Maquina

1.3.6.12. Estudo da Hierarquia

1.3.7. 9. Teoria Estruturalista

1.3.7.1. Origem de Oposição ao TRH

1.3.7.2. Frase - " O todo organizacional é maior que a soma das partes"

1.3.7.3. Desenvolvimento

1.3.7.3.1. Etapa da Natureza

1.3.7.3.2. Etapa do Trabalho

1.3.7.3.3. Etapa de Capital

1.3.7.3.4. Etapa da Organização

1.3.7.4. Homem Organizacional

1.3.7.5. Conceito de Papel

1.3.7.6. Níveis de Organização (PARSENS)

1.3.7.6.1. Três Níveis

1.3.7.7. Teoria Estruturalista (ETZIONE)

1.3.7.7.1. Meios de Controle

1.3.7.7.2. Tipos de Interesse

1.3.7.7.3. Tipologias

1.3.7.7.4. Modelo de Organização

1.3.7.8. Estruturalismo (Blau e Scott)

1.3.7.8.1. Tipologia das organizações "Beneficio Principal

1.3.7.8.2. Estratégias conforme o Ambiente

1.3.7.8.3. Dilema

1.3.7.9. Mecanismo de Defesa

1.3.7.9.1. Manipulação de informação

1.3.7.9.2. Comportamento Dramarturgico

1.3.7.9.3. Ideologia Adm

1.3.7.9.4. Buropatia

1.3.7.10. Praticas Religiosas

1.3.7.11. Críticas à Teoria Estruturalita

1.3.8. 10. Teoria Comportamental

1.3.8.1. Origem é Desdobramento da TRH

1.3.8.2. Necessidade de (MASLOW)

1.3.8.2.1. Realização Pessoal / Ex: Sonho

1.3.8.2.2. Estima / Ex: Confiança

1.3.8.2.3. Relacionamento / Ex: Amizade

1.3.8.2.4. Segurança / Ex: Segurança do Corpo

1.3.8.2.5. Fisiológica / Ex: Respiração

1.3.8.3. Teoria de (Freederick HERZBERG)

1.3.8.3.1. Teoria do 'Dois Fatores'

1.3.8.3.2. Enriquecimento de Cargo

1.3.8.4. Teoria X, Y, Z

1.3.8.4.1. Teoria X

1.3.8.4.2. Teoria Y

1.3.8.4.3. Teoria Z

1.3.8.5. Sistema Adm (R. LIKERT)

1.3.8.5.1. A - Autoritário Coercitivo

1.3.8.5.2. A - Autoritário Benevolente

1.3.8.5.3. C - Consultivo

1.3.8.5.4. P - Participativo

1.3.8.6. Processos na Liderança (J. Kotter)

1.3.8.6.1. Estabelecer uma Decisão

1.3.8.6.2. Alinhar as Pessoas

1.3.8.6.3. Motivar e Inspirar

1.3.8.7. Competências Vitais da Liderança (W. BENNIS)

1.3.8.7.1. Gerência de Atenção

1.3.8.7.2. Gerência de Significado

1.3.8.7.3. Gerência de Confiança

1.3.8.7.4. Gerência de Sí Próprio

1.3.8.8. Organização como Sistema Social Cooperativo (Chester BARNAD)

1.3.8.8.1. I - Interação entre duas ou mais pessoas

1.3.8.8.2. D - Desejo e disposição de Cooperar

1.3.8.8.3. F - Finalidade de alcançar Objetivo Comuns

1.3.8.9. Teoria das Decisões (Herbert SIMON)

1.3.8.9.1. Conceito / Alternativa / Situação / Estratégia

1.3.8.9.2. Elementos da Decisão

1.3.8.9.3. Etapa do Processo Decisorial

1.3.8.9.4. Influencia e Característica do Tomador de Decisão

1.3.8.10. Homem Administrativo

1.3.8.11. Teoria da Aceitação de Autoridade (Chest BARNARD)

1.3.8.12. Relação Objetivo Organizacional VS Objetivo Pessoal

1.3.8.13. Caracteristicas da Negociação

1.3.8.14. Realidade da Negociação

1.3.8.14.1. P - Pessoas

1.3.8.14.2. P - Problemas

1.3.8.14.3. P - Propostas

1.3.8.15. Novas Preposições sobre Liderança

1.3.8.15.1. T - Tradicional

