Ciências Sociais Em Saúde

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Ciências Sociais Em Saúde por Mind Map: Ciências Sociais Em Saúde

1. Em relação à área de estudos sobre o processo saúde-doença, o campo continua a exigir um esforço redobrado, considerando-se que a interrelação entre o biológico e social coloca, de um lado, problemas de natureza epistemológica que necessitam ser analisados, e, de outro, a necessidade de dar resposta aos problemas sanitários que se tornam cada vez mais agudos.Nesse sentido, tornam-se fundamentais estudos que estabeleçam as articulações entre a crise e a situação de saúde.

2. Fundamenta esse objetivo a percepção de que a produção do conhecimento na área apresenta, hoje, uma limitação no que diz respeito à sua capacidade de inovar questões e propor novas linhas de reflexão e novas temáticas. Cabe, no entanto, registrar que quanto a este último aspecto nota-se um movimento no sentido de se buscar coletar, sistematizar e analisar experiências concretas, de caráter mais micro, mas que acaba esbarrando nos antigos preceitos que vêm delineando a Saúde Coletiva enquanto um campo de práticas.

3. São campo do conhecimento que estuda as relações sociais culturais econômicas e políticas na sociedade moderna aplicada á área da saúde

4. As ciências sociais na área da saúde tem como objetivo compreender a construção social do processo saúde-doença

5. Originada há pouco mais de cinco décadas, as ciências sociais em saúde se desenvolveram de formas distintas, considerando-se as condições que possibilitaram sua emergência e desenvolvimento nos países europeus, Estados Unidos, Canadá e América Latina. Suas origens determinaram as diferentes temáticas, bem como a adesão aos mais diversos referenciais teórico-conceituais.

6. Verifica-se que a área apresenta grande variedade temática, que nos últimos anos foi acrescida de novos temas, como as racionalidades médicas, as relações de gênero, a especificidade de estudos no campo das políticas de saúde, estudos histórico-sociais sobre as doenças, e a perspectiva sociológica nos estudos de avaliação em saúde. Acrescente-se a importância que vem sendo dada aos estudos de caráter epistemológico.

7. Reiterar que as ciências sociais colocam-se como fundamentais tanto para as análises conjunturais e estruturais no campo da saúde, e que a construção epistemológica num campo de conhecimento essencialmente interdisciplinar é da maior importância, chega a ser uma obviedade, mas que necessita ser apontada para que se torne cada vez mais real e extrapole o campo da retórica e do desejo.