Colegiados e sua atuação na Gestão Democrática frente ao processo de frequência e aprendizagem

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Colegiados e sua atuação na Gestão Democrática frente ao processo de frequência e aprendizagem por Mind Map: Colegiados e sua atuação na Gestão Democrática frente ao processo de frequência e aprendizagem

1. APM (Associação de Pais e Mestres)

2. Conselho de Escola

3. Conselho de Classe/Série/Ano

4. Grêmio Estudantil

5. Equipe Gestora: Não é um órgão colegiado, mas articula o processo de Gestão Democrática

6. Potencialidades: Formalente constituída com CNPJ ativo, atualizada conforme novo Estatuto, com declarações, impostos, cartão magnético e atas regularizadas.

7. Fragilidades: Poucas pessoas que queiram participar do Colegiado sobretudo com a responsabilidade financeira.

8. Como superar essas fragilidades

9. Privilegiar na Pauta de Reunião de Pais o chamamento da comunidade para a transparência financeira da escola

10. Ampliar na rede social todas as informações com muita transparência e idoneidade o Plano de Ação Financeiro da escola

11. Que os membros conselheiros da APM tragam mensalmente nas reuniões ordinárias um novo pai/responsável para serem co-participantes ativos

12. Potencialidade: A reunião de equipe acontece no início da semana (2ª feira) onde planeja as ações semanais de todos os segmentos

13. Fragilidades: Somos uma equipe nova com a missão de desmistificar alguns costumes, persistentes na equipe comunidade escolar

14. Como superar essas fragilidades

15. Insistir na integração escola-comunidade

16. Esclarecer que a democracia se constrói mediante articulação entre direitos e deveres

17. Estabelecer uma rotina de trabalho e atendimento

18. Fragilidades: Por serem crianças existe a imaturidade no planejamento e execução das ações de protagonismo

19. Potencialidade: Constituído e aberto para receber formação voltada ao protagonismo juvenil

20. Como superar essas fragilidades

21. Manter reuniões formativas com regularidade

22. Procurar na equipe parceiros que possam ajudar e acompanhar o grêmio

23. Fomentar ações voltadas ao SAEB e SARESP

24. Ampliar espaços de protagonismo juvenil

25. Potencialidade: O Conselho está constituído e apresenta melhoria na participação, fala, e escuta ativa.

26. Fragilidades: Que os conselheiros entendam suas atribuições dentro do processo ensino/aprendizagem

27. Como superar essas fragilidades?

28. Investir no processo formativo do Conselho de Escola

29. Atribuir ênfase do Conselho de Escola dentro do processo ensino/aprendizagem

30. Ampliar a co-responsabilidade de todos os atores dentro do processo de ensino/aprendizagem e Plano de Melhoria do MMR

31. Elencar a importância do colegiado na representatividade dos interesses coletivos

32. Potencialidades: O Conselho de Classe/Série/Ano tem avançado nos contornos mais avaliativos e reflexivos, menos classificatório ou com rotulação de alunos. Participação garantida dos alunos representantes de sala e gremistas no dia do Conselho de Classe/Série/Ano

33. Fragilidades: Apesar da escola propiciar um momento de Pré-Conselho participativo com todos os alunos, ainda a presença no dia do Conselho de Classe/Série/Ano com alunos e pais é pequena. A presença da família dos alunos infrequentes na escola

34. Como superar essas fragilidades

35. Incentivar que os pais tragam os filhos para participar do Conselho de Classe/Série/Ano

36. Contemplar nas pautas de reuniões de pais bimestrais o processo de avaliação da escola

37. Confeccionar painel de gestão à vista do MMR com sinalizadores claros e objetivos

38. Encaminhar ao Conselho Tutelar casos graves de infrequência escolar