1.3.8.15.2. T - Transformacional

1.3.8.15.3. C - Carismática

1.3.8.15.4. V - Visionária

1.3.8.16. Teoria do equilíbrio Organizacional

1.3.8.17. Postulados Básicos da Teoria do Equilíbrio

1.3.8.18. Tipos de Participantes

1.3.8.18.1. E - Empregado

1.3.8.18.2. I - Investidor

1.3.8.18.3. F - Fornecedor

1.3.8.18.4. C - Cliente

1.3.8.19. Tipos de Decisão (TOMPSON)

1.3.8.19.1. C - Computação

1.3.8.19.2. J - Julgamento

1.3.8.19.3. I - Inspiração

1.3.8.19.4. C - Compromisso

1.3.8.20. Modelo da Racionalidade Limitada ou Modelo de CARNEGIE

1.3.8.20.1. Não contempla todas as Variáveis do Ambiente

1.3.8.21. Liderança (KANAANE)

1.3.8.21.1. Variaveis da Liderança

1.3.8.21.2. Abordagens em Liderança

1.3.8.21.3. Tipos de Líderes (ROBINS)

1.3.9. 11. Desenvolvimento Organizacional - DO

1.3.9.1. Origens / Desdobramento da teoria Comportamental

1.3.9.2. Conceito de DO / Aumentar a Eficiência/Eficácia

1.3.9.3. Pressuposto Básico de DO / Adaptação

1.3.9.4. Modelo de DO Baseado

1.3.9.4.1. Meio Ambiente

1.3.9.4.2. Organização

1.3.9.4.3. Grupo Social

1.3.9.4.4. Individuo

1.3.9.5. Fases da existencia de uma Organização

1.3.9.5.1. 1º Fase - Pioneira

1.3.9.5.2. 2º Fase - Expansão

1.3.9.5.3. 3º Fase - Regulamentação

1.3.9.5.4. 4º Fase - Burocratização

1.3.9.5.5. 5º Fase - Reflexibilização

1.3.9.6. Conceito

1.3.9.6.1. Organização

1.3.9.6.2. Cultura

1.3.9.6.3. Clima

1.3.9.6.4. Iceberg da Cultura Organizacional

1.3.9.6.5. Níves da Cultura Organizacional

1.3.9.6.6. Multiculturalismo

1.3.9.6.7. Diversidade Cultural

1.3.9.7. Mudança de DO

1.3.9.8. Desenvolvimento de DO

1.3.9.9. Estratégias de Mudança para DO

1.3.9.9.1. E - Evolucionária (Lenta e gradual)

1.3.9.9.2. R - Revolucionária (Rápida e brutal)

1.3.9.9.3. D - Desenvolvimento sistemático (Apoio)

1.3.9.10. Participação e Comprometimento com DO

1.3.9.11. Organização como Sistema Aberto

1.3.9.12. Aplicações de DO

1.3.9.13. Fases que compõem o processo de DO

1.3.9.13.1. C- Colheita de dados em DO

1.3.9.13.2. D - Diagnóstico Organizacional em DO

1.3.9.13.3. A - Ação de Intervenção em DO

1.3.9.14. Papeis do Consultor em DO

1.3.9.15. Modelo Implementação de DO

1.3.9.15.1. Desenvolvimento com Alteração

1.3.9.16. Técnica de Desenvolvimento Organizacional DO

1.3.9.17. Modelo de DO Relacionado Exclusicamente

1.3.9.18. Modelo de DO (Blacke e Moutan)

1.3.9.18.1. Grade Gerencial

1.3.9.18.2. Fases de DO

1.3.9.19. Modelo de DO (Lewrence LORSCH)

1.3.9.19.1. Diferenciação

1.3.9.19.2. Integração

1.3.9.19.3. Defrontamentos

1.3.9.19.4. Fases do Processo de Do

1.3.9.20. Modelo de DO (REDDIN)

1.3.9.20.1. Teoria 3D

1.3.9.20.2. Habilidade Gerencial Básica

1.3.10. 12 . Abordagem Sistêmica

1.3.10.1. Influencias

1.3.10.1.1. Antes XXI

1.3.10.1.2. Após XXI

1.3.10.2. Teoria Cibernética

1.3.10.2.1. Ciência da Comunicação

1.3.10.2.2. Campo de estudo / Sistemas

