AS CIÊNCIAS SOCIAIS EM SAÚDE

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
AS CIÊNCIAS SOCIAIS EM SAÚDE por Mind Map: AS CIÊNCIAS SOCIAIS EM SAÚDE

1. ORIGENS DE UM PENSAMENTO SOCIAL EM SAÚDE

1.1. A partir do término da 2ª Guerra Mundial.

1.1.1. Estudo dos fatores socioculturais, principalmente de doenças mentais e desordens psiquiátricas masculinas no serviço militar.

1.2. Romper a hegemonia do biológico na compreensão do processo saúde-doença.

1.3. Do ponto de vista militar: melhorar as condições de saúde; Do ponto de vista político: cumprir as obrigações dos programas de saúde e saneamento na Resolução 30 da Conferência do Rio de Janeiro; Do ponto de vista da produção: obter um aumento da produção de materiais; Do ponto de vista moral: demonstrar os benefícios tangíveis da democracia.

1.4. Década de 60

1.4.1. Grande esforço em promover as ciências sociais na saúde

1.4.1.1. Influência norte-americana

2. QUESTÕES HISTÓRICO-SOCIAIS DOS CONCEITOS DE ETNIA E RAÇA

2.1. SEGUNDA GUERRA MUNDIAL

2.1.1. Diferenciação dos grupos sociais para hierarquizar uns sobre os outros e valorizar a dita raça ariana

2.1.1.1. Consequência desse pensamento político

2.1.1.1.1. Holocausto

3. SUPOSTA DEMOCRACIA RACIAL NO BRASIL NO SÉCULO XIX

3.1. Inviabilizar as disputas raciais da constituição do povo brasileiro

3.2. Colonização do Brasil

3.3. Ideia de que não havia disputas raciais, imposições culturais ou mesmo resistência por parte dos povos colonizados

3.3.1. Evidenciar traços de diferentes culturas

4. PERSPECTIVAS EM ENSINO E INVESTIGAÇÃO EM CIÊNCIAS SOCIAIS E SAÚDE

4.1. Ciências Sociais em Saúde

4.1.1. Visam não somente compreender a dimensão social das práticas de saúde, mas também como o processo saúde-doença é, em essência, um processo social

4.1.2. O desenvolvimento desta área constitui um projeto em andamento, tanto em relação ao ensino como à pesquisa

4.1.3. Saúde como questão social passou a ser de aceitação universal

4.1.3.1. Em relação ao ensino superior

4.1.3.1.1. Encontrar formas adequadas à transmissão dos conteúdos

4.1.4. Contrapõem ao modelo de conhecimento que a escola médica tradicional tem como base

4.2. Pesquisar a deterioração das condições de vida que vem ocorrendo entre elevados contingentes populacionais constitui ponto de partida para traçar o seu perfil epidemiológico

4.3. Investigar o impacto da urbanização e seu significado e implicações na saúde

4.3.1. o processo de migração acelerado pela crise e suas relações com a doença

4.4. Investigar a que se refere à continuidade de projetos que dimensionem as relações entre o trabalho dos profissionais de saúde e as políticas de saúde.

5. Inter-relação entre o biológico e o social

5.1. De um lado : problemas de natureza epistemológica que necessitam ser analisados

5.2. De outro : necessidade de dar resposta aos problemas sanitários que se tornam cada vez mais agudos.

6. Cinco pontos que procuram "explicitar determinadas singularidades da sociologia como ciência do social"

6.1. Pensamento crítico

6.2. Reconhecer que o objeto da sociologia é a realidade social em movimento, formação e transformação

6.3. A sociologia é uma forma de autoconsciência científica da realidade

6.4. Enfrentar o desafio permanente da relação entre ciência e arte, teoria e técnica, conhecimento e poder ou teoria e prática

6.5. O sujeito do conhecimento é individual e coletivo