Reações inorgânicas

Luana Martins 20 Luana Chagas 19

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Reações inorgânicas por Mind Map: Reações inorgânicas

1. Reação química

1.1. É um acontecimento que uma ou mais substâncias se transformam em uma ou mais novas substâncias.

2. Equação química

2.1. É a representação gráfica de uma reação química.

3. Reação de decomposição ou análise

3.1. Uma reação que tiver um só reagente e dois ou mais produtos. Exemplo: (NH4)2Cr2O7 (s) --> N2 (g) + Cr2O3 (s) + 4 H2O (g)

4. Reação de dupla troca

4.1. Há dois reagentes e dois produtos, todos substâncias inorgânicas compostas, e ocorre uma espécie de "troca". Exemplo: Pb (NO3)2 (aq) + 2 Kl (aq) --> 2 KNO3 (aq) + Pbl2 (s)

5. Reações de deslocamento envolvendo metais

5.1. Reatividade de um metal é a capacidade que ele possui para deslocar o outro em uma reação de deslocamento

5.1.1. A condição para que ocorra uma reação de deslocamento é que seja obedecida a fila de reatividade

5.2. Fila de reatividade dos metais: Li>K>Ca>Na>Mg>Al>Zn>Cr>Fe>Ni>Sn>Pb>H>Cu>Hg>Ag>Pt>Au

5.3. Nobreza é a característica de um metal não apresentar tendência a tomar parte em reações de deslocamento (oposto de reatividade).

6. Quatro tipos importante de reação

7. Reação de deslocamento ou simples troca

7.1. Há dois reagentes e dois produtos. Entre os dois reagentes, um é substância inorgânica simples e o outro é uma substância inorgânica composta; com os produtos acontece o mesmo. Exemplo: Zn (s) + 2 HCl (aq) --> H2 (g) + ZnCl2 (aq)

8. Reação de adição ou síntese

8.1. Uma reação que apresenta dois ou mais reagentes e apenas um produto. Exemplo: 2 Mg (s) + O2 (g) --> 2 MgO (s)

9. Reação de deslocamento envolvendo ametais

9.1. Fila de reatividade dos ametais: F>O>Cl>Br>I>S

10. Reações de dupla troca

10.1. Características típicas: -reagentes solúveis formando ao menos um produto insolúvel; -reagentes não voláteis formando ao menos um produto volátil; -reagentes muito dissociados/ionizados formando ao menos um produto pouco dissociado/ionizado

10.1.1. Uma reação de dupla troca pode acontecer desde que tenhamos reagentes solúveis e ao menos um produto insolúvel, que será o precipitado

10.2. Reações de dupla troca com precipitação

10.2.1. Exemplo: AgNO3 + NaCl --> NaNo3 + AgCl AgCl é o corpo de fundo

10.2.2. Exemplo: KNO3 + NaCl --> NaNO3 + KCL Essa reação não ocorre, pois NaNO3 e KCl são solúveis

10.3. Reação de dupla troca com formação de substância volátil

10.3.1. Uma reação de dupla troca pode acontecer mesmo sem haver precipitação, basta que tenhamos reagentes não voláteis e ao menos um produto volátil

10.3.2. Exemplo: H2SO4 + Na2CO3 --> Na2SO4 (aq) + H2O (l) + CO2 (g) O CO2 é um produto volátil, isto é, que sai do sistema no estado gasoso

10.3.3. Substâncias voláteis importantes: CO2 (g); SO2 (g); NH3 (g)

10.4. Reação de dupla troca com formação de produto menos dissociado (ou ionizado)

10.4.1. Uma reação de dupla troca também pode ocorrer se entre os produtos figurar um eletrólito mais fraco que os reagentes, isto é, um ácido mais fraco ou uma base mais fraca

10.4.2. Exemplo: HCl (aq) + Na(CH3COO) (aq) --> NaCl (aq) + CH3COOH (aq) reagentes são muito separados em íons; produto é pouco separado em íons

11. Equações químicas na forma iônica

11.1. Para reações químicas que envolvam íons el solução aquosa, a equação iônica é a melhor maneira de representar o processo

11.2. Exemplo: Zn (s) + Cu 2+ (aq) --> Cu (s) + Zn 2+ (aq) placa, solução, depósito, solução

11.3. Exemplo: Zn (s) + 2H+ (aq) --> H2 (g) + Zn2+ (aq) placa, solução, gás, solução