1.3.10.2.3. Homeostasia / Homeostase

1.3.10.2.4. Adaptabilidade

1.3.10.3. Propriedade dos Sistemas Cibernéticos

1.3.10.4. Conceito de Hierarquia dos Sistemas

1.3.10.5. Conceito de Modelo

1.3.10.6. Modelo de Sistemas

1.3.10.6.1. Isomorfismo / Semelhança de Forma

1.3.10.6.2. Homomorfismo Proporcionalidade de Forma

1.3.10.7. Componentes de um Sistema de Comunicação

1.3.10.7.1. Fonte

1.3.10.7.2. Transmissor

1.3.10.7.3. Canal

1.3.10.7.4. Receptor

1.3.10.7.5. Destino

1.3.10.7.6. Ruído

1.3.10.8. Entropia

1.3.10.8.1. Tendencia de Perda

1.3.10.9. Negentropia

1.3.10.9.1. Negação da Entropia

1.3.10.10. Sintropia

1.3.10.10.1. Reaproveitar sua Energia

1.3.10.11. Ruído e Redundância

1.3.10.12. Conceito de Sinergia

1.3.10.13. Teoria da Informática

1.3.10.13.1. Homem Digital

1.3.10.14. Automação

1.3.10.15. Teoria da Matemática (KROONTZ)

1.3.10.15.1. Origem / Causas

1.3.10.15.2. Processo Decisorial

1.3.10.15.3. Dimensões de uma Boa Decisão

1.3.10.15.4. Problemas Estruturados

1.3.10.15.5. Problema não Estruturado

1.3.10.16. Pesquisa Operacional (PO)

1.3.10.16.1. Caracteristicas de PO

1.3.10.16.2. Seis Fases Utilizadas

1.3.10.16.3. Compor Aplicação de PO

1.3.10.16.4. Principais Técnicas de PO

1.3.10.17. Six - Sigma

1.3.10.17.1. Eficiencia em Dimensões

1.3.10.17.2. Redução de Desperdício

1.3.10.17.3. Redução de Defeito

1.3.10.17.4. Envolvimento de Pessoas

1.3.10.18. BSC - Balanced Scorecard

1.3.10.18.1. Perspectivas

1.3.10.18.2. Princípios

1.3.10.19. Movimento da Qualidade

1.3.10.20. Premio Deming da Qualidade

1.3.10.21. Premio Nacional da Qualidade (PNQ)

1.3.10.21.1. Onze fundamentos da Excelência

1.3.10.21.2. Oito Critérios de MEG da FNQ

1.3.11. 13. Teoria Geral dos Sistemas (TGS)

1.3.11.1. Caracteristicas

1.3.11.1.1. Descritiva e Explicativa

1.3.11.2. Origem Unidicadora

1.3.11.3. Conceito de Sistemas

1.3.11.3.1. Abordagem Holística

1.3.11.3.2. Psicologia da forma ou da Gestald

1.3.11.3.3. Sistema, Subsistema e Suprasistema

1.3.11.3.4. Caracteristica Básica dos Sistemas

1.3.11.4. Tipos de Sistema

1.3.11.4.1. Quanto a Constituição

1.3.11.4.2. Quanto a Natureza

1.3.11.5. Parâmetro de Funcionamento dos Sistemas

1.3.11.6. Sistema Aberto

1.3.11.7. Sistema Homeostase

1.3.11.7.1. Estado Firme Equilibrio

1.3.11.8. Fronteiras ou Limites

1.3.11.9. Morfogênese (Modificar a sí próprio)

1.3.11.10. Resiliência (Superar distúrbio)

1.3.11.11. Organização como Classe de Sistemas Sociais

1.3.11.12. Cultura

1.3.11.13. Clima

1.3.11.14. Sistemas Sociais (Katz e Klin)

1.3.11.15. Função

1.3.11.16. Norma

1.3.11.17. Valores

1.3.11.18. Papel

1.3.11.19. Modelo SocioTécnico (TAVISTOCK)

1.3.11.19.1. Subsistema Técnico

1.3.11.19.2. Subsistema Social

1.3.11.20. Crítica à Teoria de Sistemas

1.3.11.21. Homem funcional

1.3.12. 14. Teoria Contingencial

1.3.12.1. (David R. HEMPTON)

1.3.12.1.1. Conceito de Contindencia (Eventual)

1.3.12.2. Homem Complexo

1.3.12.2.1. Somatória dos Homens Anteriores

1.3.12.3. Pesquisa de (CHANDLER)

1.3.12.3.1. Estratégia e Estrutura

1.3.12.4. Imperativo Tecnologico

1.3.12.4.1. Influência da Tecnologia sobre desenho Organizacional

1.3.12.5. Ambiente

1.3.12.5.1. Mapeamento Ambiental

1.3.12.5.2. Seleção Ambiental

1.3.12.6. Conceito de Consonância e Dissonância

1.3.12.7. Ambiente

1.3.12.7.1. Geral

1.3.12.7.2. Tarefa

1.3.12.7.3. Operacional

1.3.12.8. Tipologia de Ambiente

1.3.12.9. Conceito de Tecnologia

1.3.12.10. Tipologia de Thompson

1.3.12.10.1. Elos em Sequência

1.3.12.10.2. Tecnologia Mediadora

1.3.12.10.3. Tecnologia Intensiva

1.3.12.10.4. Tecnologia Flexível

1.3.12.10.5. Tecnologia Fixa

1.3.12.11. Impacto da Tecnologia

1.3.12.12. Novos Desenhos Organizacionais

1.3.12.12.1. Adocracia

1.3.12.12.2. Estrutura Matricial

1.3.12.12.3. Organização por Equipe

1.3.12.12.4. Abordagens em Redes

1.3.12.13. Motivação

1.3.12.13.1. VICTOR VROOM

1.3.12.13.2. LAWLER 3

1.3.12.13.3. Clima Organizacional

1.3.12.13.4. Liderança

1.3.12.13.5. Modelo de (FIEDLER)

1.3.12.13.6. Teoria Motivacional

1.3.12.13.7. Comportamento

1.3.12.13.8. Fatores que Influencian a Motivação

1.3.12.14. Estratégia Organizacional

1.3.12.14.1. Escola Ambiental

1.3.12.14.2. Escola do Design

1.3.12.14.3. Matriz Swot

1.3.12.14.4. Matriz BCG

1.3.12.14.5. Escola do Posicionamento

1.3.12.15. Aspectos Críticos

1.3.12.15.1. Relativismo em Adm

1.3.12.15.2. Bipolaridade Contínua

1.3.12.15.3. Ênfase no Ambiente

1.3.12.15.4. Ênfase na Tecnologia

1.3.12.15.5. Compatibilidade entre Abordagens de Sistema Fechado e Aberto

1.3.13. 15. Novas Abordagem da Adm

1.3.13.1. Melhoria Contínua

1.3.13.1.1. Circulos de Qualidade

1.3.13.1.2. Kaizen

1.3.13.2. Qualidade Total

1.3.13.3. TQM

1.3.13.3.1. Dowsinzing

1.3.13.3.2. Outsourcing

1.3.13.3.3. Redução do Tempo de Ciclo de Produção

1.3.13.4. Reengenharia

1.3.13.5. Benchmarking

1.3.13.6. Equipe de Alto Desempenho (STAD)

1.3.13.7. Gestão de Projetos

1.3.13.8. Organizações de Aprendizagem

1.3.13.8.1. Organizaçães que aprendem (ARGYRIS)

1.3.13.8.2. Cinco Disciplina (Peter SENGE)

1.3.13.8.3. Três Tipos de Líder (Peter SENGE)

1.3.13.8.4. Modelo Pós-Industrial

1.3.13.9. Estratégia Organizacional

1.3.13.9.1. Escola

1.3.13.10. Apreciação Crítico

1.3.13.10.1. Os Novos Parâmetros da Adm

1.3.13.10.2. Conceito de Auto-Organização

1.3.13.11. As Concepções do Homem nas Teorias

1.3.13.11.1. Adm Científica

1.3.13.11.2. Teoria TRH

1.3.13.11.3. Teoria Clássica

1.3.13.11.4. Teoria Estruturalista

1.3.13.11.5. Teoria Comportamental

1.3.13.11.6. Informática

1.3.13.12. Instrumentalidade

1.3.13.13. Desafios da era da Informação Difenciação

1.3.13.14. Inovação a mudança

1.3.13.14.1. Teoria do Ciclo Econômico da Inovação

1.3.13.14.2. Três Tipos de Inovação

1.3.13.15. Gestão do Conhecimento

1.3.13.16. Capital Intelectual "Conhecimento"

1.3.13.16.1. Três Aspectos Intangíveis que compõem Capital Intelectual

1.3.13.17. Sustentabilidade

1.3.13.17.1. Econômica

1.3.13.17.2. Social

1.3.13.17.3. Ambiental

1.3.13.18. Governança Corporativa (GC)

1.3.13.18.1. Governalidade

1.3.13.18.2. Governança

1.3.13.18.3. Negócio

1.3.13.19. Modelo de Governança Corporativa e Interesse

1.3.13.19.1. Shareholder (Acionista)

1.3.14. 16 .Ética e Responsabilidade Social

1.3.14.1. Ética

1.3.14.1.1. Conjunto de Valores

1.3.14.2. Ética como Ciencia

1.3.14.2.1. Estudo do Comportamento

1.3.14.3. Conceito de Moral

1.3.14.3.1. É Comportamento "Costume"

1.3.14.4. Comportamento Moral como Função Social

1.3.14.5. Conceito de Valores

1.3.14.6. Diferenças entre Moral e Ética

1.3.14.6.1. Ética

1.3.14.6.2. Caráter

1.3.14.6.3. Princípio

1.3.14.6.4. Teoria

1.3.14.7. Ética e Outras Cinências

1.3.14.7.1. Agente Morais

1.3.14.8. Três Direções Fundamentais da Hitória

1.3.14.8.1. Deus como Fonte de Moral

1.3.14.9. Decreto Nº 1171 /94

1.3.14.9.1. SeçãoII

1.3.14.9.2. Seção III

1.3.14.9.3. Capitulo II

1.3.14.10. Responsabilidade Social

1.3.14.10.1. Obrigações de uma Organização

1.3.14.10.2. Cinco Proposições do Modelo

1.3.14.10.3. Duas Abordagens quanto a Responsabilidade

1.3.14.10.4. Três Graus de envolvimento Organizacional com Responsabilidade Social

2. DAFT - Novas Abordagens

3. Maximiano - Introdução à Adm

4. Gestão de Pessoas

5. GC - Gestão do Conhecimento

5.1. GC - Gestão do Conhecimento (Falconi)

5.1.1. Desenvolver Conhecimento

5.1.1.1. Plano de ação para Gestão do conhecimento

5.1.1.2. Planejamento e a GC

5.1.1.3. Outras fontes de conhecimento nas Organizações

5.1.1.4. Conceito de Alvo

5.1.1.5. Determinação do Alvo

5.1.1.6. Conceito de Análise e Sintese

5.1.1.6.1. Análise

5.1.1.6.2. Tomada De Decisão

5.1.1.7. Conceito de Modelos

5.1.1.8. Compreensão de Sistemas Complexos

5.1.1.9. A Informação e sua importancia para tomada de decisão

5.1.2. Fatores básicos para acumulação de conhecimento nas Organizações

5.1.2.1. Cinco passos do método gerenciamento do aprendizado em organização de aprendizagem

5.1.2.1.1. M - Metas Bem Estabelecidadas

5.1.2.1.2. P - Práticas de Análise e Sintese

5.1.2.1.3. E - Execução (Roadmap)

5.1.2.1.4. A - Acompanhamento (Followup)

5.1.2.1.5. D - Difusão das novas práticas por meio da padronização

5.1.2.2. Quatro Pontos do Modelo Para Aquisição

5.1.2.2.1. Criação do Conhecimento

5.1.2.2.2. Aprendizagem

5.1.2.2.3. Conhecimento Copiado

5.1.2.2.4. Difusão do Conhecimento

5.1.2.3. Gestão do Conhecimento e o alcance de Resultados

5.1.2.4. Forma de aquisição de Conhecimento nas Organizações

5.1.2.5. Dois Tipos de GC

5.1.2.5.1. Codificação

5.1.2.5.2. Personificação

5.2. Adm Geral e Pública (Chiavenato)

5.2.1. Conceito de Conhecimento

5.2.2. Gestão do Conhecimento

5.2.3. Capital Intelectual

5.2.4. Três Aspectos Intangíveis que compoem o Capital Intelectual

5.2.4.1. Nossos Clientes

5.2.4.2. Nossas Organizações

5.2.4.3. Nossas Pessoas

5.3. Gestão do Conhecimento (Daft)

5.3.1. Duas Abordagem de conhecimento existente

5.3.1.1. Conhecimento Explícito

5.3.1.2. Conhecimento Tácito

5.3.2. Três Forças que levam ao interesse.

5.3.2.1. Rápido avanço Tecnológico

5.3.2.2. Capital Intelectual

5.3.2.3. Organização de Aprendizagem

5.3.3. Mecanismos para Adm_do_Conhecimento Explícito